Liturgia diária

Liturgia Diária | 12/06/24

Acompanhe a liturgia do dia 12 de junho de 2024, com texto e comentários patrísticos da Bíblia da Minha Biblioteca Católica.

Liturgia Diária | 12/06/24
Liturgia diária

Liturgia Diária | 12/06/24

Acompanhe a liturgia do dia 12 de junho de 2024, com texto e comentários patrísticos da Bíblia da Minha Biblioteca Católica.

Data da Publicação: 11/06/2024
Tempo de leitura:
Autor: Redação Minha Biblioteca Católica
Data da Publicação: 11/06/2024
Tempo de leitura:
Autor: Redação Minha Biblioteca Católica

Quarta-feira, 10ª semana do Tempo Comum.

Oração da manhã

“Inspirai, Senhor, as nossas ações e ajudai-nos a realizá-las, para que em Vós comece e termine tudo aquilo que fizermos. Por Cristo, Senhor nosso. Amém.” 1

Primeira leitura

I Reis 18,20-39

20 Mandou, pois, Acab chamar todos os filhos de Israel e juntou os profetas no monte Carmelo.

21 Então Elias, aproximando-se de todo o povo, disse: “Até quando claudicareis vós para dois lados? Se o Senhor é Deus, segui-o; se, porém, é Baal, segui-o”. E o povo não lhe respondeu palavra.

22 Elias tornou a dizer ao povo: “Eu sou o único que fiquei dos profetas do Senhor, mas os profetas de Baal chegam a quatrocentos e cinquenta homens.

23 Deem-nos dois bois; eles escolham para si um boi e, fazendo-o em pedaços, ponham-no sobre a lenha, mas não lhe metam fogo por baixo. Eu tomarei o outro boi e o porei sobre a lenha, e também não lhe meterei fogo por baixo.

24 Invocai vós os nomes dos vossos deuses, e eu invocarei o nome do meu Senhor. E o deus que ouvir, mandando fogo, esse seja considerado [o verdadeiro] Deus”. Todo o povo respondeu: “Ótima proposta”.

25 Disse então Elias aos profetas de Baal: “Escolhei para vós um boia e começai vós primeiro, porque sois em maior número, e invocai os nomes dos vossos deuses, mas não ponhais fogo por baixo”.

26 Eles tomaram o boi que lhes fora dado, sacrificaram-no e invocaram o nome de Baal, desde a manhã até o meio-dia, dizendo: “Baal, ouve-nos!” Mas não se percebia voz, nem havia quem respondesse. E saltavam diante do altar que tinham feito.

27 Quando era já meio-dia, Elias escarnecia-os, dizendo: “Gritai mais alto, porque ele é um Deus e talvez esteja falando, ou em alguma estalagem, ou em viagem, ou dorme, e necessita que o acordem”.

28 Eles gritavam em alta voz e retalhavam-se, segundo o seu costume, com canivetes e lancetas até se cobrirem de sangue.

29 Mas, passado o meio-dia, enquanto eles profetizavam, chegou o tempo em que era costume oferecer-se o sacrifício, e não se ouvia voz, nem havia quem respondesse, nem ouvisse os seus rogos.

30 Disse Elias a todo o povo: “Aproximai-vos de mim”. Aproximando-se o povo dele, Elias reparou o altar do Senhor, que tinha sido destruído.

31 E tomou doze pedras, segundo o número das tribos dos filhos de Jacó, a quem o Senhor dirigira a sua palavra, dizendo: “Israel será o teu nome”.

32 Com estas pedras edificou um altar em nome do Senhor, e fez uma valeta, como dois pequenos sulcos, em volta do altar,

33 depois acomodou a lenha, dividiu o boi em pedaços e o pôs sobre a lenha,

34 e disse: “Enchei de água quatro talhas e entornai-as sobre o holocausto e sobre a lenha”. E disse ainda: “Fazei isto uma segunda vez”. E, tendo-o eles feito uma segunda vez, disse: “Fazei ainda uma terceira vez a mesma coisa”. E eles o fizeram uma terceira vez.

35 As águas correram em volta do altar, e a valeta se encheu.

36 Chegada já a hora de se oferecer o holocausto, aproximou-se o profeta Elias e disse: “Senhor Deus de Abraão, de Isaac e de Israel, mostra hoje que és o Deus de Israel, e que eu sou teu servo, e que por tua ordem fiz todas estas coisas.

37 Ouve-me, Senhor, ouve-me, para que este povo aprenda que tu és o Senhor Deus, e que converteste novamente o seu coração!”

38 E o fogo do Senhor baixou do céu, devorou o holocausto, a lenha e as pedras, consumindo até mesmo o pó e a água que estava na valeta.

39 Todo o povo, ao ver isso, prostrou-se com o rosto em terra e disse: “O Senhor é o Deus! O Senhor é o Deus!”

Salmo

15,1-2a.4.5 e 8.11 (R. 1)

R. Guarda-me, Senhor, porque esperei em ti!

1 Guarda-me, Senhor, porque esperei em ti.
2 Eu disse ao Senhor: “Tu és o meu Deus, R.

4 Multiplicaram-se as suas enfermidades, e depois correram aceleradamente. Não juntarei seus conciliábulos de sangue, nem sequer me lembrarei dos seus nomes para os pronunciar. R.

5 O Senhor é a porção da minha herança e do meu cálice, tu és o que me restituirás a minha herança.
8 Eu contemplava sempre o Senhor diante de mim, porque ele está à minha direita a sustentar-me. R.

11 Fizeste-me conhecer os caminhos da vida e me encherás de alegria com teu rosto; na tua direita, delícias para sempre. R.

Evangelho

Mateus 5,17-19

17 “Não julgueis que vim abolir a lei ou os profetas; não vim destruir, mas sim cumprir.

18 Porque em verdade vos digo que, enquanto não passar o céu e a terra, não desaparecerá da lei um só iota ou um só ápice, sem que tudo seja cumprido.

19 Aquele, pois, que violar um destes mínimos mandamentos e ensinar assim aos homens, será considerado o mínimo no reino dos céus, mas o que os guardar e ensinar, este será considerado grande no reino dos céus.

Santo do dia

São João de São Facundo

12 de junho

Estudou teologia em Salamanca, e então trabalhou por algum tempo como sacerdote extremamente devoto. Acabou tornando-se eremita da Ordem de Santo Agostinho, na mesma cidade. Ali sua vida foi marcada por uma particular devoção à Santa Missa. Toda noite após as Matinas, permanecia em oração até a hora da celebração, quando oferecia o adorável sacrifício com a mais tenra piedade, geralmente desfrutando da visão de Jesus em Sua glória, e travando com Ele doces colóquios. O poder de sua santidade pessoal era testemunhado na pregação, a qual produziu uma reforma completa em Salamanca. Tinha o dom especial de reconciliar diferenças, e foi capaz de pôr um fim às brigas e disputas entre os nobres, naquele tempo muito comuns e fatais. O destemor exibido por S. João contra os vícios trouxe risco à sua vida. S. João também era zeloso em denunciar os terríveis vícios que são causa certa de conflitos, e foi em defesa da santa castidade que encontrou a morte. Uma dama de berço nobre mas péssima vida, cujo companheiro no pecado fora convertido por S. João, tramou administrar para o santo um veneno fatal. Após vários meses de terrível sofrimento, suportados com inflexível paciência, S. João foi tomar seu prêmio, a 11 de junho de 1479. 2

Outros santos do dia: Santo Onofre, Santo Olímpio, Santa Iolanda e Santo Anfião.


Referências

  1. Devocionário a São José, página 33.[]
  2. Butler, Alban. Vida dos Santos, 2021, p. 259-260.[]

O que você vai encontrar neste artigo?

Oração da manhã Primeira leitura Salmo Evangelho Santo do dia

Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

    Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.

    Redação Minha Biblioteca Católica

    O maior clube de leitores católicos do Brasil.

    Garanta seu box

    O que você vai encontrar neste artigo?

    Oração da manhã Primeira leitura Salmo Evangelho Santo do dia

    Quarta-feira, 10ª semana do Tempo Comum.

    Oração da manhã

    “Inspirai, Senhor, as nossas ações e ajudai-nos a realizá-las, para que em Vós comece e termine tudo aquilo que fizermos. Por Cristo, Senhor nosso. Amém.” 1

    Primeira leitura

    I Reis 18,20-39

    20 Mandou, pois, Acab chamar todos os filhos de Israel e juntou os profetas no monte Carmelo.

    21 Então Elias, aproximando-se de todo o povo, disse: “Até quando claudicareis vós para dois lados? Se o Senhor é Deus, segui-o; se, porém, é Baal, segui-o”. E o povo não lhe respondeu palavra.

    22 Elias tornou a dizer ao povo: “Eu sou o único que fiquei dos profetas do Senhor, mas os profetas de Baal chegam a quatrocentos e cinquenta homens.

    23 Deem-nos dois bois; eles escolham para si um boi e, fazendo-o em pedaços, ponham-no sobre a lenha, mas não lhe metam fogo por baixo. Eu tomarei o outro boi e o porei sobre a lenha, e também não lhe meterei fogo por baixo.

    24 Invocai vós os nomes dos vossos deuses, e eu invocarei o nome do meu Senhor. E o deus que ouvir, mandando fogo, esse seja considerado [o verdadeiro] Deus”. Todo o povo respondeu: “Ótima proposta”.

    25 Disse então Elias aos profetas de Baal: “Escolhei para vós um boia e começai vós primeiro, porque sois em maior número, e invocai os nomes dos vossos deuses, mas não ponhais fogo por baixo”.

    26 Eles tomaram o boi que lhes fora dado, sacrificaram-no e invocaram o nome de Baal, desde a manhã até o meio-dia, dizendo: “Baal, ouve-nos!” Mas não se percebia voz, nem havia quem respondesse. E saltavam diante do altar que tinham feito.

    27 Quando era já meio-dia, Elias escarnecia-os, dizendo: “Gritai mais alto, porque ele é um Deus e talvez esteja falando, ou em alguma estalagem, ou em viagem, ou dorme, e necessita que o acordem”.

    28 Eles gritavam em alta voz e retalhavam-se, segundo o seu costume, com canivetes e lancetas até se cobrirem de sangue.

    29 Mas, passado o meio-dia, enquanto eles profetizavam, chegou o tempo em que era costume oferecer-se o sacrifício, e não se ouvia voz, nem havia quem respondesse, nem ouvisse os seus rogos.

    30 Disse Elias a todo o povo: “Aproximai-vos de mim”. Aproximando-se o povo dele, Elias reparou o altar do Senhor, que tinha sido destruído.

    31 E tomou doze pedras, segundo o número das tribos dos filhos de Jacó, a quem o Senhor dirigira a sua palavra, dizendo: “Israel será o teu nome”.

    32 Com estas pedras edificou um altar em nome do Senhor, e fez uma valeta, como dois pequenos sulcos, em volta do altar,

    33 depois acomodou a lenha, dividiu o boi em pedaços e o pôs sobre a lenha,

    34 e disse: “Enchei de água quatro talhas e entornai-as sobre o holocausto e sobre a lenha”. E disse ainda: “Fazei isto uma segunda vez”. E, tendo-o eles feito uma segunda vez, disse: “Fazei ainda uma terceira vez a mesma coisa”. E eles o fizeram uma terceira vez.

    35 As águas correram em volta do altar, e a valeta se encheu.

    36 Chegada já a hora de se oferecer o holocausto, aproximou-se o profeta Elias e disse: “Senhor Deus de Abraão, de Isaac e de Israel, mostra hoje que és o Deus de Israel, e que eu sou teu servo, e que por tua ordem fiz todas estas coisas.

    37 Ouve-me, Senhor, ouve-me, para que este povo aprenda que tu és o Senhor Deus, e que converteste novamente o seu coração!”

    38 E o fogo do Senhor baixou do céu, devorou o holocausto, a lenha e as pedras, consumindo até mesmo o pó e a água que estava na valeta.

    39 Todo o povo, ao ver isso, prostrou-se com o rosto em terra e disse: “O Senhor é o Deus! O Senhor é o Deus!”

    Salmo

    15,1-2a.4.5 e 8.11 (R. 1)

    R. Guarda-me, Senhor, porque esperei em ti!

    1 Guarda-me, Senhor, porque esperei em ti.
    2 Eu disse ao Senhor: “Tu és o meu Deus, R.

    4 Multiplicaram-se as suas enfermidades, e depois correram aceleradamente. Não juntarei seus conciliábulos de sangue, nem sequer me lembrarei dos seus nomes para os pronunciar. R.

    5 O Senhor é a porção da minha herança e do meu cálice, tu és o que me restituirás a minha herança.
    8 Eu contemplava sempre o Senhor diante de mim, porque ele está à minha direita a sustentar-me. R.

    11 Fizeste-me conhecer os caminhos da vida e me encherás de alegria com teu rosto; na tua direita, delícias para sempre. R.

    Evangelho

    Mateus 5,17-19

    17 “Não julgueis que vim abolir a lei ou os profetas; não vim destruir, mas sim cumprir.

    18 Porque em verdade vos digo que, enquanto não passar o céu e a terra, não desaparecerá da lei um só iota ou um só ápice, sem que tudo seja cumprido.

    19 Aquele, pois, que violar um destes mínimos mandamentos e ensinar assim aos homens, será considerado o mínimo no reino dos céus, mas o que os guardar e ensinar, este será considerado grande no reino dos céus.

    Santo do dia

    São João de São Facundo

    12 de junho

    Estudou teologia em Salamanca, e então trabalhou por algum tempo como sacerdote extremamente devoto. Acabou tornando-se eremita da Ordem de Santo Agostinho, na mesma cidade. Ali sua vida foi marcada por uma particular devoção à Santa Missa. Toda noite após as Matinas, permanecia em oração até a hora da celebração, quando oferecia o adorável sacrifício com a mais tenra piedade, geralmente desfrutando da visão de Jesus em Sua glória, e travando com Ele doces colóquios. O poder de sua santidade pessoal era testemunhado na pregação, a qual produziu uma reforma completa em Salamanca. Tinha o dom especial de reconciliar diferenças, e foi capaz de pôr um fim às brigas e disputas entre os nobres, naquele tempo muito comuns e fatais. O destemor exibido por S. João contra os vícios trouxe risco à sua vida. S. João também era zeloso em denunciar os terríveis vícios que são causa certa de conflitos, e foi em defesa da santa castidade que encontrou a morte. Uma dama de berço nobre mas péssima vida, cujo companheiro no pecado fora convertido por S. João, tramou administrar para o santo um veneno fatal. Após vários meses de terrível sofrimento, suportados com inflexível paciência, S. João foi tomar seu prêmio, a 11 de junho de 1479. 2

    Outros santos do dia: Santo Onofre, Santo Olímpio, Santa Iolanda e Santo Anfião.


    Referências

    1. Devocionário a São José, página 33.[]
    2. Butler, Alban. Vida dos Santos, 2021, p. 259-260.[]

    Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

      Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.