Devido à tragédia climática no RS, os prazos de entrega poderão ser afetados.
Devoção, Formação

“Prefiro o paraíso”: de onde veio essa expressão?

"Prefiro o Paraíso!". Provavelmente você já ouviu essa bela e famosa frase de São Filipe Néri. Mas você sabe de onde veio essa expressão?

“Prefiro o paraíso”: de onde veio essa expressão?
Devoção, Formação

“Prefiro o paraíso”: de onde veio essa expressão?

"Prefiro o Paraíso!". Provavelmente você já ouviu essa bela e famosa frase de São Filipe Néri. Mas você sabe de onde veio essa expressão?

Data da Publicação: 07/03/2023
Tempo de leitura:
Autor: MBC
Data da Publicação: 07/03/2023
Tempo de leitura:
Autor: MBC

Provavelmente você já tenha ouvido falar da famosa frase de São Filipe Néri, “preferisco il paradiso!” (Prefiro o paraíso!).

Por trás dessa frase tão bonita, há uma história ainda mais inspiradora e muita reveladora – ela, de fato, é um grande resumo do carisma de São Filipe.

Neste artigo, você conhecerá um pouco dessa história e como ela pode nos inspirar em nosso dia a dia, das pequenas às grandes coisas.

Prefiro o paraíso: um chamado ao que realmente importa


Desde criança, Filipe sempre demonstrou uma inclinação natural às virtudes, como bem o descreve o Padre Gallonio: 

Com a idade, cresciam nele a bondade e o espírito, e, pelos amigos e os demais que o conheciam, ao modo das crianças era chamado de Pippo Buono. Nunca se escutou dele palavra ruim sobre ninguém, tampouco que tivesse feito coisa desnecessária ou má. Era doce, benigno e fácil com todo mundo; não sabia se irritar por nada de mal que lhe fosse feito: ao contrário, mostrava-se a todos continuamente humilde, pacífico e manso.1

Essas características o acompanharam por toda a vida, especialmente na juventude. Visto que sua educação foi muito católica e piedosa, Filipe já tinha, em seu coração, o desejo de crescer na fé e aproximar-se mais de Deus. Desde muito jovem, já desprezava as riquezas terrenas e queria entregar-se à vontade divina.

Quando tinha 18 anos, foi enviado à casa de um tio muito rico, de quem herdaria sua fortuna. Na casa do tio, em San Germano, sentiu-se definitivamente chamado por Deus a entregar-se completamente a Ele. Terminou por renunciar a toda a fortuna que herdaria, e foi a Roma a fim de servir livremente a Deus.

Assim inicia seu caminho de grande abnegação às coisas materiais, que o acompanharia durante toda a vida, e seria uma marca do carisma oratoriano, tendo fundado a Congregação do Oratório alguns anos depois.

Nesse caminho, estudou muito e já tinha práticas piedosas muito intensas, além de uma grande renúncia ascética.

Filipe não vivia com luxos. Se vestia de forma simples, morava em um lugar pequeno e com poucos confortos, e evitava comer alimentos tidos como mais sofisticados na época, como carnes.

Nas pequenas e grandes coisas, São Filipe Neri vivia uma grande renúncia aos prazeres materiais, honras e riquezas. Por esse motivo, seu ardente desejo de agradar a Deus tornava sua fama de santidade cada vez maior.

Uma renúncia pelo Céu


Anos depois, quando já tinha sido ordenado sacerdote e promovia os encontros do Oratório, Filipe começava a exercer grande influência em Roma. Muitas pessoas frequentavam as reuniões para ouvir seus ensinamentos, tamanha era sua sabedoria. Dessas pessoas, incluíam-se os pequenos, mas também grandes autoridades e nomes importantes da Igreja de Roma.

Prefiro o Paraíso, frase famosa de São Filipe Neri, cuja imagem foi recriada por uma IA


Essa influência começava a ser reconhecida pela Igreja. Os padres romanos da época viviam um período difícil, seduzidos pelas glórias, luxos e riquezas. Sendo assim, Filipe se tornava um sinal cada vez maior da vontade divina e vivência do evangelho como verdadeiro sacerdote.

Por isso, em duas ocasiões, Filipe foi chamado a tornar-se cardeal. Porém, na época, o cardinalato também iria prever um acesso maior a honras e bens materiais. E embora São Filipe reconhecesse o valor e a grande missão de um cardeal, decidiu por recusar o convite nas duas vezes em que foi chamado.

Ele entendeu que seu lugar era ali, no Oratório, desapegado de todas as glórias e honras, vivendo seu sacerdócio com grande humildade e renúncia aos bens terrenos. O que Filipe queria era o Céu

Sendo assim, conta-se que, nessas duas ocasiões em que foi chamado a ser cardeal, respondeu dizendo sua célebre frase: “Prefiro o paraíso!”

O “Prefiro o paraíso” em nossas vidas


Assim como São Filipe Néri, nós também somos chamados a “preferir o paraíso” em nossas vidas, seja qual for nossa vocação e circunstância.

Preferir o Céu não significa que teremos de renunciar a qualquer bem deste mundo, mas sim, de que não podemos nos apegar aos bens terrenos.

Se temos muito ou pouco, o fato é que Deus nos chama a ajuntar tesouros para o Céu, e sempre preferir a Ele do que a qualquer bem ou honra deste mundo, “pois onde está teu tesouro, aí estará também teu coração” 2

Assim, essa famosa máxima de São Filipe Néri nos lembra onde deve estar nosso coração: sempre em Deus! Sem que nos deixemos seduzir pelas honras, riquezas e vaidades terrenas. 

Nossa prioridade, sempre, deve ser buscar as coisas do Alto 3, assim como São Filipe Néri!

Que ele nos ajude nesse caminho de santidade.

São Filipe Néri, rogai por nós!

Referências

  1.  São Filipe Néri: o Santo da Alegria, Padre Antonio Gallonio. Minha Biblioteca Católica, 2023, pg. 22 e 23[]
  2. Lc 12, 34[]
  3. Cl 3, 1[]

Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

    Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.

    Avatar

    MBC

    O que você vai encontrar neste artigo?

    Provavelmente você já tenha ouvido falar da famosa frase de São Filipe Néri, “preferisco il paradiso!” (Prefiro o paraíso!).

    Por trás dessa frase tão bonita, há uma história ainda mais inspiradora e muita reveladora – ela, de fato, é um grande resumo do carisma de São Filipe.

    Neste artigo, você conhecerá um pouco dessa história e como ela pode nos inspirar em nosso dia a dia, das pequenas às grandes coisas.

    Prefiro o paraíso: um chamado ao que realmente importa


    Desde criança, Filipe sempre demonstrou uma inclinação natural às virtudes, como bem o descreve o Padre Gallonio: 

    Com a idade, cresciam nele a bondade e o espírito, e, pelos amigos e os demais que o conheciam, ao modo das crianças era chamado de Pippo Buono. Nunca se escutou dele palavra ruim sobre ninguém, tampouco que tivesse feito coisa desnecessária ou má. Era doce, benigno e fácil com todo mundo; não sabia se irritar por nada de mal que lhe fosse feito: ao contrário, mostrava-se a todos continuamente humilde, pacífico e manso.1

    Essas características o acompanharam por toda a vida, especialmente na juventude. Visto que sua educação foi muito católica e piedosa, Filipe já tinha, em seu coração, o desejo de crescer na fé e aproximar-se mais de Deus. Desde muito jovem, já desprezava as riquezas terrenas e queria entregar-se à vontade divina.

    Quando tinha 18 anos, foi enviado à casa de um tio muito rico, de quem herdaria sua fortuna. Na casa do tio, em San Germano, sentiu-se definitivamente chamado por Deus a entregar-se completamente a Ele. Terminou por renunciar a toda a fortuna que herdaria, e foi a Roma a fim de servir livremente a Deus.

    Assim inicia seu caminho de grande abnegação às coisas materiais, que o acompanharia durante toda a vida, e seria uma marca do carisma oratoriano, tendo fundado a Congregação do Oratório alguns anos depois.

    Nesse caminho, estudou muito e já tinha práticas piedosas muito intensas, além de uma grande renúncia ascética.

    Filipe não vivia com luxos. Se vestia de forma simples, morava em um lugar pequeno e com poucos confortos, e evitava comer alimentos tidos como mais sofisticados na época, como carnes.

    Nas pequenas e grandes coisas, São Filipe Neri vivia uma grande renúncia aos prazeres materiais, honras e riquezas. Por esse motivo, seu ardente desejo de agradar a Deus tornava sua fama de santidade cada vez maior.

    Uma renúncia pelo Céu


    Anos depois, quando já tinha sido ordenado sacerdote e promovia os encontros do Oratório, Filipe começava a exercer grande influência em Roma. Muitas pessoas frequentavam as reuniões para ouvir seus ensinamentos, tamanha era sua sabedoria. Dessas pessoas, incluíam-se os pequenos, mas também grandes autoridades e nomes importantes da Igreja de Roma.

    Prefiro o Paraíso, frase famosa de São Filipe Neri, cuja imagem foi recriada por uma IA


    Essa influência começava a ser reconhecida pela Igreja. Os padres romanos da época viviam um período difícil, seduzidos pelas glórias, luxos e riquezas. Sendo assim, Filipe se tornava um sinal cada vez maior da vontade divina e vivência do evangelho como verdadeiro sacerdote.

    Por isso, em duas ocasiões, Filipe foi chamado a tornar-se cardeal. Porém, na época, o cardinalato também iria prever um acesso maior a honras e bens materiais. E embora São Filipe reconhecesse o valor e a grande missão de um cardeal, decidiu por recusar o convite nas duas vezes em que foi chamado.

    Ele entendeu que seu lugar era ali, no Oratório, desapegado de todas as glórias e honras, vivendo seu sacerdócio com grande humildade e renúncia aos bens terrenos. O que Filipe queria era o Céu

    Sendo assim, conta-se que, nessas duas ocasiões em que foi chamado a ser cardeal, respondeu dizendo sua célebre frase: “Prefiro o paraíso!”

    O “Prefiro o paraíso” em nossas vidas


    Assim como São Filipe Néri, nós também somos chamados a “preferir o paraíso” em nossas vidas, seja qual for nossa vocação e circunstância.

    Preferir o Céu não significa que teremos de renunciar a qualquer bem deste mundo, mas sim, de que não podemos nos apegar aos bens terrenos.

    Se temos muito ou pouco, o fato é que Deus nos chama a ajuntar tesouros para o Céu, e sempre preferir a Ele do que a qualquer bem ou honra deste mundo, “pois onde está teu tesouro, aí estará também teu coração” 2

    Assim, essa famosa máxima de São Filipe Néri nos lembra onde deve estar nosso coração: sempre em Deus! Sem que nos deixemos seduzir pelas honras, riquezas e vaidades terrenas. 

    Nossa prioridade, sempre, deve ser buscar as coisas do Alto 3, assim como São Filipe Néri!

    Que ele nos ajude nesse caminho de santidade.

    São Filipe Néri, rogai por nós!

    Referências

    1.  São Filipe Néri: o Santo da Alegria, Padre Antonio Gallonio. Minha Biblioteca Católica, 2023, pg. 22 e 23[]
    2. Lc 12, 34[]
    3. Cl 3, 1[]
    Avatar

    MBC

    Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

      Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.