Espiritualidade

Meditação para a Sexta-feira Santa

Meditemos a Paixão nesta Sexta-feira Santa, Crucifiquemo-nos com Ele: se estivermos crucificados com Ele e Nele, nós também iremos ressuscitar

Meditação para a Sexta-feira Santa
Espiritualidade

Meditação para a Sexta-feira Santa

Meditemos a Paixão nesta Sexta-feira Santa, Crucifiquemo-nos com Ele: se estivermos crucificados com Ele e Nele, nós também iremos ressuscitar

Data da Publicação: 06/04/2023
Tempo de leitura:
Autor: MBC
Data da Publicação: 06/04/2023
Tempo de leitura:
Autor: MBC

Irmãos e irmãs, estamos ainda no primeiro dia do Tríduo Pascal.

Aquela situação que o padre comentou: a estrela no Oriente, às 18h, a unidade com o sacrifício da Eucaristia, a Quinta-feira Santa. Celebramos a paixão e morte do Senhor neste dia.

Nesta sexta-feira Santa, no alto da cruz, somos convidados a assumirmos a nossa humanidade e amarmos a Deus


O profeta Isaías, no capítulo 52, versículo 5, vai nos dizer: “Ele foi ferido por causa de nossos pecados e esmagado por causa de nossos crimes.”

A punição a ele imposta era o preço da nossa paz. Pelas suas feridas, fomos curados. Como celebrar bem este dia santo, colocando a nossa cruz na cruz do Senhor, nos permitindo sermos crucificados com Cristo no alto do Calvário, para ali estarmos com Ele e assim ressuscitarmos?

Deus ama o homem. Deus quer ser amado pelo homem. E o nosso pecado fere a Deus não pela questão do poder que o pecado em si tem, mas por causa do rebaixamento de Deus.

Nosso Senhor, ao assumir a condição humana, ao se encarnar no seio da Virgem Maria, Ele é o novo homem. E no alto da cruz, Ele é o homem que ama o Pai. Ele é o novo homem que ama a Deus. E nós precisamos, nesta sexta-feira santa e todos os dias, e devemos seguir este modelo: no alto da cruz, assumirmos a nossa humanidade e amarmos a Deus.

Aprenda a fazer um ato de contrição.

Padre, por que ele está ali?


Uma vez, eu encontrei uma criança na igreja onde eu trabalhava, e na sacristia havia uma cruz. E essa criança de cinco anos me perguntou assim: Padre, por que Ele está ali? E eu tentando explicar pedagogicamente para uma criança a catequese da cruz. Então, eu disse: está ali porque nós colocamos Ele ali, porque nós O machucamos.

E a criança então me respondeu: e tu, também O colocaste ali?

Este é o dia, irmãos e irmãs, para nós refletirmos e examinarmos o preço que Cristo pagou por nós. Nós valemos o sangue de um Deus crucificado. É um dia onde o silêncio reina, porque o Senhor está morto. O Criador. A vida está morta, mas irá ressuscitar. Essa é a nossa esperança!

A vida é mais forte que a morte. A ressurreição é mais forte do que o Calvário.

Irmãos e irmãs, nos coloquemos na cruz do Senhor. Beijemos esta cruz, este ato tão bonito desta celebração da Paixão. O beijo da cruz, a adoração à Santa Cruz.

Crucifiquemo-nos com Ele, porque se estivermos crucificados com Ele e Nele, nós iremos ressuscitar no próximo dia.

Confira a Meditação para o Sábado Santo.

Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

    Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.

    MBC

    O que você vai encontrar neste artigo?

    Irmãos e irmãs, estamos ainda no primeiro dia do Tríduo Pascal.

    Aquela situação que o padre comentou: a estrela no Oriente, às 18h, a unidade com o sacrifício da Eucaristia, a Quinta-feira Santa. Celebramos a paixão e morte do Senhor neste dia.

    Nesta sexta-feira Santa, no alto da cruz, somos convidados a assumirmos a nossa humanidade e amarmos a Deus


    O profeta Isaías, no capítulo 52, versículo 5, vai nos dizer: “Ele foi ferido por causa de nossos pecados e esmagado por causa de nossos crimes.”

    A punição a ele imposta era o preço da nossa paz. Pelas suas feridas, fomos curados. Como celebrar bem este dia santo, colocando a nossa cruz na cruz do Senhor, nos permitindo sermos crucificados com Cristo no alto do Calvário, para ali estarmos com Ele e assim ressuscitarmos?

    Deus ama o homem. Deus quer ser amado pelo homem. E o nosso pecado fere a Deus não pela questão do poder que o pecado em si tem, mas por causa do rebaixamento de Deus.

    Nosso Senhor, ao assumir a condição humana, ao se encarnar no seio da Virgem Maria, Ele é o novo homem. E no alto da cruz, Ele é o homem que ama o Pai. Ele é o novo homem que ama a Deus. E nós precisamos, nesta sexta-feira santa e todos os dias, e devemos seguir este modelo: no alto da cruz, assumirmos a nossa humanidade e amarmos a Deus.

    Aprenda a fazer um ato de contrição.

    Padre, por que ele está ali?


    Uma vez, eu encontrei uma criança na igreja onde eu trabalhava, e na sacristia havia uma cruz. E essa criança de cinco anos me perguntou assim: Padre, por que Ele está ali? E eu tentando explicar pedagogicamente para uma criança a catequese da cruz. Então, eu disse: está ali porque nós colocamos Ele ali, porque nós O machucamos.

    E a criança então me respondeu: e tu, também O colocaste ali?

    Este é o dia, irmãos e irmãs, para nós refletirmos e examinarmos o preço que Cristo pagou por nós. Nós valemos o sangue de um Deus crucificado. É um dia onde o silêncio reina, porque o Senhor está morto. O Criador. A vida está morta, mas irá ressuscitar. Essa é a nossa esperança!

    A vida é mais forte que a morte. A ressurreição é mais forte do que o Calvário.

    Irmãos e irmãs, nos coloquemos na cruz do Senhor. Beijemos esta cruz, este ato tão bonito desta celebração da Paixão. O beijo da cruz, a adoração à Santa Cruz.

    Crucifiquemo-nos com Ele, porque se estivermos crucificados com Ele e Nele, nós iremos ressuscitar no próximo dia.

    Confira a Meditação para o Sábado Santo.

    MBC

    Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

      Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.