Devido à tragédia climática no RS, os prazos de entrega poderão ser afetados.
Formação

São Mateus: Apóstolo e Evangelista

Conheça o apóstolo e Evangelista São Mateus, quem foi, quando seu dia é celebrado e quais as características do seu Evangelho.

São Mateus: Apóstolo e Evangelista
Formação

São Mateus: Apóstolo e Evangelista

Conheça o apóstolo e Evangelista São Mateus, quem foi, quando seu dia é celebrado e quais as características do seu Evangelho.

Data da Publicação: 21/09/2023
Tempo de leitura:
Autor: Redação MBC
Data da Publicação: 21/09/2023
Tempo de leitura:
Autor: Redação MBC

São Mateus, também conhecido como Levi, é uma figura significativa na tradição cristã e uma das personalidades marcantes nos Evangelhos do Novo Testamento. Sua história de vida é uma narrativa de transformação e redenção, que o levou de um cobrador de impostos a um dos apóstolos mais próximos de Cristo.

Neste artigo, convidamos você a mergulhar na vida de São Mateus, explorando os episódios chave de sua jornada, sua contribuição como autor do Evangelho de Mateus e sua influência como padroeiro dos contadores.

Quem foi São Mateus?

São Mateus era um publicano, cobrador de impostos, conhecido como Levi. Certa vez, ele organizou um grande banquete para Jesus e seus discípulos, causando indignação entre os escribas e fariseus, pois vários publicanos e pecadores também estavam presentes.

No entanto, o impacto das palavras de Jesus levou este cobrador de impostos a deixar seu passado pecaminoso para seguir o Mestre, tornando-se um dos Doze Apóstolos. Sua missão consistiu, a partir de então, em anunciar Cristo. Algumas fontes mencionam que ele teria morrido por causas naturais, e suas relíquias encontram-se na cripta da Catedral de Salerno. 1

Quando é o dia de São Mateus?

No dia 21 de setembro, a Igreja Católica celebra o evangelista São Mateus. Em algumas regiões onde ele é particularmente venerado, como na cidade de Salerno, na Itália, podem ocorrer festividades locais, incluindo procissões e eventos culturais em sua honra.

São Mateus na Bíblia

São Mateus é identificado como Levi, o cobrador de impostos, na Bíblia. Encontramos a narrativa do seu chamado por Jesus, bem como do banquete em sua casa, nos Evangelhos de São Mateus, São Marcos e São Lucas.

Jesus, ao passar por Levi no posto de pagamento das taxas, chama-o para segui-lo. Levi prontamente atende ao chamado e, mais tarde, realiza um banquete em sua casa, onde Jesus compartilha a mesa com publicanos e pecadores, provocando críticas por parte dos fariseus. Confira os relatos a seguir.

Evangelho de São Mateus

Partindo dali, Jesus viu um homem chamado Mateus, que estava sentado no posto do pagamento das taxas. Disse-lhe: “Se­gue-me”. O homem levantou-se e o seguiu. Como Jesus estivesse à mesa na casa desse homem, numerosos publicanos e pecadores vieram e sentaram-se com ele e seus discípulos. 2

Evangelho de São Marcos

Jesus saiu de novo para perto do mar e toda a multidão foi ter com ele, e ele os ensinava. Quando ia passando, viu Levi, filho de Alfeu, sentado no posto da arrecadação e disse-lhe: “Segue-me”. E Levi, levantando-se, seguiu-o. Em seguida, pôs-se à mesa na sua casa e muitos cobradores de impostos e pecadores tomaram lugar com ele e seus discípulos; com efeito, eram numerosos os que o seguiam. Os escribas, do partido dos fariseus, vendo-o comer com as pessoas de má vida e publicanos, diziam aos seus discípulos: “Ele come com os publicanos e com gente de má vida?”. Ouvindo-os, Jesus replicou: “Os sãos não precisam de médico, mas os enfermos; não vim chamar os jus­tos, mas os pecadores”.

Evangelho de São Lucas

Depois disso, ele saiu e viu sen­tado ao balcão um coletor de impostos, por nome Levi, e disse-lhe: “Segue-me.” Deixando ele tudo, levantou-se e o seguiu. Levi deu-lhe um grande banquete em sua casa; vários desses fiscais e outras pessoas estavam sentados à mesa com eles. Os fariseus e os seus escribas puseram-se a criticar e a perguntar aos discípulos: “Por que comeis e bebeis com os publicanos e pessoas de má vida?” Respondeu-lhes Jesus: “Não são os homens de boa saúde que necessitam de médico, mas sim os enfermos. Não vim chamar à conversão os justos, mas sim os pecadores”.

O Evangelho de Mateus

O Evangelho de São Mateus é simbolizado por um homem alado, pois os seus relatos se concentram na humanidade de Cristo. A ideia central deste evangelho é o cumprimento das profecias messiânicas e a continuidade da fé judaica no cristianismo. Em outras palavras, a identificação de Jesus como o Messias prometido nas Escrituras judaicas.

Além disso, São Mateus, ao longo de seu Evangelho, destaca a importância das Escrituras hebraicas, conectando os ensinamentos e a vida de Jesus com profecias do Antigo Testamento. É provável que ele tenha sido escrito em aramaico, entre 70 e 85 d.C.

Algumas características marcantes da escrita de São Mateus são a sua abordagem judaica e a ênfase na relação entre o Antigo e o Novo Testamento. Ele incorpora referências frequentes às Escrituras hebraicas para estabelecer que Jesus é o cumprimento das promessas messiânicas, o Rei dos Judeus.

Neste trecho, por exemplo, Mateus faz referência ao profeta Isaías 3: Tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que o Senhor falou pelo profeta: Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho, que se chamará de Emanuel, que significa: Deus conosco. 4

Os destinatários do Evangelho de São Mateus, eram, portanto, os cristãos de origem judaica. Desse modo, ao fornecer evidências sólidas da messianidade de Jesus a partir das Escrituras judaicas, São Mateus buscava legitimar a fé cristã entre os judeus. 

Padroeiro dos Contadores

São Mateus é reconhecido como o padroeiro dos contadores devido à sua própria experiência como coletor de impostos, antes de se tornar um dos Doze Apóstolos de Jesus. Sua profissão envolvia a coleta de tributos e o registro de transações financeiras.

O título de “Padroeiro dos Contadores” é atribuído a São Mateus em reconhecimento à sua transformação espiritual e à sua decisão de seguir Jesus. Ao deixar sua carreira para trás e responder ao chamado divino, ele simboliza a capacidade de mudança, conversão e redenção. Essa conexão com a contabilidade e a importância da honestidade nas finanças fez com que São Mateus fosse escolhido como protetor dos contadores e daqueles que trabalham com números.

Os contadores, assim como São Mateus, lidam com questões financeiras e éticas em seu trabalho diário, dessa forma, a associação com São Mateus serve como uma lembrança constante da importância da integridade, da retidão e da responsabilidade em suas atividades profissionais. São Mateus é reverenciado, portanto, como o padroeiro dos contadores devido à sua notável história de transformação e redenção, que ressoa com os princípios éticos e morais, que são essenciais na prática contábil.

Referências

  1. VATICAN NEWS, S. Mateus, apóstolo e evangelista[]
  2. Mt 9, 9-13[]
  3. 7, 14[]
  4. Mt 1, 22-23[]

Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

    Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.

    Avatar

    Redação MBC

    São Mateus, também conhecido como Levi, é uma figura significativa na tradição cristã e uma das personalidades marcantes nos Evangelhos do Novo Testamento. Sua história de vida é uma narrativa de transformação e redenção, que o levou de um cobrador de impostos a um dos apóstolos mais próximos de Cristo.

    Neste artigo, convidamos você a mergulhar na vida de São Mateus, explorando os episódios chave de sua jornada, sua contribuição como autor do Evangelho de Mateus e sua influência como padroeiro dos contadores.

    Quem foi São Mateus?

    São Mateus era um publicano, cobrador de impostos, conhecido como Levi. Certa vez, ele organizou um grande banquete para Jesus e seus discípulos, causando indignação entre os escribas e fariseus, pois vários publicanos e pecadores também estavam presentes.

    No entanto, o impacto das palavras de Jesus levou este cobrador de impostos a deixar seu passado pecaminoso para seguir o Mestre, tornando-se um dos Doze Apóstolos. Sua missão consistiu, a partir de então, em anunciar Cristo. Algumas fontes mencionam que ele teria morrido por causas naturais, e suas relíquias encontram-se na cripta da Catedral de Salerno. 1

    Quando é o dia de São Mateus?

    No dia 21 de setembro, a Igreja Católica celebra o evangelista São Mateus. Em algumas regiões onde ele é particularmente venerado, como na cidade de Salerno, na Itália, podem ocorrer festividades locais, incluindo procissões e eventos culturais em sua honra.

    São Mateus na Bíblia

    São Mateus é identificado como Levi, o cobrador de impostos, na Bíblia. Encontramos a narrativa do seu chamado por Jesus, bem como do banquete em sua casa, nos Evangelhos de São Mateus, São Marcos e São Lucas.

    Jesus, ao passar por Levi no posto de pagamento das taxas, chama-o para segui-lo. Levi prontamente atende ao chamado e, mais tarde, realiza um banquete em sua casa, onde Jesus compartilha a mesa com publicanos e pecadores, provocando críticas por parte dos fariseus. Confira os relatos a seguir.

    Evangelho de São Mateus

    Partindo dali, Jesus viu um homem chamado Mateus, que estava sentado no posto do pagamento das taxas. Disse-lhe: “Se­gue-me”. O homem levantou-se e o seguiu. Como Jesus estivesse à mesa na casa desse homem, numerosos publicanos e pecadores vieram e sentaram-se com ele e seus discípulos. 2

    Evangelho de São Marcos

    Jesus saiu de novo para perto do mar e toda a multidão foi ter com ele, e ele os ensinava. Quando ia passando, viu Levi, filho de Alfeu, sentado no posto da arrecadação e disse-lhe: “Segue-me”. E Levi, levantando-se, seguiu-o. Em seguida, pôs-se à mesa na sua casa e muitos cobradores de impostos e pecadores tomaram lugar com ele e seus discípulos; com efeito, eram numerosos os que o seguiam. Os escribas, do partido dos fariseus, vendo-o comer com as pessoas de má vida e publicanos, diziam aos seus discípulos: “Ele come com os publicanos e com gente de má vida?”. Ouvindo-os, Jesus replicou: “Os sãos não precisam de médico, mas os enfermos; não vim chamar os jus­tos, mas os pecadores”.

    Evangelho de São Lucas

    Depois disso, ele saiu e viu sen­tado ao balcão um coletor de impostos, por nome Levi, e disse-lhe: “Segue-me.” Deixando ele tudo, levantou-se e o seguiu. Levi deu-lhe um grande banquete em sua casa; vários desses fiscais e outras pessoas estavam sentados à mesa com eles. Os fariseus e os seus escribas puseram-se a criticar e a perguntar aos discípulos: “Por que comeis e bebeis com os publicanos e pessoas de má vida?” Respondeu-lhes Jesus: “Não são os homens de boa saúde que necessitam de médico, mas sim os enfermos. Não vim chamar à conversão os justos, mas sim os pecadores”.

    O Evangelho de Mateus

    O Evangelho de São Mateus é simbolizado por um homem alado, pois os seus relatos se concentram na humanidade de Cristo. A ideia central deste evangelho é o cumprimento das profecias messiânicas e a continuidade da fé judaica no cristianismo. Em outras palavras, a identificação de Jesus como o Messias prometido nas Escrituras judaicas.

    Além disso, São Mateus, ao longo de seu Evangelho, destaca a importância das Escrituras hebraicas, conectando os ensinamentos e a vida de Jesus com profecias do Antigo Testamento. É provável que ele tenha sido escrito em aramaico, entre 70 e 85 d.C.

    Algumas características marcantes da escrita de São Mateus são a sua abordagem judaica e a ênfase na relação entre o Antigo e o Novo Testamento. Ele incorpora referências frequentes às Escrituras hebraicas para estabelecer que Jesus é o cumprimento das promessas messiânicas, o Rei dos Judeus.

    Neste trecho, por exemplo, Mateus faz referência ao profeta Isaías 3: Tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que o Senhor falou pelo profeta: Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho, que se chamará de Emanuel, que significa: Deus conosco. 4

    Os destinatários do Evangelho de São Mateus, eram, portanto, os cristãos de origem judaica. Desse modo, ao fornecer evidências sólidas da messianidade de Jesus a partir das Escrituras judaicas, São Mateus buscava legitimar a fé cristã entre os judeus. 

    Padroeiro dos Contadores

    São Mateus é reconhecido como o padroeiro dos contadores devido à sua própria experiência como coletor de impostos, antes de se tornar um dos Doze Apóstolos de Jesus. Sua profissão envolvia a coleta de tributos e o registro de transações financeiras.

    O título de “Padroeiro dos Contadores” é atribuído a São Mateus em reconhecimento à sua transformação espiritual e à sua decisão de seguir Jesus. Ao deixar sua carreira para trás e responder ao chamado divino, ele simboliza a capacidade de mudança, conversão e redenção. Essa conexão com a contabilidade e a importância da honestidade nas finanças fez com que São Mateus fosse escolhido como protetor dos contadores e daqueles que trabalham com números.

    Os contadores, assim como São Mateus, lidam com questões financeiras e éticas em seu trabalho diário, dessa forma, a associação com São Mateus serve como uma lembrança constante da importância da integridade, da retidão e da responsabilidade em suas atividades profissionais. São Mateus é reverenciado, portanto, como o padroeiro dos contadores devido à sua notável história de transformação e redenção, que ressoa com os princípios éticos e morais, que são essenciais na prática contábil.

    Referências

    1. VATICAN NEWS, S. Mateus, apóstolo e evangelista[]
    2. Mt 9, 9-13[]
    3. 7, 14[]
    4. Mt 1, 22-23[]
    Avatar

    Redação MBC

    Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

      Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.