Devido à tragédia climática no RS, os prazos de entrega poderão ser afetados.
Formação

Os apóstolos dos últimos tempos

Quem são os apóstolos dos últimos tempos? A relação entre a profecia Nossa Senhora de La Salette e São Luís Maria Grignion de Montfort.

Os apóstolos dos últimos tempos
Formação

Os apóstolos dos últimos tempos

Quem são os apóstolos dos últimos tempos? A relação entre a profecia Nossa Senhora de La Salette e São Luís Maria Grignion de Montfort.

Data da Publicação: 10/07/2023
Tempo de leitura:
Autor: MBC
Data da Publicação: 10/07/2023
Tempo de leitura:
Autor: MBC

Quem são os apóstolos dos últimos tempos? Conheça a relação entre a profecia Nossa Senhora de La Salette e o escrito de São Luís Maria Grignion de Montfort.


Não sabemos nem o dia e nem a hora da segunda vinda de Jesus. No entanto, sabemos que estamos cada vez mais próximos desse momento, já que o próprio São Paulo, há dois mil anos, disse na carta aos Hebreus: “Nestes dias, que são os últimos, falou-nos por meio do Filho.” 1

Se há dois mil anos São Paulo já dizia estar nos últimos dias, hoje estamos ainda mais próximos da volta de Nosso Senhor e, por isso, somos convocados a viver ativamente um apostolado ainda mais fervoroso que combate as crescentes obras do demônio em nosso mundo — a apostasia, as heresias e o aumento do paganismo.

Neste artigo você descobrirá o caminho para ser este apóstolo, proposto por São Luís Maria Grignion de Montfort que aponta a Santíssima Virgem Maria como o meio para destruir toda influência e obra do maligno.

Quem é o autor da expressão Apóstolos dos Últimos Tempos?


O grande Apóstolo dos Últimos Tempos foi São Luís Maria Grignion de Montfort. Nascido em uma família de cristãos fervorosos, São Luís foi o primogênito de 18 filhos. Ele veio ao mundo em 31 de janeiro de 1673, na cidade de Montfort-sur-Meu, na França. Desde criança Luís Maria já nutria profundo amor por Jesus e Maria, passava horas do dia em adoração ao Santíssimo e manifestava o seu interesse pelo sacerdócio e pela vida missionária. 

São Luís foi ordenado no dia 5 de julho de 1700, dia de Pentecostes, e possuía uma espiritualidade profunda que se manifestava em sua oração constante. Ficou dividido por um tempo entre a vida reclusa e a vida missionária, que o atraía em razão de seu temperamento forte e despertava em seu coração a ânsia de alcançar e converter muitas almas.

Embora tenha, naturalmente, enfrentado dificuldades em sua vocação missionária, São Luís combateu a heresia Jansenita, deixou como legado duas congregações — as Filhas da Sabedoria, em 1703, e a Companhia de Maria, em 1705. — e deixou vários escritos, sendo o maior dentre eles o Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem, que é o centro de sua espiritualidade. 

Você sabe o que significa a expressão Totus Tuus?

O Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem


No dia de sua crisma, São Luís acrescentou “Maria” ao seu nome. Ele honrou o nome escolhido pois empregou esforços durante toda a sua vida pela disseminação da devoção e do amor à Virgem e se denominava humildemente “escravo de Maria”. Ele defendia que não era necessário “moderar” a nossa devoção à Maria por medo de cairmos em idolatria, porque quanto mais a honramos, mais honramos o próprio Cristo. Toda devoção mariana é, principalmente, cristocêntrica.

A espiritualidade mariana de Montfort encontra-se principalmente em sua obra mais importante: o Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem. No livro, ele procura ensinar a importância da devoção mariana e nos mostra um caminho concreto de entregar as nossas vidas a Jesus pelas mãos d’Ela, caminho este que ele chamou de Consagração à Santíssima Virgem Maria. 

O livro ficou escondido em um baú por aproximadamente 150 anos. E mais curioso é que o próprio São Luís Maria previu que o livro seria escondido pelo demônio, que odeia Nossa Senhora e não queria que a devoção se espalhasse, pois sabia dos frutos que geraria na vida de tantos fiéis. “Prevejo que muitos animais frementes virão em fúria para rasgar com seus dentes diabólicos este pequeno escrito e aquele de quem o Espírito Santo se serviu para compô-lo. Ou pelo menos procurarão envolver este livrinho nas trevas e no silêncio de uma arca, a fim de que não apareça.” 2

Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem, onde são Luís fala dos Apóstolos dos Últimos Tempos.

Os apóstolos dos últimos tempos?


Quem são?


Estamos imersos em uma sociedade descrente, que negligencia a Palavra e não teme ofender a Deus. Deste modo, torna-se cada vez mais urgente o surgimento de apóstolos reais, que honrem o seu chamado batismal, defendendo a Verdade e estando dispostos a propagar a Palavra de Cristo.

Tais apóstolos devem, ensina São Luís Maria, se consagrar totalmente a Jesus pelas mãos da Virgem, tornando-se escravos através da entrega de seu coração a Ela. O maior objetivo é tornar a Virgem Maria mais conhecida, mais amada e mais honrada, já que o inimigo, responsável pelo terrível rumo que a sociedade está tomando, teme a Maria Santíssima mais do que a todos os maiores anjos do céu, pois é Ela quem esmaga a cabeça da serpente por sua humildade e obediência a Deus. 

“Porei ódio entre ti e a mulher, entre a tua descendência e a dela. Esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.”3 Existe uma inimizade inconciliável entre a Mulher e o diabo, entre os filhos de Maria e os filhos de Lúcifer, que apenas aumentará até o fim dos tempos. Isso significa que precisamos travar batalhas contra os males que se intensificam neste mundo — a busca desordenada pelo prazer, o assassinato de bebês no ventre de suas mães, a aceitação de todas as religiões como caminhos que levam a Deus, a desestruturação da família… — e é dever dos apóstolos dos últimos tempos intensificarem sua batalha, ao passo que o diabo também a intensifica.

Sua atuação


Montfort diz que os Apóstolos dos Últimos Tempos serão como flechas agudas nas mãos de Maria, prontas para traspassar os inimigos. Analogamente, os filhos de Maria precisam estar prontos para defender a Verdade em meio a uma corrente de pensamento relativista que reina em nosso meio. 

Eles dizem “faça o que te faz feliz”, “cada um sabe o que é melhor para si”, “não existe uma verdade”, e tentam a todo custo afastar a lei natural, a moral cristã, acusando a Palavra de Deus de ultrapassada e radical, mas os filhos de Maria devem estar prontos para combater essa corrente por meio da pregação do Evangelho, do amor ao Magistério e da valorização da Tradição.

Amor, oração e mortificação são as armas que os combatentes dos últimos tempos devem ter em mãos. Eles serão movidos pelo amor em seu coração, nutridos espiritualmente pela intimidade com Cristo através da oração, especialmente da oração litúrgica que é a Santa Missa e a oração do Rosário, e fortificados pela mortificação, uma poderosa arma que permite dominar as paixões e construir virtudes.

São Luís Maria também ressalta a importância do desapego material, ou seja, de uma pobreza e humildade de coração, que nos permite viver para as coisas de Deus mais perfeitamente. O mundo prega o acúmulo de riquezas e bens materiais, no entanto, sabemos que todas essas coisas não irão conosco após o dia da nossa morte. É preciso, portanto, cultivar as riquezas da alma através da luta contra o pecado, da confissão e direção espiritual, que nos ajudam a crescer em virtude e em espiritualidade.

Por fim, os Apóstolos dos Últimos Dias devem ter em mente a grande motivação que possuem: tornar Jesus Cristo amado, conhecido e levar milhares de almas à conversão, à Verdade, e o atalho para se chegar a este objetivo é a Santíssima Virgem Maria que intercede a Deus pelas necessidades dos filhos, que é modelo de humildade e que, por último, foi escolhida por Deus para ser a general no combate contra o diabo.

A aparição de Nossa Senhora de La Salette e os apóstolos dos últimos tempos?

Imagem da aparição e da história de Nossa Senhora de la salette


São Luís Maria Grignion de Montfort possui um vínculo especial com a aparição de Nossa Senhora de La Salette. Ele viveu aproximadamente um século antes, mas teve seus escritos publicados poucos anos antes de ter acontecido a aparição. 

Nossa Senhora de La Salette confirmou os escritos proféticos de São Luís Maria, pois ressaltou a importância do papel dos Apóstolos dos Últimos Tempos: “Enfim, apelo aos Apóstolos dos Últimos Tempos, aos fiéis discípulos de Jesus Cristo que viveram no desprezo do mundo e de si próprios (…) É chegado o tempo para que eles saiam e venham iluminar a Terra. Ide e mostrai-vos como meus filhos amados. Estou convosco e em vós, contanto que vossa fé seja a luz que vos ilumina nestes dias de desgraças.”

Com os escritos de São Luís confirmados pela própria Santíssima Virgem, resta-nos buscar ardentemente fortalecer a nossa devoção e relação com a Mãe de Deus para que possamos ser esses apóstolos, assim como fez o próprio Papa São João Paulo II que entregou o seu pontificado à Maria através da consagração e adotou o lema “Totus Tuus” que foi inscrito em seu brasão, cujo significado é “Todo teu eu sou, e tudo que possuo pertence a ti, ó amável Jesus, por Maria, tua santa Mãe”.

Conheça a história de Nossa Senhora de La Salette

Referências

  1. Hb 1, 2[]
  2. TVD 114[]
  3. Gn 3, 15[]

Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

    Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.

    Avatar

    MBC

    O que você vai encontrar neste artigo?

    Quem são os apóstolos dos últimos tempos? Conheça a relação entre a profecia Nossa Senhora de La Salette e o escrito de São Luís Maria Grignion de Montfort.


    Não sabemos nem o dia e nem a hora da segunda vinda de Jesus. No entanto, sabemos que estamos cada vez mais próximos desse momento, já que o próprio São Paulo, há dois mil anos, disse na carta aos Hebreus: “Nestes dias, que são os últimos, falou-nos por meio do Filho.” 1

    Se há dois mil anos São Paulo já dizia estar nos últimos dias, hoje estamos ainda mais próximos da volta de Nosso Senhor e, por isso, somos convocados a viver ativamente um apostolado ainda mais fervoroso que combate as crescentes obras do demônio em nosso mundo — a apostasia, as heresias e o aumento do paganismo.

    Neste artigo você descobrirá o caminho para ser este apóstolo, proposto por São Luís Maria Grignion de Montfort que aponta a Santíssima Virgem Maria como o meio para destruir toda influência e obra do maligno.

    Quem é o autor da expressão Apóstolos dos Últimos Tempos?


    O grande Apóstolo dos Últimos Tempos foi São Luís Maria Grignion de Montfort. Nascido em uma família de cristãos fervorosos, São Luís foi o primogênito de 18 filhos. Ele veio ao mundo em 31 de janeiro de 1673, na cidade de Montfort-sur-Meu, na França. Desde criança Luís Maria já nutria profundo amor por Jesus e Maria, passava horas do dia em adoração ao Santíssimo e manifestava o seu interesse pelo sacerdócio e pela vida missionária. 

    São Luís foi ordenado no dia 5 de julho de 1700, dia de Pentecostes, e possuía uma espiritualidade profunda que se manifestava em sua oração constante. Ficou dividido por um tempo entre a vida reclusa e a vida missionária, que o atraía em razão de seu temperamento forte e despertava em seu coração a ânsia de alcançar e converter muitas almas.

    Embora tenha, naturalmente, enfrentado dificuldades em sua vocação missionária, São Luís combateu a heresia Jansenita, deixou como legado duas congregações — as Filhas da Sabedoria, em 1703, e a Companhia de Maria, em 1705. — e deixou vários escritos, sendo o maior dentre eles o Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem, que é o centro de sua espiritualidade. 

    Você sabe o que significa a expressão Totus Tuus?

    O Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem


    No dia de sua crisma, São Luís acrescentou “Maria” ao seu nome. Ele honrou o nome escolhido pois empregou esforços durante toda a sua vida pela disseminação da devoção e do amor à Virgem e se denominava humildemente “escravo de Maria”. Ele defendia que não era necessário “moderar” a nossa devoção à Maria por medo de cairmos em idolatria, porque quanto mais a honramos, mais honramos o próprio Cristo. Toda devoção mariana é, principalmente, cristocêntrica.

    A espiritualidade mariana de Montfort encontra-se principalmente em sua obra mais importante: o Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem. No livro, ele procura ensinar a importância da devoção mariana e nos mostra um caminho concreto de entregar as nossas vidas a Jesus pelas mãos d’Ela, caminho este que ele chamou de Consagração à Santíssima Virgem Maria. 

    O livro ficou escondido em um baú por aproximadamente 150 anos. E mais curioso é que o próprio São Luís Maria previu que o livro seria escondido pelo demônio, que odeia Nossa Senhora e não queria que a devoção se espalhasse, pois sabia dos frutos que geraria na vida de tantos fiéis. “Prevejo que muitos animais frementes virão em fúria para rasgar com seus dentes diabólicos este pequeno escrito e aquele de quem o Espírito Santo se serviu para compô-lo. Ou pelo menos procurarão envolver este livrinho nas trevas e no silêncio de uma arca, a fim de que não apareça.” 2

    Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem, onde são Luís fala dos Apóstolos dos Últimos Tempos.

    Os apóstolos dos últimos tempos?


    Quem são?


    Estamos imersos em uma sociedade descrente, que negligencia a Palavra e não teme ofender a Deus. Deste modo, torna-se cada vez mais urgente o surgimento de apóstolos reais, que honrem o seu chamado batismal, defendendo a Verdade e estando dispostos a propagar a Palavra de Cristo.

    Tais apóstolos devem, ensina São Luís Maria, se consagrar totalmente a Jesus pelas mãos da Virgem, tornando-se escravos através da entrega de seu coração a Ela. O maior objetivo é tornar a Virgem Maria mais conhecida, mais amada e mais honrada, já que o inimigo, responsável pelo terrível rumo que a sociedade está tomando, teme a Maria Santíssima mais do que a todos os maiores anjos do céu, pois é Ela quem esmaga a cabeça da serpente por sua humildade e obediência a Deus. 

    “Porei ódio entre ti e a mulher, entre a tua descendência e a dela. Esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.”3 Existe uma inimizade inconciliável entre a Mulher e o diabo, entre os filhos de Maria e os filhos de Lúcifer, que apenas aumentará até o fim dos tempos. Isso significa que precisamos travar batalhas contra os males que se intensificam neste mundo — a busca desordenada pelo prazer, o assassinato de bebês no ventre de suas mães, a aceitação de todas as religiões como caminhos que levam a Deus, a desestruturação da família… — e é dever dos apóstolos dos últimos tempos intensificarem sua batalha, ao passo que o diabo também a intensifica.

    Sua atuação


    Montfort diz que os Apóstolos dos Últimos Tempos serão como flechas agudas nas mãos de Maria, prontas para traspassar os inimigos. Analogamente, os filhos de Maria precisam estar prontos para defender a Verdade em meio a uma corrente de pensamento relativista que reina em nosso meio. 

    Eles dizem “faça o que te faz feliz”, “cada um sabe o que é melhor para si”, “não existe uma verdade”, e tentam a todo custo afastar a lei natural, a moral cristã, acusando a Palavra de Deus de ultrapassada e radical, mas os filhos de Maria devem estar prontos para combater essa corrente por meio da pregação do Evangelho, do amor ao Magistério e da valorização da Tradição.

    Amor, oração e mortificação são as armas que os combatentes dos últimos tempos devem ter em mãos. Eles serão movidos pelo amor em seu coração, nutridos espiritualmente pela intimidade com Cristo através da oração, especialmente da oração litúrgica que é a Santa Missa e a oração do Rosário, e fortificados pela mortificação, uma poderosa arma que permite dominar as paixões e construir virtudes.

    São Luís Maria também ressalta a importância do desapego material, ou seja, de uma pobreza e humildade de coração, que nos permite viver para as coisas de Deus mais perfeitamente. O mundo prega o acúmulo de riquezas e bens materiais, no entanto, sabemos que todas essas coisas não irão conosco após o dia da nossa morte. É preciso, portanto, cultivar as riquezas da alma através da luta contra o pecado, da confissão e direção espiritual, que nos ajudam a crescer em virtude e em espiritualidade.

    Por fim, os Apóstolos dos Últimos Dias devem ter em mente a grande motivação que possuem: tornar Jesus Cristo amado, conhecido e levar milhares de almas à conversão, à Verdade, e o atalho para se chegar a este objetivo é a Santíssima Virgem Maria que intercede a Deus pelas necessidades dos filhos, que é modelo de humildade e que, por último, foi escolhida por Deus para ser a general no combate contra o diabo.

    A aparição de Nossa Senhora de La Salette e os apóstolos dos últimos tempos?

    Imagem da aparição e da história de Nossa Senhora de la salette


    São Luís Maria Grignion de Montfort possui um vínculo especial com a aparição de Nossa Senhora de La Salette. Ele viveu aproximadamente um século antes, mas teve seus escritos publicados poucos anos antes de ter acontecido a aparição. 

    Nossa Senhora de La Salette confirmou os escritos proféticos de São Luís Maria, pois ressaltou a importância do papel dos Apóstolos dos Últimos Tempos: “Enfim, apelo aos Apóstolos dos Últimos Tempos, aos fiéis discípulos de Jesus Cristo que viveram no desprezo do mundo e de si próprios (…) É chegado o tempo para que eles saiam e venham iluminar a Terra. Ide e mostrai-vos como meus filhos amados. Estou convosco e em vós, contanto que vossa fé seja a luz que vos ilumina nestes dias de desgraças.”

    Com os escritos de São Luís confirmados pela própria Santíssima Virgem, resta-nos buscar ardentemente fortalecer a nossa devoção e relação com a Mãe de Deus para que possamos ser esses apóstolos, assim como fez o próprio Papa São João Paulo II que entregou o seu pontificado à Maria através da consagração e adotou o lema “Totus Tuus” que foi inscrito em seu brasão, cujo significado é “Todo teu eu sou, e tudo que possuo pertence a ti, ó amável Jesus, por Maria, tua santa Mãe”.

    Conheça a história de Nossa Senhora de La Salette

    Referências

    1. Hb 1, 2[]
    2. TVD 114[]
    3. Gn 3, 15[]
    Avatar

    MBC

    Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

      Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.