Devoção, Espiritualidade

Novena a Santa Mônica

Apresente seus pedidos a Deus por meio da novena a Santa Mônica, mãe de Santo Agostinho e grande exemplo de perseverança na oração.

Novena a Santa Mônica
Devoção, Espiritualidade

Novena a Santa Mônica

Apresente seus pedidos a Deus por meio da novena a Santa Mônica, mãe de Santo Agostinho e grande exemplo de perseverança na oração.

Data da Publicação: 01/05/2023
Tempo de leitura:
Autor: MBC
Data da Publicação: 01/05/2023
Tempo de leitura:
Autor: MBC

Apresente seus pedidos a Deus por intercessão desta poderosa mãe que, durante 30 anos, rezou incessantemente pela conversão de seu filho, Santo Agostinho. Faça conosco a novena a Santa Mônica, um grande exemplo das grandes graças que podemos alcançar através da perseverança na oração.

Reze a novena a Santa Mônica


Pelo sinal da Santa Cruz, livra-nos Deus nosso Senhor, de nossos inimigos. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Ato de contrição


Meu Senhor Jesus Cristo, divino Redentor e Salvador das almas, que por mediação das piedosas lágrimas de vossa serva Mônica, dignastes-Vos converter inteiramente o coração de seu filho Agostinho, e desde o dia de sua total e ditosa conversão lhe inspirastes que fizesse sempre frutos de verdadeira penitência; pelas lágrimas benditas daquela mãe, e pela mais profunda e sincera conversão daquele bem-aventurado filho, concedei, misericordioso, a nossas almas, aquela dor de verdadeiro arrependimento, que atinge com segurança o perdão de toda culpa; aquele pranto de sincero arrependimento que apaga toda iniqüidade e toda mancha. E ao fazer tais frutos de verdadeira penitência, que devolvam a justificativa e a paz a nosso espírito contrito e humilhado, que deverá se converter e desejar ver-Vos glorioso para sempre. Amém.

Oração inicial (para todos os dias)


Ó gloriosa Santa Mônica, espelho de esposas, modelo de mães, consolo de viúvas, mulher admirável, a quem Deus infundiu o espírito de oração e concedeu aquele dom de lágrimas com que soubestes fazer violência ao Deus das misericórdias, para que se compadecesse de vossos gemidos, escutasse vossas preces e vos concedesse as vossas suplicas, nós que sofremos e choramos nos tristes caminhos da vida, a suplicar-vos que nos atinjais o espírito de oração que tivestes e a misericórdia que merecem nossas culpas, para que derramando com humildade nosso coração diante de Deus de toda piedade e misericórdia, atinjamos a graça de viver a santa vida que vivestes na terra, e mereçamos a glória que gozais agora no céu, em companhia de nossos pais, esposos e filhos, e de todos os que pelo sangue e pelo afeto nos pertencem e são, em Jesus Cristo, Senhor nosso, amados e queridos de nosso coração. Amém.

Primeiro dia da novena a Santa Mônica: modéstia


Senhor, Deus onipotente, que vos comprouvestes em enfeitar a vossa escolhida serva Santa Mônica, desde sua tenra infância, com os dons amáveis da modéstia, da castidade e do pudor; pelo que ela vos agradou com estas preciosíssimas virtudes, concedei-me a graça de amá-las e praticá-las como ela, para que com ela vos sirva e vos agrade, meu Deus e meu Senhor; no meio da vaidade e corrupção deste século, e assim mereça conseguir os prêmios que tendes reservados a vossos escolhidos na eterna bem-aventurança. Amém.

Reza-se três vezes: Pai Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai.

Em seguida, pede-se a graça que deseja alcançar por intercessão da bem-aventurada Santa Mônica.

PRECES


Ó Senhor, que confortastes a Mônica em suas provas, confortai a quantos sofrem de solidão e abandono em nossa sociedade, roguemos ao Senhor.

Ó Senhor, que trocastes em gozo as lágrimas de Mônica, concedei-nos que jamais contristemos a ninguém, senão que mais bem sejamos causa de alegria para nossos irmãos, roguemos ao Senhor.

Ó Senhor, que confortastes a Mônica em suas orações pela conversão de seu filho, ajudai-nos a não desesperar no tempo de prova, senão a pôr nele toda nossa esperança, roguemos ao Senhor.

Ó Senhor, que concedestes a Santa Mônica superar com fortaleza as dificuldades de seu matrimônio, concedei-nos a todos os cônjuges que têm dificuldades, que saibam oferecer-se mutuamente consolo, roguemos ao Senhor.

Ó Senhor, que quisestes que Santa Mônica fosse modelo de virtudes na vida familiar, olhai a todas as mães do mundo, para que sempre saibam conduzir a seus filhos para vós, roguemos ao Senhor.

Ó Senhor, nossa mãe Santa Mônica que, em seu leito de morte, pedira aos seus que a recordassem diante de vosso altar, aceitai as orações de nossas comunidades por nossos irmãos e irmãs falecidos, roguemos ao Senhor.

ACLAMAÇÕES


Com vossas lágrimas de amor,
Mãe do grande Agostinho,
destes à Igreja um Doutor,
destes ao céu um serafim.
Salve a vós, mulher bendita,
muda e só em vosso quebranto,
que pressagiastes com vosso pranto
novos triunfos da Cruz!
Cada lágrima que rola
por vosso pálido semblante
é um reflexo radiante
do sol da eterna luz.
Com vossas lágrimas de amor…
Como solo lamentador
de tortura solitária,
suba ao céu vossa prece
do vale da dor;
Deus vos escuta, e os vossos frutos,
do poder de Deus,
cai um gigante rendido:
e é o filho de vosso amor!
Com vossas lágrimas de amor.

Oração final (para todos os dias)


Gloriosíssima e bem-aventurada, Santa Mônica! Grande na paciência, magnânima na esperança e ditosa no triunfo; mulher sábia e prudente, que soubestes edificar vossa casa e nela resplandecestes como o sol quando amanhece nas alturas do céu, e em tudo fostes exemplo esclarecido à mulher cristã; agora que estais já na “terra dos que vivem para sempre, onde não há prantos nem gemidos, nem dor algum”, lembrai-vos das que ainda gememos e choramos neste vale, onde gemestes e chorastes; e intercedei diante do Senhor para que tenha compaixão de tantas mães e esposas em suas tribulações e trabalhos, e para que recolha nossos gemidos e escute nossas preces e nos conceda, como a vós, o fim de todos nossos desejos, e mereçamos, num dia, reinar e descansar na glória como vós, rodeadas de todos os entes queridos de nosso coração, e abençoar, ali, convosco as eternas misericórdias do Senhor, pelos séculos dos séculos. Amém.

Segundo dia da novena a Santa Mônica: devoção


– Oração inicial

Ó Deus de infinita glória e majestade! Que inefável vos comprazíeis nos sentimentos de piedade e devoção com que vos amava e servia vossa fidelíssima serva Santa Mônica, quando com tanto gosto preferia as delícias secretas da oração e do recolhimento às ternas carícias dos seus e, a todos os afagos sedutores da carne; concedei-me, pela intercessão desta vossa serva devotíssima, a graça de que eu vos ame e vos sirva sem pecado até a morte, e que prefira sempre a dita de agradar-vos, a todas as vaidades e deleites da terra, e assim mereça desfrutar num dia as eternas e puríssimas delícias da glória. Amém.

Reza-se três vezes: Pai Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai.

Em seguida, pede-se a graça que deseja alcançar por intercessão da bem-aventurada Santa Mônica.

– Preces
– Aclamações
– Oração final

Terceiro dia da novena a Santa Mônica: zelo


– Oração inicial

Ó Deus, infinitamente amável e adorável, que de tal modo infundistes no coração de vossa amadíssima serva Santa Mônica, o zelo de vossa glória e da saúde das almas; que, sendo esposa atribulada e afligida, soube beber em silêncio o cálice de suas tribulações. E com seus santíssimos exemplos e prudentíssimos conselhos, soube edificar e consolar a muitas mães e esposas. Pelo que ela vos agradou com sua heróica paciência, concedei-me saber igualmente sofrer, em silêncio, meus trabalhos e edificar com minhas palavras e exemplos a meus próximos. A fim de que vos sirva de todo coração e de tudo o que faça seja para glória vossa e minha satisfação, conforme aos desígnios de vossa adorável vontade. Amém.

Reza-se três vezes: Pai Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai.

Em seguida, pede-se a graça que deseja alcançar por intercessão da bem-aventurada Santa Mônica.

– Preces
– Aclamações
– Oração final

Quarto dia da novena a Santa Mônica: oração


– Oração inicial

Ó Deus, clementíssimo e misericordiosíssimo, que no coração maternal de Santa Mônica vos dignastes infundir o espírito da humildade e a oração para que em constante súplica rogasse, em vossa presença, pela salvação de seu esposo e a conversão de seu querido filho Agostinho. Pelo muito que ela vos agradou com sua oração e suas lágrimas, concedei-me aquele mesmo espírito de humildade e oração que ela teve, para que saiba eu rogar ante vosso divino acatamento, pelas grandes necessidades de minha alma e de todos os que me estão por Vós encomendados, e de Vós mereça alcançar para mim e para eles, primeiro, vossa graça, e depois, a glória. Amém.

Reza-se três vezes: Pai Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai.

Em seguida, pede-se a graça que deseja alcançar por intercessão da bem-aventurada Santa Mônica.

– Preces
– Aclamações
– Oração final

Quinto dia da novena a Santa Mônica: fé


– Oração inicial

Ó Deus onipotente e nas promessas fidelíssimo, que vos dignastes inspirar a vossa serva Santa Mônica uma fé tão grande a respeito da conversão de seu filho Agostinho; que nos dias de sua amargura, assegurou a seu próprio filho que ele tinha de vir para onde ela estava, e fizestes que se cumprisse a profecia de um santo Bispo, que ao ver a fé e as lágrimas de Mônica, disse: “é impossível que filho de tantas lágrimas pereça”; pelo muito que vos agradou a fé daquela santa mãe, concedei-me que eu tenha tanta confiança em vosso poder e misericórdia, que atinja o que vos peço nesta novena e por isso vos glorifique minha alma, pelos séculos dos séculos. Amém.

Reza-se três vezes: Pai Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai.

Em seguida, pede-se a graça que deseja alcançar por intercessão da bem-aventurada Santa Mônica.

– Preces
– Aclamações
– Oração final

Sexto dia da novena a Santa Mônica: esperança


– Oração inicial

Ó Deus onipotente e Pai de toda consolação, que vos dignastes alentar tanta esperança no coração de vossa serva Santa Mônica, que nos dias mais amargos de tribulação, quando seu filho mais se afastava de Vós, nunca deixou de esperar, com grande confiança, o cumprimento de seus desejos e a consecução de vossas misericórdias; concedei-me, por sua intercessão e méritos, aquela firme esperança que ela teve, para que eu jamais desfaleça em minha oração e mereça conseguir o que vos peço para consolo de minha alma e vossa glória. Amém.

Reza-se três vezes: Pai Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai.

Em seguida, pede-se a graça que deseja alcançar por intercessão da bem-aventurada Santa Mônica.

– Preces
– Aclamações
– Oração final

Sétimo dia da novena a Santa Mônica: caridade


– Oração inicial

Ó Deus infinitamente bom e digno de ser amado, que de tal modo consolastes a vossa serva, Santa Mônica, nas últimas horas de sua vida, vendo a seu lado o filho de sua alma, Agostinho, convertido totalmente a Vós e santificado pelas águas do batismo, exclamava que já nada lhe ficava que fazer neste mundo, senão voltar a Vós, para amar-vos e possuir-vos para sempre; por aquele tão grande amor com que vos amava a mãe de Agostinho sobre a terra, concedei-me, rogo-vos, oh meu bom Deus! Que eu vos ame com ela, e que de tal modo viva desprendida de todas as coisas e laços deste mundo, que nada deseje fora de Vós, e assim mereça possuir-vos e gozar-vos pelos séculos dos séculos. Amém.

Reza-se três vezes: Pai Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai.

Em seguida, pede-se a graça que deseja alcançar por intercessão da bem-aventurada Santa Mônica.

– Preces
– Aclamações
– Oração final

Oitavo dia da novena a Santa Mônica: perseverança


– Oração inicial

Ó Deus dos escolhidos e predestinados, que vos dignastes conceder a vossa serva Santa Mônica uma morte tão doce e tão ditosa em terra estranha, que sem cuidar-se da honra de seu corpo, só pensou em entregar a Vós o alma, e encarregou a seu filho Agostinho, que deixando descansar seu corpo na terra, onde queira que ela falecesse, não se esquecesse de rogar durante os dias de sua vida pela alma de sua mãe ante o altar do Senhor; pela preciosa morte daquela santa mãe, concede-me a dita de morrer em Vós e para Vós, como verdadeira filha da Igreja, de sorte que consiga entrar em posse da bem-aventurança, onde me veja rodeada de meu esposo, de meus filhos e de todos os seres queridos de meu coração, e juntamente com eles louve ali para sempre as vossas misericórdias. Amém.

Reza-se três vezes: Pai Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai.

Em seguida, pede-se a graça que deseja alcançar por intercessão da bem-aventurada Santa Mônica.

– Preces
– Aclamações
– Oração final

Nono dia da novena a Santa Mônica: intercessão dos santos


– Oração inicial

Ó Deus, que sempre vos comprazes na glória de vossos santos e vos mostras neles admirável para que sejam venerados entre os povos; e assim no traslado das santas relíquias de vossa serva Mônica, desde o porto de Ostia à Cidade Eterna, dignastes-vos honrá-la com o júbilo dos povos que a saudavam a seu passo, com a devoção de tantas mães que saíam a oferecer-lhe seus filhos e suas lágrimas e a acompanhastes naquela gloriosa viagem com os prodígios de vossa onipotência, fazendo, por sua mediação, desejadíssimos milagres; pelo suave aroma que exalam em vossa presença os restos venerados daquela mulher santa e admirável, dignai-vos acordar-me de minha indiferença, ressuscitar-me a vossa graça e conceder-me quanto vos peço para minha saúde eterna e a de todos aqueles que Vós pusestes sob meu amor e cuidado. Glorificado seja, deste modo, o vosso nome e o nome de Mônica, vossa serva, pelos séculos dos séculos. Amém.

Reza-se três vezes: Pai Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai.

Em seguida, pede-se a graça que deseja alcançar por intercessão da bem-aventurada Santa Mônica.

– Preces
– Aclamações
– Oração final

Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

    Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.

    MBC

    O que você vai encontrar neste artigo?

    Apresente seus pedidos a Deus por intercessão desta poderosa mãe que, durante 30 anos, rezou incessantemente pela conversão de seu filho, Santo Agostinho. Faça conosco a novena a Santa Mônica, um grande exemplo das grandes graças que podemos alcançar através da perseverança na oração.

    Reze a novena a Santa Mônica


    Pelo sinal da Santa Cruz, livra-nos Deus nosso Senhor, de nossos inimigos. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

    Ato de contrição


    Meu Senhor Jesus Cristo, divino Redentor e Salvador das almas, que por mediação das piedosas lágrimas de vossa serva Mônica, dignastes-Vos converter inteiramente o coração de seu filho Agostinho, e desde o dia de sua total e ditosa conversão lhe inspirastes que fizesse sempre frutos de verdadeira penitência; pelas lágrimas benditas daquela mãe, e pela mais profunda e sincera conversão daquele bem-aventurado filho, concedei, misericordioso, a nossas almas, aquela dor de verdadeiro arrependimento, que atinge com segurança o perdão de toda culpa; aquele pranto de sincero arrependimento que apaga toda iniqüidade e toda mancha. E ao fazer tais frutos de verdadeira penitência, que devolvam a justificativa e a paz a nosso espírito contrito e humilhado, que deverá se converter e desejar ver-Vos glorioso para sempre. Amém.

    Oração inicial (para todos os dias)


    Ó gloriosa Santa Mônica, espelho de esposas, modelo de mães, consolo de viúvas, mulher admirável, a quem Deus infundiu o espírito de oração e concedeu aquele dom de lágrimas com que soubestes fazer violência ao Deus das misericórdias, para que se compadecesse de vossos gemidos, escutasse vossas preces e vos concedesse as vossas suplicas, nós que sofremos e choramos nos tristes caminhos da vida, a suplicar-vos que nos atinjais o espírito de oração que tivestes e a misericórdia que merecem nossas culpas, para que derramando com humildade nosso coração diante de Deus de toda piedade e misericórdia, atinjamos a graça de viver a santa vida que vivestes na terra, e mereçamos a glória que gozais agora no céu, em companhia de nossos pais, esposos e filhos, e de todos os que pelo sangue e pelo afeto nos pertencem e são, em Jesus Cristo, Senhor nosso, amados e queridos de nosso coração. Amém.

    Primeiro dia da novena a Santa Mônica: modéstia


    Senhor, Deus onipotente, que vos comprouvestes em enfeitar a vossa escolhida serva Santa Mônica, desde sua tenra infância, com os dons amáveis da modéstia, da castidade e do pudor; pelo que ela vos agradou com estas preciosíssimas virtudes, concedei-me a graça de amá-las e praticá-las como ela, para que com ela vos sirva e vos agrade, meu Deus e meu Senhor; no meio da vaidade e corrupção deste século, e assim mereça conseguir os prêmios que tendes reservados a vossos escolhidos na eterna bem-aventurança. Amém.

    Reza-se três vezes: Pai Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai.

    Em seguida, pede-se a graça que deseja alcançar por intercessão da bem-aventurada Santa Mônica.

    PRECES


    Ó Senhor, que confortastes a Mônica em suas provas, confortai a quantos sofrem de solidão e abandono em nossa sociedade, roguemos ao Senhor.

    Ó Senhor, que trocastes em gozo as lágrimas de Mônica, concedei-nos que jamais contristemos a ninguém, senão que mais bem sejamos causa de alegria para nossos irmãos, roguemos ao Senhor.

    Ó Senhor, que confortastes a Mônica em suas orações pela conversão de seu filho, ajudai-nos a não desesperar no tempo de prova, senão a pôr nele toda nossa esperança, roguemos ao Senhor.

    Ó Senhor, que concedestes a Santa Mônica superar com fortaleza as dificuldades de seu matrimônio, concedei-nos a todos os cônjuges que têm dificuldades, que saibam oferecer-se mutuamente consolo, roguemos ao Senhor.

    Ó Senhor, que quisestes que Santa Mônica fosse modelo de virtudes na vida familiar, olhai a todas as mães do mundo, para que sempre saibam conduzir a seus filhos para vós, roguemos ao Senhor.

    Ó Senhor, nossa mãe Santa Mônica que, em seu leito de morte, pedira aos seus que a recordassem diante de vosso altar, aceitai as orações de nossas comunidades por nossos irmãos e irmãs falecidos, roguemos ao Senhor.

    ACLAMAÇÕES


    Com vossas lágrimas de amor,
    Mãe do grande Agostinho,
    destes à Igreja um Doutor,
    destes ao céu um serafim.
    Salve a vós, mulher bendita,
    muda e só em vosso quebranto,
    que pressagiastes com vosso pranto
    novos triunfos da Cruz!
    Cada lágrima que rola
    por vosso pálido semblante
    é um reflexo radiante
    do sol da eterna luz.
    Com vossas lágrimas de amor…
    Como solo lamentador
    de tortura solitária,
    suba ao céu vossa prece
    do vale da dor;
    Deus vos escuta, e os vossos frutos,
    do poder de Deus,
    cai um gigante rendido:
    e é o filho de vosso amor!
    Com vossas lágrimas de amor.

    Oração final (para todos os dias)


    Gloriosíssima e bem-aventurada, Santa Mônica! Grande na paciência, magnânima na esperança e ditosa no triunfo; mulher sábia e prudente, que soubestes edificar vossa casa e nela resplandecestes como o sol quando amanhece nas alturas do céu, e em tudo fostes exemplo esclarecido à mulher cristã; agora que estais já na “terra dos que vivem para sempre, onde não há prantos nem gemidos, nem dor algum”, lembrai-vos das que ainda gememos e choramos neste vale, onde gemestes e chorastes; e intercedei diante do Senhor para que tenha compaixão de tantas mães e esposas em suas tribulações e trabalhos, e para que recolha nossos gemidos e escute nossas preces e nos conceda, como a vós, o fim de todos nossos desejos, e mereçamos, num dia, reinar e descansar na glória como vós, rodeadas de todos os entes queridos de nosso coração, e abençoar, ali, convosco as eternas misericórdias do Senhor, pelos séculos dos séculos. Amém.

    Segundo dia da novena a Santa Mônica: devoção


    – Oração inicial

    Ó Deus de infinita glória e majestade! Que inefável vos comprazíeis nos sentimentos de piedade e devoção com que vos amava e servia vossa fidelíssima serva Santa Mônica, quando com tanto gosto preferia as delícias secretas da oração e do recolhimento às ternas carícias dos seus e, a todos os afagos sedutores da carne; concedei-me, pela intercessão desta vossa serva devotíssima, a graça de que eu vos ame e vos sirva sem pecado até a morte, e que prefira sempre a dita de agradar-vos, a todas as vaidades e deleites da terra, e assim mereça desfrutar num dia as eternas e puríssimas delícias da glória. Amém.

    Reza-se três vezes: Pai Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai.

    Em seguida, pede-se a graça que deseja alcançar por intercessão da bem-aventurada Santa Mônica.

    – Preces
    – Aclamações
    – Oração final

    Terceiro dia da novena a Santa Mônica: zelo


    – Oração inicial

    Ó Deus, infinitamente amável e adorável, que de tal modo infundistes no coração de vossa amadíssima serva Santa Mônica, o zelo de vossa glória e da saúde das almas; que, sendo esposa atribulada e afligida, soube beber em silêncio o cálice de suas tribulações. E com seus santíssimos exemplos e prudentíssimos conselhos, soube edificar e consolar a muitas mães e esposas. Pelo que ela vos agradou com sua heróica paciência, concedei-me saber igualmente sofrer, em silêncio, meus trabalhos e edificar com minhas palavras e exemplos a meus próximos. A fim de que vos sirva de todo coração e de tudo o que faça seja para glória vossa e minha satisfação, conforme aos desígnios de vossa adorável vontade. Amém.

    Reza-se três vezes: Pai Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai.

    Em seguida, pede-se a graça que deseja alcançar por intercessão da bem-aventurada Santa Mônica.

    – Preces
    – Aclamações
    – Oração final

    Quarto dia da novena a Santa Mônica: oração


    – Oração inicial

    Ó Deus, clementíssimo e misericordiosíssimo, que no coração maternal de Santa Mônica vos dignastes infundir o espírito da humildade e a oração para que em constante súplica rogasse, em vossa presença, pela salvação de seu esposo e a conversão de seu querido filho Agostinho. Pelo muito que ela vos agradou com sua oração e suas lágrimas, concedei-me aquele mesmo espírito de humildade e oração que ela teve, para que saiba eu rogar ante vosso divino acatamento, pelas grandes necessidades de minha alma e de todos os que me estão por Vós encomendados, e de Vós mereça alcançar para mim e para eles, primeiro, vossa graça, e depois, a glória. Amém.

    Reza-se três vezes: Pai Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai.

    Em seguida, pede-se a graça que deseja alcançar por intercessão da bem-aventurada Santa Mônica.

    – Preces
    – Aclamações
    – Oração final

    Quinto dia da novena a Santa Mônica: fé


    – Oração inicial

    Ó Deus onipotente e nas promessas fidelíssimo, que vos dignastes inspirar a vossa serva Santa Mônica uma fé tão grande a respeito da conversão de seu filho Agostinho; que nos dias de sua amargura, assegurou a seu próprio filho que ele tinha de vir para onde ela estava, e fizestes que se cumprisse a profecia de um santo Bispo, que ao ver a fé e as lágrimas de Mônica, disse: “é impossível que filho de tantas lágrimas pereça”; pelo muito que vos agradou a fé daquela santa mãe, concedei-me que eu tenha tanta confiança em vosso poder e misericórdia, que atinja o que vos peço nesta novena e por isso vos glorifique minha alma, pelos séculos dos séculos. Amém.

    Reza-se três vezes: Pai Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai.

    Em seguida, pede-se a graça que deseja alcançar por intercessão da bem-aventurada Santa Mônica.

    – Preces
    – Aclamações
    – Oração final

    Sexto dia da novena a Santa Mônica: esperança


    – Oração inicial

    Ó Deus onipotente e Pai de toda consolação, que vos dignastes alentar tanta esperança no coração de vossa serva Santa Mônica, que nos dias mais amargos de tribulação, quando seu filho mais se afastava de Vós, nunca deixou de esperar, com grande confiança, o cumprimento de seus desejos e a consecução de vossas misericórdias; concedei-me, por sua intercessão e méritos, aquela firme esperança que ela teve, para que eu jamais desfaleça em minha oração e mereça conseguir o que vos peço para consolo de minha alma e vossa glória. Amém.

    Reza-se três vezes: Pai Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai.

    Em seguida, pede-se a graça que deseja alcançar por intercessão da bem-aventurada Santa Mônica.

    – Preces
    – Aclamações
    – Oração final

    Sétimo dia da novena a Santa Mônica: caridade


    – Oração inicial

    Ó Deus infinitamente bom e digno de ser amado, que de tal modo consolastes a vossa serva, Santa Mônica, nas últimas horas de sua vida, vendo a seu lado o filho de sua alma, Agostinho, convertido totalmente a Vós e santificado pelas águas do batismo, exclamava que já nada lhe ficava que fazer neste mundo, senão voltar a Vós, para amar-vos e possuir-vos para sempre; por aquele tão grande amor com que vos amava a mãe de Agostinho sobre a terra, concedei-me, rogo-vos, oh meu bom Deus! Que eu vos ame com ela, e que de tal modo viva desprendida de todas as coisas e laços deste mundo, que nada deseje fora de Vós, e assim mereça possuir-vos e gozar-vos pelos séculos dos séculos. Amém.

    Reza-se três vezes: Pai Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai.

    Em seguida, pede-se a graça que deseja alcançar por intercessão da bem-aventurada Santa Mônica.

    – Preces
    – Aclamações
    – Oração final

    Oitavo dia da novena a Santa Mônica: perseverança


    – Oração inicial

    Ó Deus dos escolhidos e predestinados, que vos dignastes conceder a vossa serva Santa Mônica uma morte tão doce e tão ditosa em terra estranha, que sem cuidar-se da honra de seu corpo, só pensou em entregar a Vós o alma, e encarregou a seu filho Agostinho, que deixando descansar seu corpo na terra, onde queira que ela falecesse, não se esquecesse de rogar durante os dias de sua vida pela alma de sua mãe ante o altar do Senhor; pela preciosa morte daquela santa mãe, concede-me a dita de morrer em Vós e para Vós, como verdadeira filha da Igreja, de sorte que consiga entrar em posse da bem-aventurança, onde me veja rodeada de meu esposo, de meus filhos e de todos os seres queridos de meu coração, e juntamente com eles louve ali para sempre as vossas misericórdias. Amém.

    Reza-se três vezes: Pai Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai.

    Em seguida, pede-se a graça que deseja alcançar por intercessão da bem-aventurada Santa Mônica.

    – Preces
    – Aclamações
    – Oração final

    Nono dia da novena a Santa Mônica: intercessão dos santos


    – Oração inicial

    Ó Deus, que sempre vos comprazes na glória de vossos santos e vos mostras neles admirável para que sejam venerados entre os povos; e assim no traslado das santas relíquias de vossa serva Mônica, desde o porto de Ostia à Cidade Eterna, dignastes-vos honrá-la com o júbilo dos povos que a saudavam a seu passo, com a devoção de tantas mães que saíam a oferecer-lhe seus filhos e suas lágrimas e a acompanhastes naquela gloriosa viagem com os prodígios de vossa onipotência, fazendo, por sua mediação, desejadíssimos milagres; pelo suave aroma que exalam em vossa presença os restos venerados daquela mulher santa e admirável, dignai-vos acordar-me de minha indiferença, ressuscitar-me a vossa graça e conceder-me quanto vos peço para minha saúde eterna e a de todos aqueles que Vós pusestes sob meu amor e cuidado. Glorificado seja, deste modo, o vosso nome e o nome de Mônica, vossa serva, pelos séculos dos séculos. Amém.

    Reza-se três vezes: Pai Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai.

    Em seguida, pede-se a graça que deseja alcançar por intercessão da bem-aventurada Santa Mônica.

    – Preces
    – Aclamações
    – Oração final

    MBC

    Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

      Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.