Formação

Santa Bernadette: a vidente de Nossa Senhora de Lourdes

Neste artigo, conheça a história de Santa Bernadette, a jovem pobre e analfabeta que foi a vidente das aparições de Nossa Senhora de Lourdes.

Santa Bernadette: a vidente de Nossa Senhora de Lourdes
Formação

Santa Bernadette: a vidente de Nossa Senhora de Lourdes

Neste artigo, conheça a história de Santa Bernadette, a jovem pobre e analfabeta que foi a vidente das aparições de Nossa Senhora de Lourdes.

Data da Publicação: 10/02/2024
Tempo de leitura:
Autor: Redação Minha Biblioteca Católica
Data da Publicação: 10/02/2024
Tempo de leitura:
Autor: Redação Minha Biblioteca Católica

A Virgem Maria já havia aparecido na França 20 anos antes para Santa Catarina de Labouré, mas tornou a abençoar o país com a sua santa presença em 1858 através de uma pobre e pequena menina de apenas 14 anos chamada Bernadette Soubirous. 

A pequena menina, tão frágil fisicamente, foi revestida de uma força inigualável para enfrentar as perseguições e o sofrimento que haveria de passar, a fim de reparar os pecados cometidos contra o Sagrado Coração de Jesus. Neste artigo, vamos conhecer o caminho trilhado humildemente por Santa Bernadette em sua vida terrena.

Quem foi Santa Bernadette?

Nascida na França, Bernadette cresceu em uma família muito pobre e, na fé, uma das poucas coisas que sabia fazer era rezar o terço. Ainda jovem foi agraciada com a aparição da Santíssima Virgem Maria que a escolheu para uma missão grandiosa, mas desafiadora. Bernadette enfrentou a perseguição de pessoas interesseiras, de autoridades eclesiásticas e até mesmo das irmãs do convento que ela passou a fazer parte depois que encerraram as aparições. Além disso, foi vítima de doenças graves que a deixaram acamada por anos. Mas Bernadette, no escondimento e na humildade, transformou seu coração em uma perfeita morada para o Espírito Santo que foi o seu sustento em meio à dor e ao sofrimento.

Quando é o dia de Santa Bernadette?

Comemoramos o dia de Santa Bernadette na data de seu nascimento para a eternidade, que aconteceu em 19 de abril do ano de 1897, aos 35 anos, após concluir com pleno êxito o seu sofrimento pelas almas no escondimento e na profunda humildade.

Os principais episódios da vida de Santa Bernadette

Nascimento e infância

Santa Bernadette veio ao mundo no dia 7 de janeiro de 1844, em Lourdes, que na época era um pequeno vilarejo situado na região dos Médios Pirineus, na França. A santa era a primogênita dos três filhos do casal Francisco Soubirous e Luísa Castèrot. Eles eram muito pobres, praticamente miseráveis, passavam dificuldades até mesmo para alimentar as crianças. Pelas condições precárias em que viviam, Bernadette tinha uma saúde frágil, teve cólera na infância e mais tarde desenvolveu asma e vivia fraca. Além disso, Bernadette também não recebeu educação, era analfabeta e conhecia muito pouco sobre a fé e o catecismo.

As aparições de Nossa Senhora de Lourdes

A Virgem Maria escolheu aquela menina fraca, analfabeta e pobre para uma missão muito importante, e tudo começou quando Bernadette foi com sua irmã e uma amiga buscar lenha, porém, quando chegou nas margens do rio Gave, ela decidiu esperar as jovens pois a água era fria e poderia lhe causar um resfriado.

Enquanto esperava, no alto do interior de uma gruta abandonada de Massabielle, a jovem avistou uma belíssima mulher vestida de branco, com um cinto azul, sobre rosas amarelas. Ao todo, foram 18 aparições, e em uma delas a própria Virgem Maria disse à Bernadette quem era: “Eu sou a Imaculada Conceição”, fato que confirmou o dogma da Imaculada Conceição que havia sido proclamado quatro anos antes.

gruta onde nossa senhora apareceu à santa bernadette.

Saiba mais sobre a festa e o dogma da Imaculada Conceição.

A fonte de água milagrosa

Em uma das aparições, no dia 25 de fevereiro de 1858, a Virgem Maria fez um pedido aparentemente inusitado à jovem Bernadette: Nossa Senhora pediu para que ela cavasse o chão da gruta, bebesse da água, comesse as ervas do chão e em seguida o beijasse. O pedido que parecia não ter sentido foi o que deu origem à fonte dos milagres.

Após essa aparição, ali na gruta passou a brotar uma água pura e milagrosa que até hoje atrai milhares de devotos e peregrinos do mundo todo que procuram a cura do corpo e da alma. Inúmeros milagres começaram a acontecer às pessoas que com fé bebiam e tocavam na “água de Lourdes”, um verdadeiro presente que Deus nos deu através da Virgem Maria, nossa intercessora.

Conheça mais detalhes da história de Nossa Senhora de Lourdes.

Investigações eclesiásticas

A própria Virgem Maria havia feito uma promessa à Santa Bernadette durante uma aparição: “Não prometo fazer-te feliz neste mundo, mas sim no outro.” Com isso, Maria demonstrava à jovem que ela enfrentaria grandes dificuldades neste mundo, mas que as deveria suportar com obediência e humildade. 

E assim sucedeu-se, começando pelas próprias autoridades eclesiásticas que duvidaram da veracidade dos relatos de Bernadette e por vezes submeteram-na a investigações e exames. No início, o pároco da cidade mostrou-se incrédulo e pediu à menina que perguntasse o nome da mulher que ela dizia ver. 

Quando a jovem contou ao sacerdote que Maria havia dito ser a “Imaculada Conceição”, ele acreditou na mesma hora pois sabia que a menina era analfabeta e não compreendia nem mesmo a Santíssima Trindade, quanto menos saberia a respeito de um dogma que havia sido proclamado tão recentemente.

Vida religiosa

Após o término das aparições, Santa Bernadette entrou para a Congregação das Irmãs de Caridade de Nevers, iniciando o seu noviciado no ano de 1866, e em 30 de outubro de 1867, fez a profissão religiosa. A partir de então, Bernadette Soubirous viveu uma vida de serviço e silêncio.

A perseguição continuou presente na vida de Bernadette, que enfrentou grande indiferença e humilhação por parte das irmãs. Certa vez, ouviu da própria superiora que “não servia para nada”. Além disso, os sofrimentos físicos se intensificaram e chegou um momento em que Bernadette precisou ficar acamada.

Morte

Bernadette teve de lutar durante nove anos contra as enfermidades que lhe acometeram, ela sofreu com crises de asma, tuberculose e tumor ósseo no joelho. Ainda assim, suportou tudo com muita fé e determinação, pois queria ser vítima pelo Sagrado Coração de Jesus.

Após todos esses anos de muita dor e sofrimento, a morte chegou para Bernadette no dia 16 de abril de 1879, quando ela tinha apenas 35 anos. Neste dia, Bernadette morreu para este mundo e para os sofrimentos terrenos e nasceu para o céu e para as alegrias eternas, como prometido pela Virgem Maria.

Canonização e devoção

Santa Bernadette foi canonizada pelo Papa Pio XI no dia da festa da Imaculada Conceição, 8 de dezembro do ano de 1933, e a sua festa foi designada para o dia de sua morte, 16 de abril. A sua santidade se espalhou rapidamente e logo surgiram muitos devotos, que a reconheciam como uma grande intercessora diante das enfermidades.

Durante o processo de canonização, o corpo de Bernadette foi exumado e encontraram-no, 30 anos após a sua morte, incorrupto, intacto. O corpo foi exposto na Igreja do Convento de Saint Gildard de Nevers e encontra-se em uma redoma de vidro perfeitamente intacto após mais de um século da sua morte.

o corpo incorrupto de santa bernadette.

Que tal rezar a Novena a Nossa Senhora de Lourdes?

Um livro para conhecer mais a história de Santa Bernadette e as aparições de Lourdes

O livro “A Canção de Bernadette”, da Minha Biblioteca Católica, é um romance sobre as aparições de Lourdes e Santa Bernadette escrito por Franz Werfel, um autor austríaco de origem judaica que foi acolhido com sua família por católicos da cidade de Lourdes durante a perseguição nazista. 

Quem deseja aprofundar-se no universo dessa belíssima e extraordinária aparição e conhecer mais a fundo a vida de Santa Bernadette, deve recorrer a esta brilhante obra que faz crescer em nós o amor à Virgem Maria e o desejo de sermos santos.

Este livro está disponível na loja exclusiva para membros do clube. Garanta seu exemplar aqui.

Redação Minha Biblioteca Católica

O maior clube de leitores católicos do Brasil.

Garanta seu box

A Virgem Maria já havia aparecido na França 20 anos antes para Santa Catarina de Labouré, mas tornou a abençoar o país com a sua santa presença em 1858 através de uma pobre e pequena menina de apenas 14 anos chamada Bernadette Soubirous. 

A pequena menina, tão frágil fisicamente, foi revestida de uma força inigualável para enfrentar as perseguições e o sofrimento que haveria de passar, a fim de reparar os pecados cometidos contra o Sagrado Coração de Jesus. Neste artigo, vamos conhecer o caminho trilhado humildemente por Santa Bernadette em sua vida terrena.

Quem foi Santa Bernadette?

Nascida na França, Bernadette cresceu em uma família muito pobre e, na fé, uma das poucas coisas que sabia fazer era rezar o terço. Ainda jovem foi agraciada com a aparição da Santíssima Virgem Maria que a escolheu para uma missão grandiosa, mas desafiadora. Bernadette enfrentou a perseguição de pessoas interesseiras, de autoridades eclesiásticas e até mesmo das irmãs do convento que ela passou a fazer parte depois que encerraram as aparições. Além disso, foi vítima de doenças graves que a deixaram acamada por anos. Mas Bernadette, no escondimento e na humildade, transformou seu coração em uma perfeita morada para o Espírito Santo que foi o seu sustento em meio à dor e ao sofrimento.

Quando é o dia de Santa Bernadette?

Comemoramos o dia de Santa Bernadette na data de seu nascimento para a eternidade, que aconteceu em 19 de abril do ano de 1897, aos 35 anos, após concluir com pleno êxito o seu sofrimento pelas almas no escondimento e na profunda humildade.

Os principais episódios da vida de Santa Bernadette

Nascimento e infância

Santa Bernadette veio ao mundo no dia 7 de janeiro de 1844, em Lourdes, que na época era um pequeno vilarejo situado na região dos Médios Pirineus, na França. A santa era a primogênita dos três filhos do casal Francisco Soubirous e Luísa Castèrot. Eles eram muito pobres, praticamente miseráveis, passavam dificuldades até mesmo para alimentar as crianças. Pelas condições precárias em que viviam, Bernadette tinha uma saúde frágil, teve cólera na infância e mais tarde desenvolveu asma e vivia fraca. Além disso, Bernadette também não recebeu educação, era analfabeta e conhecia muito pouco sobre a fé e o catecismo.

As aparições de Nossa Senhora de Lourdes

A Virgem Maria escolheu aquela menina fraca, analfabeta e pobre para uma missão muito importante, e tudo começou quando Bernadette foi com sua irmã e uma amiga buscar lenha, porém, quando chegou nas margens do rio Gave, ela decidiu esperar as jovens pois a água era fria e poderia lhe causar um resfriado.

Enquanto esperava, no alto do interior de uma gruta abandonada de Massabielle, a jovem avistou uma belíssima mulher vestida de branco, com um cinto azul, sobre rosas amarelas. Ao todo, foram 18 aparições, e em uma delas a própria Virgem Maria disse à Bernadette quem era: “Eu sou a Imaculada Conceição”, fato que confirmou o dogma da Imaculada Conceição que havia sido proclamado quatro anos antes.

gruta onde nossa senhora apareceu à santa bernadette.

Saiba mais sobre a festa e o dogma da Imaculada Conceição.

A fonte de água milagrosa

Em uma das aparições, no dia 25 de fevereiro de 1858, a Virgem Maria fez um pedido aparentemente inusitado à jovem Bernadette: Nossa Senhora pediu para que ela cavasse o chão da gruta, bebesse da água, comesse as ervas do chão e em seguida o beijasse. O pedido que parecia não ter sentido foi o que deu origem à fonte dos milagres.

Após essa aparição, ali na gruta passou a brotar uma água pura e milagrosa que até hoje atrai milhares de devotos e peregrinos do mundo todo que procuram a cura do corpo e da alma. Inúmeros milagres começaram a acontecer às pessoas que com fé bebiam e tocavam na “água de Lourdes”, um verdadeiro presente que Deus nos deu através da Virgem Maria, nossa intercessora.

Conheça mais detalhes da história de Nossa Senhora de Lourdes.

Investigações eclesiásticas

A própria Virgem Maria havia feito uma promessa à Santa Bernadette durante uma aparição: “Não prometo fazer-te feliz neste mundo, mas sim no outro.” Com isso, Maria demonstrava à jovem que ela enfrentaria grandes dificuldades neste mundo, mas que as deveria suportar com obediência e humildade. 

E assim sucedeu-se, começando pelas próprias autoridades eclesiásticas que duvidaram da veracidade dos relatos de Bernadette e por vezes submeteram-na a investigações e exames. No início, o pároco da cidade mostrou-se incrédulo e pediu à menina que perguntasse o nome da mulher que ela dizia ver. 

Quando a jovem contou ao sacerdote que Maria havia dito ser a “Imaculada Conceição”, ele acreditou na mesma hora pois sabia que a menina era analfabeta e não compreendia nem mesmo a Santíssima Trindade, quanto menos saberia a respeito de um dogma que havia sido proclamado tão recentemente.

Vida religiosa

Após o término das aparições, Santa Bernadette entrou para a Congregação das Irmãs de Caridade de Nevers, iniciando o seu noviciado no ano de 1866, e em 30 de outubro de 1867, fez a profissão religiosa. A partir de então, Bernadette Soubirous viveu uma vida de serviço e silêncio.

A perseguição continuou presente na vida de Bernadette, que enfrentou grande indiferença e humilhação por parte das irmãs. Certa vez, ouviu da própria superiora que “não servia para nada”. Além disso, os sofrimentos físicos se intensificaram e chegou um momento em que Bernadette precisou ficar acamada.

Morte

Bernadette teve de lutar durante nove anos contra as enfermidades que lhe acometeram, ela sofreu com crises de asma, tuberculose e tumor ósseo no joelho. Ainda assim, suportou tudo com muita fé e determinação, pois queria ser vítima pelo Sagrado Coração de Jesus.

Após todos esses anos de muita dor e sofrimento, a morte chegou para Bernadette no dia 16 de abril de 1879, quando ela tinha apenas 35 anos. Neste dia, Bernadette morreu para este mundo e para os sofrimentos terrenos e nasceu para o céu e para as alegrias eternas, como prometido pela Virgem Maria.

Canonização e devoção

Santa Bernadette foi canonizada pelo Papa Pio XI no dia da festa da Imaculada Conceição, 8 de dezembro do ano de 1933, e a sua festa foi designada para o dia de sua morte, 16 de abril. A sua santidade se espalhou rapidamente e logo surgiram muitos devotos, que a reconheciam como uma grande intercessora diante das enfermidades.

Durante o processo de canonização, o corpo de Bernadette foi exumado e encontraram-no, 30 anos após a sua morte, incorrupto, intacto. O corpo foi exposto na Igreja do Convento de Saint Gildard de Nevers e encontra-se em uma redoma de vidro perfeitamente intacto após mais de um século da sua morte.

o corpo incorrupto de santa bernadette.

Que tal rezar a Novena a Nossa Senhora de Lourdes?

Um livro para conhecer mais a história de Santa Bernadette e as aparições de Lourdes

O livro “A Canção de Bernadette”, da Minha Biblioteca Católica, é um romance sobre as aparições de Lourdes e Santa Bernadette escrito por Franz Werfel, um autor austríaco de origem judaica que foi acolhido com sua família por católicos da cidade de Lourdes durante a perseguição nazista. 

Quem deseja aprofundar-se no universo dessa belíssima e extraordinária aparição e conhecer mais a fundo a vida de Santa Bernadette, deve recorrer a esta brilhante obra que faz crescer em nós o amor à Virgem Maria e o desejo de sermos santos.

Este livro está disponível na loja exclusiva para membros do clube. Garanta seu exemplar aqui.

Redação Minha Biblioteca Católica

O maior clube de leitores católicos do Brasil.

Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

    Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.