Devido à tragédia climática no RS, os prazos de entrega poderão ser afetados.
Liturgia diária

Liturgia Diária | 17/05/24

Acompanhe a liturgia do dia 17 de maio de 2024, com texto e comentários patrísticos da Bíblia da Minha Biblioteca Católica.

Liturgia Diária | 17/05/24
Liturgia diária

Liturgia Diária | 17/05/24

Acompanhe a liturgia do dia 17 de maio de 2024, com texto e comentários patrísticos da Bíblia da Minha Biblioteca Católica.

Data da Publicação: 16/05/2024
Tempo de leitura:
Autor: Redação Minha Biblioteca Católica
Data da Publicação: 16/05/2024
Tempo de leitura:
Autor: Redação Minha Biblioteca Católica

Sexta-feira da Semana VII da Páscoa.

Oração da manhã

“Inspirai, Senhor, as nossas ações e ajudai-nos a realizá-las, para que em Vós comece e termine tudo aquilo que fizermos. Por Cristo, Senhor nosso. Amém.” 1

Primeira leitura

Leitura dos Atos dos Apóstolos 25,13b-21

13b o rei Agripa e Berenice foram a Cesareia para saudar Festo.

14 E, demorando-se ali muitos dias, Festo falou de Paulo ao rei, dizendo: “Encontra-se aqui um certo homem, que Félix deixou prisioneiro. 

15 Quando estive em Jerusalém, foram ter comigo os príncipes dos sacerdotes e os anciãos dos judeus, pedindo a sua condenação. 

16 Respondi-lhes que não era costume dos romanos condenar homem algum antes de o acusado ter presentes os seus acusadores, e antes de se lhe dar o direito de defesa para se lavar dos crimes de que o acusam. 

17 Quando eles acudiram aqui sem a menor demora, no dia seguinte, sentando-me no meu tribunal, mandei trazer esse homem. 

18 Comparecendo os seus acusadores, nenhum delito lhe imputava dos que eu suspeitava, 

19 mas tinham só contra ele algumas questões sobre a sua superstição, e sobre um certo Jesus já morto, o qual Paulo afirmava viver. 

20 Estando eu embaraçado sobre semelhante questão, perguntei-lhe se queria ir a Jerusalém, e ali ser julgado destas coisas. 

21 Mas como Paulo apelou para que ficasse reservado ao julgamento de Augusto, ordenei que fosse guardado, até que eu o remetesse a César”.

Salmo

102(103),1-2.11-12.19-20ab (R. 19a)

R. O Senhor preparou o seu trono no céu.

1 Do mesmo Davi. Bendize, ó minha alma, o Senhor, e tudo que há em mim, [bendiga] o seu santo nome.
2 Bendize, ó minha alma, o Senhor, e não esqueças nenhum dos seus benefícios. R.

11 Porque, assim como está o céu acima da terra, assim firmou a sua misericórdia sobre os que o temem.
12 Quanto o oriente dista do ocidente, tanto ele afastou de nós as nossas maldades. R.

19 O Senhor preparou o seu trono no céu, e o seu reino dominará sobre todos.

20a Bendizei o Senhor, vós todos os seus anjos,
b que sois poderosos e fortes, que sois executores da sua palavra, R.

Evangelho

João 21,15-19

15 Depois que comeram, perguntou Jesus a Simão Pedro: “Simão, filho de João, tu me amas mais do que estes?”. Ele respondeu: “Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo”. Disse-lhe Jesus: “Apascenta os meus cordeiros”.

16 Perguntou-lhe outra vez: “Simão, filho de João, tu me amas?”. Ele respondeu: “Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo”. Disse-lhe Jesus: “Apascenta os meus cordeiros”.

17 Perguntou-lhe pela terceira vez: “Simão, filho de João, amas-me?” Pedro ficou triste, porque, pela terceira vez, lhe perguntava: “Amas-me?”. E respondeu-lhe: “Senhor, tu conheces tudo. Tu sabes que eu te amo”. Disse-lhe Jesus: “Apascenta as minhas ovelhas”.

18 “Em verdade, em verdade te digo: quando tu eras mais moço, cingias-te a ti mesmo e ias aonde desejavas; mas, quando fores velho, estenderás as tuas mãos, e outro te cingirá e te levará para onde tu não queres”. 

19 E disse isto para indicar com que gênero de morte havia [Pedro] de dar glória a Deus. Então, depois de assim ter falado, disse-lhe: “Segue-me”.

Comentário patrístico

21,18–19. Agostinho: Aquele que negou e amou, morreu em perfeito amor por Ele, a quem tinha prometido, precipitadamente, que acompanharia até a morte. Era necessário que primeiro Cristo morresse para a salvação de Pedro, e então Pedro morresse pelo Evangelho de Cristo.

Santo do dia

São Pascoal Bailão
17 de maio

Pascoal parece ter se destacado desde criança no serviço a Deus, e entre suas tarefas diárias encontrava tempo disponível para instruir e evangelizar os rudes pastores que guardavam os rebanhos nas montanhas de Aragão. Aos vinte e quatro anos, ingressou na Ordem Franciscana. Sua humildade, porém, fez com que se mantivesse simples irmão leigo e se ocupasse com as tarefas mais duras e servis. Distinguiu-se pelo ardente amor e devoção ao Santíssimo Sacramento. Passava horas de joelhos diante do tabernáculo – com frequência levitava do solo, no fervor da oração – e ali, da Verdade eterna em Pessoa, extraía tamzanhos tesouros de sabedoria que, mesmo iletrado, era considerado por todos como um mestre da teologia e da ciência espiritual.2

Outros santos do dia: São Solocano, São Panfâmero e São Panfilião, Santo Adiano e Santa Restituta.


Confira também:
Liturgia diária 16/05

Referências

  1. Devocionário a São José, página 33.[]
  2. Butler, Alban. Vida dos Santos, 2021, p. 218-219.[]

Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

    Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.

    Redação Minha Biblioteca Católica

    O maior clube de leitores católicos do Brasil.

    Sexta-feira da Semana VII da Páscoa.

    Oração da manhã

    “Inspirai, Senhor, as nossas ações e ajudai-nos a realizá-las, para que em Vós comece e termine tudo aquilo que fizermos. Por Cristo, Senhor nosso. Amém.” 1

    Primeira leitura

    Leitura dos Atos dos Apóstolos 25,13b-21

    13b o rei Agripa e Berenice foram a Cesareia para saudar Festo.

    14 E, demorando-se ali muitos dias, Festo falou de Paulo ao rei, dizendo: “Encontra-se aqui um certo homem, que Félix deixou prisioneiro. 

    15 Quando estive em Jerusalém, foram ter comigo os príncipes dos sacerdotes e os anciãos dos judeus, pedindo a sua condenação. 

    16 Respondi-lhes que não era costume dos romanos condenar homem algum antes de o acusado ter presentes os seus acusadores, e antes de se lhe dar o direito de defesa para se lavar dos crimes de que o acusam. 

    17 Quando eles acudiram aqui sem a menor demora, no dia seguinte, sentando-me no meu tribunal, mandei trazer esse homem. 

    18 Comparecendo os seus acusadores, nenhum delito lhe imputava dos que eu suspeitava, 

    19 mas tinham só contra ele algumas questões sobre a sua superstição, e sobre um certo Jesus já morto, o qual Paulo afirmava viver. 

    20 Estando eu embaraçado sobre semelhante questão, perguntei-lhe se queria ir a Jerusalém, e ali ser julgado destas coisas. 

    21 Mas como Paulo apelou para que ficasse reservado ao julgamento de Augusto, ordenei que fosse guardado, até que eu o remetesse a César”.

    Salmo

    102(103),1-2.11-12.19-20ab (R. 19a)

    R. O Senhor preparou o seu trono no céu.

    1 Do mesmo Davi. Bendize, ó minha alma, o Senhor, e tudo que há em mim, [bendiga] o seu santo nome.
    2 Bendize, ó minha alma, o Senhor, e não esqueças nenhum dos seus benefícios. R.

    11 Porque, assim como está o céu acima da terra, assim firmou a sua misericórdia sobre os que o temem.
    12 Quanto o oriente dista do ocidente, tanto ele afastou de nós as nossas maldades. R.

    19 O Senhor preparou o seu trono no céu, e o seu reino dominará sobre todos.

    20a Bendizei o Senhor, vós todos os seus anjos,
    b que sois poderosos e fortes, que sois executores da sua palavra, R.

    Evangelho

    João 21,15-19

    15 Depois que comeram, perguntou Jesus a Simão Pedro: “Simão, filho de João, tu me amas mais do que estes?”. Ele respondeu: “Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo”. Disse-lhe Jesus: “Apascenta os meus cordeiros”.

    16 Perguntou-lhe outra vez: “Simão, filho de João, tu me amas?”. Ele respondeu: “Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo”. Disse-lhe Jesus: “Apascenta os meus cordeiros”.

    17 Perguntou-lhe pela terceira vez: “Simão, filho de João, amas-me?” Pedro ficou triste, porque, pela terceira vez, lhe perguntava: “Amas-me?”. E respondeu-lhe: “Senhor, tu conheces tudo. Tu sabes que eu te amo”. Disse-lhe Jesus: “Apascenta as minhas ovelhas”.

    18 “Em verdade, em verdade te digo: quando tu eras mais moço, cingias-te a ti mesmo e ias aonde desejavas; mas, quando fores velho, estenderás as tuas mãos, e outro te cingirá e te levará para onde tu não queres”. 

    19 E disse isto para indicar com que gênero de morte havia [Pedro] de dar glória a Deus. Então, depois de assim ter falado, disse-lhe: “Segue-me”.

    Comentário patrístico

    21,18–19. Agostinho: Aquele que negou e amou, morreu em perfeito amor por Ele, a quem tinha prometido, precipitadamente, que acompanharia até a morte. Era necessário que primeiro Cristo morresse para a salvação de Pedro, e então Pedro morresse pelo Evangelho de Cristo.

    Santo do dia

    São Pascoal Bailão
    17 de maio

    Pascoal parece ter se destacado desde criança no serviço a Deus, e entre suas tarefas diárias encontrava tempo disponível para instruir e evangelizar os rudes pastores que guardavam os rebanhos nas montanhas de Aragão. Aos vinte e quatro anos, ingressou na Ordem Franciscana. Sua humildade, porém, fez com que se mantivesse simples irmão leigo e se ocupasse com as tarefas mais duras e servis. Distinguiu-se pelo ardente amor e devoção ao Santíssimo Sacramento. Passava horas de joelhos diante do tabernáculo – com frequência levitava do solo, no fervor da oração – e ali, da Verdade eterna em Pessoa, extraía tamzanhos tesouros de sabedoria que, mesmo iletrado, era considerado por todos como um mestre da teologia e da ciência espiritual.2

    Outros santos do dia: São Solocano, São Panfâmero e São Panfilião, Santo Adiano e Santa Restituta.


    Confira também:
    Liturgia diária 16/05

    Referências

    1. Devocionário a São José, página 33.[]
    2. Butler, Alban. Vida dos Santos, 2021, p. 218-219.[]

    Redação Minha Biblioteca Católica

    O maior clube de leitores católicos do Brasil.

    Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

      Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.