Formação

Cova da Iria: o lugar das aparições de Nossa Senhora de Fátima

Saiba como aconteceram as aparições de Fátima e conheça onde era a Cova da Iria e como ela se encontra nos dias de hoje.

Cova da Iria: o lugar das aparições de Nossa Senhora de Fátima
Formação

Cova da Iria: o lugar das aparições de Nossa Senhora de Fátima

Saiba como aconteceram as aparições de Fátima e conheça onde era a Cova da Iria e como ela se encontra nos dias de hoje.

Data da Publicação: 07/05/2023
Tempo de leitura:
Autor: MBC
Data da Publicação: 07/05/2023
Tempo de leitura:
Autor: MBC

Saiba como aconteceram as aparições de Fátima e conheça onde era a Cova da Iria e como ela se encontra nos dias de hoje.

No dia 13 de maio de 1917, três crianças viram uma Senhora, vestida toda de branco, radiante de luz e cujo semblante era de inenarrável beleza: era a Mãe de Deus. Nossa Senhora escolheu a Cova da Iria, um lugar simples, e três pastorinhos para trazer a sua mensagem do céu. 

Você consegue imaginar a cena? Talvez você já tenha visto algumas imagens da Senhora do Céu com os três pastorinhos. Mas, sem dúvida, conhecer um pouco mais sobre o lugar onde as aparições aconteceram te ajudará a compreender melhor a aparição da Virgem e a sua mensagem. Neste texto, vamos ver onde fica a Cova da Iria, em qual lugar de Portugal ela se localiza, e no que ela se transformou hoje.

A Virgem que apareceu na Cova da Iria


Depois de receber três aparições do Anjo de Portugal, os três pastorinhos passaram a intensificar as suas orações e penitências pela conversão dos pecadores, bem como em reparação aos pecados cometidos contra Deus. Pois assim o anjo os pediu que fizessem. Dessa forma, ficavam também mais preparados para se encontrar com Nossa Senhora, mesmo sem saberem ainda das aparições que viriam.

A primeira das seis aparições de Nossa Senhora aconteceu depois de os pastorinhos voltarem da Missa. Foram eles a tocar as ovelhas e, após rezarem o terço, resolveram ir embora porque viram relâmpagos. Mas, ao passar pela Cova da Iria, apareceu-lhes a Mãe de Deus, a 13 de maio de 1917. Então, “viram uma Senhora, vestida de branco e radiante de luz, que lhes disse: ‘Vim pedir-lhes para que venham aqui, todo o dia 13, por seis meses consecutivos, nesta mesma hora. Dir-lhes-ei, oportunamente, quem eu sou e o que quero’.” 1

Em seguida, a cada mês, Nossa Senhora aparecia no mesmo local e insistia que eles fizessem penitência pelos pecadores e rezassem o terço todos os dias, para alcançarem a paz no mundo e o fim da guerra. Ela também lhes revela um segredo e, a cada aparição, os pastorinhos sofrem — também fisicamente, mas sem fraquejar na fé — com a pressão das autoridades e o descrédito do padre local.

O número de fiéis, e também de curiosos, aumentava a cada mês. Mas a 13 de outubro de 1917, um milagre acontece, como prometido pela Senhora: a dança do sol. Nessa ocasião, muitos passaram a crer no Céu, em Deus e na Virgem Maria. Além disso, neste momento, muitas pessoas foram curadas de enfermidades graves.

O que exatamente é a Cova da Iria?


A Cova da Iria, antes de tudo, era um terreno que pertencia à família de Lúcia — um dos três pastorinhos. Para entender melhor a sua localização, vamos falar da organização de Portugal.

O país é dividido em regiões: Norte, Algarve, Centro, Alentejo e Lisboa. Além dos Arquipélagos de Madeira e Açores, consideradas regiões autónomas. O lugar onde a Virgem apareceu fica na região do Centro, a terceira mais populosa do país. Dentro de cada região encontram-se sub-regiões — que são 25 no total. E a Cova da Iria fica numa sub-região chamada Médio Tejo.

Os distritos de Portugal são como os estados brasileiros, no entanto, eles levam o nome da principal cidade de cada um, como o distrito de Lisboa, por exemplo. Assim como no Brasil, a cidade de São Paulo também dá nome ao estado. O distrito que abrange o lugar das aparições é o distrito de Santarém. Este, por sua vez, pertence à província da Beira Litoral. As províncias mantêm-se como divisões históricas e geográficas, no entanto não tem mais valor administrativo.

Os concelhos são subdivisões dos distritos e também chamados de municípios. Eles contam com uma Câmara Municipal (prefeitura), como se fossem as cidades brasileiras. Já quando se fala em freguesia, em Portugal, refere-se aos bairros ou ao que se chama distrito no Brasil. A Cova da Iria pertence à cidade e freguesia de Fátima, no concelho ou município de Ourém.

Em resumo, o lugar denominado Cova da Iria, onde aconteceram as aparições de Nossa Senhora encontra-se

  • em Portugal;
  • na cidade e freguesia de Fátima;
  • no concelho ou município de Ourém;
  • no distrito de Santarém;
  • na província da Beira Litoral;
  • na região do Centro; e 
  • na sub-região do Médio Tejo.

Neste simples terreno da Cova da Iria, onde vivia uma família modesta, e três crianças brincavam, pastoreavam e rezavam, aparece a Mãe de Deus. Ela faz aos seus filhos um apelo à conversão e traz uma mensagem de esperança: “Por fim, o Meu Imaculado Coração triunfará.” Este acontecimento fez do lugar um dos destinos religiosos mais importantes do mundo — e, sem dúvida, um cenário de muita devoção.

A Cova da Iria hoje


A fim de corresponder ao pedido de Nossa Senhora na última aparição, foi construída em 1919 a Capelinha das Aparições, na Cova da Iria. Mas antes disso, desde os meses da aparição, o local da azinheira já era adornado e dedicado à oração. Hoje a “capelinha” encontra-se no recinto do Santuário de Fátima, localizado no lugar da Cova da Iria, no entanto, mantém ainda os traços originais de uma ermida popular. O pedestal onde se encontra a escultura original de Nossa Senhora de Fátima determina o local exato da azinheira sobre a qual a Virgem aparecia.

Em torno do local da Cova da Iria, centro de Fátima, onde se encontra o santuário, quase todas as ruas e avenidas levam nomes de santos ou fazem referência às aparições. Francisco e Jacinta, por exemplo, dão nome a duas ruas, e a irmã Lúcia a uma avenida. As avenidas que circundam o santuário se ligam por duas rotundas, uma delas contém o monumento dos Pastorinhos caminhando e recebe o nome de Rotunda dos Pastorinhos.

A cerca de três quilómetros da Cova da Iria, fica o lugar de origem dos três pastorinhos, Aljustrel, onde é possível visitar as casas onde eles nasceram. Também na freguesia de Fátima, no caminho de Valinhos, fica a Loca do Cabeço, lugar onde o anjo apareceu aos pastorinhos a primeira e a terceira vez — a outra foi no quintal da casa de Lúcia.

Nesse local, os pastorinhos costumavam proteger-se da chuva e do sol e também se reuniam para rezar o Terço. Sendo assim, foi construída uma estátua no local, a qual remete à aparição; ela retrata o momento em que o Anjo oferece a comunhão às crianças.

Além disso, o nome de alguns estabelecimentos da cidade, como lojas, farmácias e cafés, fazem referência às aparições e aos pastorinhos.

Santuário de Fátima


Atualmente, na área da Cova da Iria, encontra-se o Santuário de Fátima, que a Igreja intitula Santuário de Nossa Senhora do Rosário de Fátima. Assim, continua-se a atender o pedido de Nossa Senhora: “Quero dizer-te que façam aqui uma capela em Minha honra, que sou a Senhora do Rosário.” 2

O local do santuário é uma grande igreja a céu aberto, centenas de milhares de pessoas se reúnem em frente ao altar no alto da escadaria. Nessa área ficam também a Basílica de Nossa Senhora do Rosário, a Capelinha das Aparições, o monumento ao Sagrado Coração de Jesus e a Azinheira Grande. Esta foi a única árvore que restou do lugar onde a Virgem apareceu.

Também no Santuário de Fátima encontram-se as urnas com os restos mortais de Jacinta, de Francisco e, por último, de Lúcia.

Por fim, a mensagem da Cova da Iria é a conversão dos corações ao Imaculado Coração de Maria. Ela é o modelo de coração humano mais unido ao de Cristo. Sendo assim, que ao conhecer mais sobre este lugar santo — ou quem sabe visitá-lo um dia —, o nosso coração se inflame e também em nós aumente a devoção ao Santo Terço.

Que o santo anjo de Portugal infunda também em nossos corações, como fez no dos pastorinhos, o desejo de oferecer sacrifícios em reparação ao Sagrado Coração de Jesus e ao Imaculado Coração de Maria.

Reze a novena à Nossa Senhora de Fátima.

Referências

  1. Vatican News, NOSSA SENHORA DE FÁTIMA[]
  2. Santuário de Fátima, NARRATIVA DAS APARIÇÕES DE FÁTIMA[]

Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

    Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.

    MBC

    O que você vai encontrar neste artigo?

    Saiba como aconteceram as aparições de Fátima e conheça onde era a Cova da Iria e como ela se encontra nos dias de hoje.

    No dia 13 de maio de 1917, três crianças viram uma Senhora, vestida toda de branco, radiante de luz e cujo semblante era de inenarrável beleza: era a Mãe de Deus. Nossa Senhora escolheu a Cova da Iria, um lugar simples, e três pastorinhos para trazer a sua mensagem do céu. 

    Você consegue imaginar a cena? Talvez você já tenha visto algumas imagens da Senhora do Céu com os três pastorinhos. Mas, sem dúvida, conhecer um pouco mais sobre o lugar onde as aparições aconteceram te ajudará a compreender melhor a aparição da Virgem e a sua mensagem. Neste texto, vamos ver onde fica a Cova da Iria, em qual lugar de Portugal ela se localiza, e no que ela se transformou hoje.

    A Virgem que apareceu na Cova da Iria


    Depois de receber três aparições do Anjo de Portugal, os três pastorinhos passaram a intensificar as suas orações e penitências pela conversão dos pecadores, bem como em reparação aos pecados cometidos contra Deus. Pois assim o anjo os pediu que fizessem. Dessa forma, ficavam também mais preparados para se encontrar com Nossa Senhora, mesmo sem saberem ainda das aparições que viriam.

    A primeira das seis aparições de Nossa Senhora aconteceu depois de os pastorinhos voltarem da Missa. Foram eles a tocar as ovelhas e, após rezarem o terço, resolveram ir embora porque viram relâmpagos. Mas, ao passar pela Cova da Iria, apareceu-lhes a Mãe de Deus, a 13 de maio de 1917. Então, “viram uma Senhora, vestida de branco e radiante de luz, que lhes disse: ‘Vim pedir-lhes para que venham aqui, todo o dia 13, por seis meses consecutivos, nesta mesma hora. Dir-lhes-ei, oportunamente, quem eu sou e o que quero’.” 1

    Em seguida, a cada mês, Nossa Senhora aparecia no mesmo local e insistia que eles fizessem penitência pelos pecadores e rezassem o terço todos os dias, para alcançarem a paz no mundo e o fim da guerra. Ela também lhes revela um segredo e, a cada aparição, os pastorinhos sofrem — também fisicamente, mas sem fraquejar na fé — com a pressão das autoridades e o descrédito do padre local.

    O número de fiéis, e também de curiosos, aumentava a cada mês. Mas a 13 de outubro de 1917, um milagre acontece, como prometido pela Senhora: a dança do sol. Nessa ocasião, muitos passaram a crer no Céu, em Deus e na Virgem Maria. Além disso, neste momento, muitas pessoas foram curadas de enfermidades graves.

    O que exatamente é a Cova da Iria?


    A Cova da Iria, antes de tudo, era um terreno que pertencia à família de Lúcia — um dos três pastorinhos. Para entender melhor a sua localização, vamos falar da organização de Portugal.

    O país é dividido em regiões: Norte, Algarve, Centro, Alentejo e Lisboa. Além dos Arquipélagos de Madeira e Açores, consideradas regiões autónomas. O lugar onde a Virgem apareceu fica na região do Centro, a terceira mais populosa do país. Dentro de cada região encontram-se sub-regiões — que são 25 no total. E a Cova da Iria fica numa sub-região chamada Médio Tejo.

    Os distritos de Portugal são como os estados brasileiros, no entanto, eles levam o nome da principal cidade de cada um, como o distrito de Lisboa, por exemplo. Assim como no Brasil, a cidade de São Paulo também dá nome ao estado. O distrito que abrange o lugar das aparições é o distrito de Santarém. Este, por sua vez, pertence à província da Beira Litoral. As províncias mantêm-se como divisões históricas e geográficas, no entanto não tem mais valor administrativo.

    Os concelhos são subdivisões dos distritos e também chamados de municípios. Eles contam com uma Câmara Municipal (prefeitura), como se fossem as cidades brasileiras. Já quando se fala em freguesia, em Portugal, refere-se aos bairros ou ao que se chama distrito no Brasil. A Cova da Iria pertence à cidade e freguesia de Fátima, no concelho ou município de Ourém.

    Em resumo, o lugar denominado Cova da Iria, onde aconteceram as aparições de Nossa Senhora encontra-se

    • em Portugal;
    • na cidade e freguesia de Fátima;
    • no concelho ou município de Ourém;
    • no distrito de Santarém;
    • na província da Beira Litoral;
    • na região do Centro; e 
    • na sub-região do Médio Tejo.

    Neste simples terreno da Cova da Iria, onde vivia uma família modesta, e três crianças brincavam, pastoreavam e rezavam, aparece a Mãe de Deus. Ela faz aos seus filhos um apelo à conversão e traz uma mensagem de esperança: “Por fim, o Meu Imaculado Coração triunfará.” Este acontecimento fez do lugar um dos destinos religiosos mais importantes do mundo — e, sem dúvida, um cenário de muita devoção.

    A Cova da Iria hoje


    A fim de corresponder ao pedido de Nossa Senhora na última aparição, foi construída em 1919 a Capelinha das Aparições, na Cova da Iria. Mas antes disso, desde os meses da aparição, o local da azinheira já era adornado e dedicado à oração. Hoje a “capelinha” encontra-se no recinto do Santuário de Fátima, localizado no lugar da Cova da Iria, no entanto, mantém ainda os traços originais de uma ermida popular. O pedestal onde se encontra a escultura original de Nossa Senhora de Fátima determina o local exato da azinheira sobre a qual a Virgem aparecia.

    Em torno do local da Cova da Iria, centro de Fátima, onde se encontra o santuário, quase todas as ruas e avenidas levam nomes de santos ou fazem referência às aparições. Francisco e Jacinta, por exemplo, dão nome a duas ruas, e a irmã Lúcia a uma avenida. As avenidas que circundam o santuário se ligam por duas rotundas, uma delas contém o monumento dos Pastorinhos caminhando e recebe o nome de Rotunda dos Pastorinhos.

    A cerca de três quilómetros da Cova da Iria, fica o lugar de origem dos três pastorinhos, Aljustrel, onde é possível visitar as casas onde eles nasceram. Também na freguesia de Fátima, no caminho de Valinhos, fica a Loca do Cabeço, lugar onde o anjo apareceu aos pastorinhos a primeira e a terceira vez — a outra foi no quintal da casa de Lúcia.

    Nesse local, os pastorinhos costumavam proteger-se da chuva e do sol e também se reuniam para rezar o Terço. Sendo assim, foi construída uma estátua no local, a qual remete à aparição; ela retrata o momento em que o Anjo oferece a comunhão às crianças.

    Além disso, o nome de alguns estabelecimentos da cidade, como lojas, farmácias e cafés, fazem referência às aparições e aos pastorinhos.

    Santuário de Fátima


    Atualmente, na área da Cova da Iria, encontra-se o Santuário de Fátima, que a Igreja intitula Santuário de Nossa Senhora do Rosário de Fátima. Assim, continua-se a atender o pedido de Nossa Senhora: “Quero dizer-te que façam aqui uma capela em Minha honra, que sou a Senhora do Rosário.” 2

    O local do santuário é uma grande igreja a céu aberto, centenas de milhares de pessoas se reúnem em frente ao altar no alto da escadaria. Nessa área ficam também a Basílica de Nossa Senhora do Rosário, a Capelinha das Aparições, o monumento ao Sagrado Coração de Jesus e a Azinheira Grande. Esta foi a única árvore que restou do lugar onde a Virgem apareceu.

    Também no Santuário de Fátima encontram-se as urnas com os restos mortais de Jacinta, de Francisco e, por último, de Lúcia.

    Por fim, a mensagem da Cova da Iria é a conversão dos corações ao Imaculado Coração de Maria. Ela é o modelo de coração humano mais unido ao de Cristo. Sendo assim, que ao conhecer mais sobre este lugar santo — ou quem sabe visitá-lo um dia —, o nosso coração se inflame e também em nós aumente a devoção ao Santo Terço.

    Que o santo anjo de Portugal infunda também em nossos corações, como fez no dos pastorinhos, o desejo de oferecer sacrifícios em reparação ao Sagrado Coração de Jesus e ao Imaculado Coração de Maria.

    Reze a novena à Nossa Senhora de Fátima.

    Referências

    1. Vatican News, NOSSA SENHORA DE FÁTIMA[]
    2. Santuário de Fátima, NARRATIVA DAS APARIÇÕES DE FÁTIMA[]

    MBC

    Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

      Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.