Devido à tragédia climática no RS, os prazos de entrega poderão ser afetados.
Espiritualidade

Consequências do pecado na nossa alma

Sempre que pecamos sentimos uma espécie de desordem interior. São João da Cruz enumera 5 consequências do pecado na nossa alma. Confira!

Consequências do pecado na nossa alma
Espiritualidade

Consequências do pecado na nossa alma

Sempre que pecamos sentimos uma espécie de desordem interior. São João da Cruz enumera 5 consequências do pecado na nossa alma. Confira!

Data da Publicação: 14/09/2023
Tempo de leitura:
Autor: Redação MBC
Data da Publicação: 14/09/2023
Tempo de leitura:
Autor: Redação MBC

A nossa vida deve ser uma constante busca pela união com Nosso Senhor e quanto mais soubermos identificar aquilo que nos afasta Dele, melhor poderemos combater essas tentações. São João da Cruz enumera cinco consequências do pecado – ou seja, das tentações, dos apetites – na alma. Confira quais são elas.

5 consequências do pecado na alma

1. Privam o Espírito de Deus da alma

E, por isso, Nosso Salvador disse pela boca de São Mateus (15,26): não é conveniente tomar o pão dos filhos e dá-lo aos cães. E diz também, em outra passagem, por meio do mesmo Evangelista (7,6): não deis aos cães o que é santo. Com estas citações, Nosso Senhor compara aqueles que, negando os apetites das criaturas, dispõem-se a receber puramente o espírito de Deus – isto é, os filhos de Deus – com aqueles que, como os cães, procuram nas criaturas o alimento para seus apetites.

adam e eva sofrendo com as consequências do pecado original

2. Atormentam e afligem a alma

Quanto mais intenso é o apetite, maior é o tormento que traz à alma, de maneira que o tormento depende da força do apetite, e maior será o número de tormentos que a acossam quanto mais apetites a possuam, pois na alma se cumpre, ainda nesta vida, o que no Apocalipse (18,7) se diz de Babilônia, com as seguintes palavras: Quanto se tem glorificado e vivido em deleites, tanto lhe dai de tormento e pranto. 

3. São consequências do pecado a cegueira e o obscurecimento da alma

O terceiro dano que os apetites causam na alma é sua cegueira e obscurecimento. Assim como os vapores obscurecem o ar e não deixam passar a luz do sol, ou como o espelho embaçado não pode refletir com nitidez a imagem daquilo que está diante dele, ou como na água turva não se consegue distinguir bem o rosto que nela se mira, assim também a alma que se encontra cativa de seus apetites tem o entendimento obscurecido e não permite que o sol da razão natural nem o sol da Sabedoria sobrenatural de Deus possam penetrá-la e iluminá-la com claridade. Sobre isso, diz Davi (Sl 29,13): Minhas maldades me cercaram por todos os lados, e não pude ver.

4. Sujam e mancham a alma

O terceiro dano que os apetites causam na alma é sua cegueira e obscurecimento. Assim como O quarto dano que os apetites causam à alma é o de sujá-la e manchá-la, conforme ensinamento do Eclesiástico (13,1): Quem toca no betume fica manchado. Ora, tocar no betume é satisfazer o apetite de sua vontade em alguma coisa criada.

5. Entibiam e enfraquecem a alma

Os apetites enfraquecem a virtude da alma porque são nela como os ramos que, crescendo ao redor da árvore, sugam-lhe a seiva e a impedem que dê tanto fruto. De tais almas, diz o Senhor (Mt 24,19): Mas ai das grávidas e das que amamentarem naqueles dias! Por gravidez e amamentação se entende aqui os apetites que, se não mortificados, consomem pouco a pouco a virtude da alma e se desenvolvem em prejuízo dela, tal como os ramos que prejudicam a árvore.

Veja também: o que são os pecados capitais?

Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

    Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.

    Avatar

    Redação MBC

    O que você vai encontrar neste artigo?

    A nossa vida deve ser uma constante busca pela união com Nosso Senhor e quanto mais soubermos identificar aquilo que nos afasta Dele, melhor poderemos combater essas tentações. São João da Cruz enumera cinco consequências do pecado – ou seja, das tentações, dos apetites – na alma. Confira quais são elas.

    5 consequências do pecado na alma

    1. Privam o Espírito de Deus da alma

    E, por isso, Nosso Salvador disse pela boca de São Mateus (15,26): não é conveniente tomar o pão dos filhos e dá-lo aos cães. E diz também, em outra passagem, por meio do mesmo Evangelista (7,6): não deis aos cães o que é santo. Com estas citações, Nosso Senhor compara aqueles que, negando os apetites das criaturas, dispõem-se a receber puramente o espírito de Deus – isto é, os filhos de Deus – com aqueles que, como os cães, procuram nas criaturas o alimento para seus apetites.

    adam e eva sofrendo com as consequências do pecado original

    2. Atormentam e afligem a alma

    Quanto mais intenso é o apetite, maior é o tormento que traz à alma, de maneira que o tormento depende da força do apetite, e maior será o número de tormentos que a acossam quanto mais apetites a possuam, pois na alma se cumpre, ainda nesta vida, o que no Apocalipse (18,7) se diz de Babilônia, com as seguintes palavras: Quanto se tem glorificado e vivido em deleites, tanto lhe dai de tormento e pranto. 

    3. São consequências do pecado a cegueira e o obscurecimento da alma

    O terceiro dano que os apetites causam na alma é sua cegueira e obscurecimento. Assim como os vapores obscurecem o ar e não deixam passar a luz do sol, ou como o espelho embaçado não pode refletir com nitidez a imagem daquilo que está diante dele, ou como na água turva não se consegue distinguir bem o rosto que nela se mira, assim também a alma que se encontra cativa de seus apetites tem o entendimento obscurecido e não permite que o sol da razão natural nem o sol da Sabedoria sobrenatural de Deus possam penetrá-la e iluminá-la com claridade. Sobre isso, diz Davi (Sl 29,13): Minhas maldades me cercaram por todos os lados, e não pude ver.

    4. Sujam e mancham a alma

    O terceiro dano que os apetites causam na alma é sua cegueira e obscurecimento. Assim como O quarto dano que os apetites causam à alma é o de sujá-la e manchá-la, conforme ensinamento do Eclesiástico (13,1): Quem toca no betume fica manchado. Ora, tocar no betume é satisfazer o apetite de sua vontade em alguma coisa criada.

    5. Entibiam e enfraquecem a alma

    Os apetites enfraquecem a virtude da alma porque são nela como os ramos que, crescendo ao redor da árvore, sugam-lhe a seiva e a impedem que dê tanto fruto. De tais almas, diz o Senhor (Mt 24,19): Mas ai das grávidas e das que amamentarem naqueles dias! Por gravidez e amamentação se entende aqui os apetites que, se não mortificados, consomem pouco a pouco a virtude da alma e se desenvolvem em prejuízo dela, tal como os ramos que prejudicam a árvore.

    Veja também: o que são os pecados capitais?

    Avatar

    Redação MBC

    Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

      Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.