Formação

O que significa “Venha a nós o Vosso Reino”?

Conheça a segunda petição da oração do Pai Nosso, "Venha a nós o Vosso Reino", e o que a Igreja ensina sobre este trecho.

O que significa “Venha a nós o Vosso Reino”?
Formação

O que significa “Venha a nós o Vosso Reino”?

Conheça a segunda petição da oração do Pai Nosso, "Venha a nós o Vosso Reino", e o que a Igreja ensina sobre este trecho.

Data da Publicação: 20/07/2023
Tempo de leitura:
Autor: MBC
Data da Publicação: 20/07/2023
Tempo de leitura:
Autor: MBC

Conheça a segunda petição da oração do Pai Nosso, “Venha a nós o Vosso Reino”, e o que a Igreja ensina sobre este trecho.

Você já se perguntou qual é o significado da petição “Venha a nós o Vosso Reino” presente na oração do Pai Nosso? É possível que você a recite diariamente, mas compreender o seu real significado pode fazer com que você o reze com mais consciência do que está pedindo.

Neste artigo, vamos explorar a importância desse pedido ensinado por Cristo. Além disso, abordaremos o que é o Reino de Deus, o que a Igreja ensina sobre essa petição e como colocá-la em prática na nossa vida cotidiana. 

A oração do Pai Nosso


Em primeiro lugar, a oração do Pai Nosso é ensinada por Jesus em duas ocasiões, uma no Evangelho de São Mateus 1, e outra no de São Lucas 2. Essa oração apresenta sete petições e enfatiza não só a contemplação de Deus, mas também a expressão das necessidades humanas. 

Nas três primeiras petições, pedimos pela santificação de Seu nome, pela vinda de Seu Reino e pelo cumprimento de Sua vontade. Já nas quatro últimas, pedimos pelo sustento diário, pelo perdão dos pecados, pela proteção contra a tentação e pela libertação do mal. 3

Além disso, a oração do Pai Nosso ensina que não devemos multiplicar palavras vazias, pois Deus conhece nossas necessidades antes mesmo de pedirmos a Ele. Ao recitá-la, entregamo-nos a Deus, confiando em Sua providência e buscando Sua orientação em todas as áreas de nossa vida, uma vez que ela é o resumo de todo o Evangelho. 4

Descubra por que o Pai Nosso é a oração mais importante.

Venha a nós o Vosso Reino


Se na primeira petição do Pai Nosso, pedimos que nossas ações sejam santificadas para propagar o nome de Deus no mundo; na segunda, a Igreja tem em vista o retorno de Cristo e a chegada definitiva do reinado de Deus. Além disso, ela também reza pelo crescimento do Reino de Deus no presente, em nossa vida cotidiana. 5

O que é o “Reino”?


“O Reino de Deus […] é justiça, paz e alegria no Espírito Santo.” 6 Jesus afirmou que o Reino de Deus está presente entre nós, mas não é deste mundo. Sendo assim, o Reino de Deus não se manifesta completamente nesta vida terrena, como um paraíso terrestre.

No entanto, Jesus utiliza duas parábolas, a semente de mostarda 7 e o fermento na massa 8, para ensinar sobre o Reino de Deus. Ele nos revela que o Seu Reino começa em nossos corações e que, através da salvação de Jesus, somos chamados a participar da vida divina. Essa realidade, que será plenamente vivida no céu, começa a se manifestar aqui na terra quando acolhemos a pregação do Evangelho, renunciamos ao pecado, recebemos o batismo e buscamos a confissão frequentemente.

Assim, por meio da fé, da vivência dos mandamentos e dos sacramentos, permitimos que a semente do Reino seja plantada em nós, a fim de que cresça com o auxílio da Graça e dê frutos para eternidade — onde viveremos a plenitude do Reino.

O que a Igreja ensina sobre o trecho “Venha a nós o Vosso Reino”?


O Reino de Deus é uma realidade presente e futura, ao mesmo tempo. Ele se aproximou através do Verbo encarnado, foi anunciado ao longo do Evangelho e se manifestou na morte e ressurreição de Cristo 9. O Reino também está presente na Eucaristia e virá em Sua plenitude na glória, quando Cristo o entregar ao Pai 9.

A petição “Venha a nós o vosso Reino” é um clamor do Espírito Santo e da Igreja para a vinda final do Reino de Deus 10. Embora esse desejo esteja direcionado ao futuro, não desvia a Igreja de sua missão atual. Desde Pentecostes, a vinda do Reino é obra do Espírito Santo, que continua a agir no mundo para difundir os valores do Reino (justiça, paz, alegria etc.), tendo em vista a eternidade — uma vez que o paraíso não será estabelecido aqui. 11.

Dessa forma, a vocação do homem para a vida eterna não suprime, mas reforça seu dever de trabalhar pela justiça e pela paz neste mundo 12. Para isso, é importante discernir entre o crescimento do Reino de Deus e o progresso da cultura e da sociedade em que estamos inseridos. Assim, tornamos o Reino de Deus conhecido neste mundo, apontando para a nossa vocação eterna.

De forma prática, enquanto aguardamos a consumação final do Reino de Deus, devemos corresponder ao nosso chamado vivendo em conformidade com os valores e princípios do Reino. Isso significa estar em estado de graça, abandonar o pecado e buscar a vontade de Deus em nossa vida cotidianamente. 13.

A Virgem Maria é nossa auxiliadora para vivermos o tempo presente, aguardando a volta do Senhor. Por isso, pedimos com fervor a Deus: “Venha a nós o vosso Reino”. Ao realizarmos obras de luz, nos aproximamos do Céu, conscientes de que, apesar das dificuldades da história, Deus continua a edificar Seu Reino de amor. 14.

Você conhece a devoção ao Sagrado Coração de Jesus? Por meio dela, Cristo quer reinar em nossos corações.

Referências

  1. Mt 6, 9-13[]
  2. Lc 11, 1-4[]
  3. Vatican News, PAPA: O PAI-NOSSO EDUCA QUEM O INVOCA A NÃO MULTIPLICAR PALAVRAS VAZIAS[]
  4. CIC, 2761[]
  5. CIC 2859[]
  6. Rm 14, 17[]
  7. Lc 13, 18-19[]
  8. Lc 13, 20-21[]
  9. CIC, 2816[][]
  10. CIC, 2817[]
  11. CIC, 2818[]
  12. CIC, 2820[]
  13. CIC, 2819[]
  14. Angelus, Papa Bento XVI, 25 de novembro de 2012[]

O que você vai encontrar neste artigo?

A oração do Pai Nosso Venha a nós o Vosso Reino

Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

    Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.

    MBC

    O que você vai encontrar neste artigo?

    A oração do Pai Nosso Venha a nós o Vosso Reino

    Conheça a segunda petição da oração do Pai Nosso, “Venha a nós o Vosso Reino”, e o que a Igreja ensina sobre este trecho.

    Você já se perguntou qual é o significado da petição “Venha a nós o Vosso Reino” presente na oração do Pai Nosso? É possível que você a recite diariamente, mas compreender o seu real significado pode fazer com que você o reze com mais consciência do que está pedindo.

    Neste artigo, vamos explorar a importância desse pedido ensinado por Cristo. Além disso, abordaremos o que é o Reino de Deus, o que a Igreja ensina sobre essa petição e como colocá-la em prática na nossa vida cotidiana. 

    A oração do Pai Nosso


    Em primeiro lugar, a oração do Pai Nosso é ensinada por Jesus em duas ocasiões, uma no Evangelho de São Mateus 1, e outra no de São Lucas 2. Essa oração apresenta sete petições e enfatiza não só a contemplação de Deus, mas também a expressão das necessidades humanas. 

    Nas três primeiras petições, pedimos pela santificação de Seu nome, pela vinda de Seu Reino e pelo cumprimento de Sua vontade. Já nas quatro últimas, pedimos pelo sustento diário, pelo perdão dos pecados, pela proteção contra a tentação e pela libertação do mal. 3

    Além disso, a oração do Pai Nosso ensina que não devemos multiplicar palavras vazias, pois Deus conhece nossas necessidades antes mesmo de pedirmos a Ele. Ao recitá-la, entregamo-nos a Deus, confiando em Sua providência e buscando Sua orientação em todas as áreas de nossa vida, uma vez que ela é o resumo de todo o Evangelho. 4

    Descubra por que o Pai Nosso é a oração mais importante.

    Venha a nós o Vosso Reino


    Se na primeira petição do Pai Nosso, pedimos que nossas ações sejam santificadas para propagar o nome de Deus no mundo; na segunda, a Igreja tem em vista o retorno de Cristo e a chegada definitiva do reinado de Deus. Além disso, ela também reza pelo crescimento do Reino de Deus no presente, em nossa vida cotidiana. 5

    O que é o “Reino”?


    “O Reino de Deus […] é justiça, paz e alegria no Espírito Santo.” 6 Jesus afirmou que o Reino de Deus está presente entre nós, mas não é deste mundo. Sendo assim, o Reino de Deus não se manifesta completamente nesta vida terrena, como um paraíso terrestre.

    No entanto, Jesus utiliza duas parábolas, a semente de mostarda 7 e o fermento na massa 8, para ensinar sobre o Reino de Deus. Ele nos revela que o Seu Reino começa em nossos corações e que, através da salvação de Jesus, somos chamados a participar da vida divina. Essa realidade, que será plenamente vivida no céu, começa a se manifestar aqui na terra quando acolhemos a pregação do Evangelho, renunciamos ao pecado, recebemos o batismo e buscamos a confissão frequentemente.

    Assim, por meio da fé, da vivência dos mandamentos e dos sacramentos, permitimos que a semente do Reino seja plantada em nós, a fim de que cresça com o auxílio da Graça e dê frutos para eternidade — onde viveremos a plenitude do Reino.

    O que a Igreja ensina sobre o trecho “Venha a nós o Vosso Reino”?


    O Reino de Deus é uma realidade presente e futura, ao mesmo tempo. Ele se aproximou através do Verbo encarnado, foi anunciado ao longo do Evangelho e se manifestou na morte e ressurreição de Cristo 9. O Reino também está presente na Eucaristia e virá em Sua plenitude na glória, quando Cristo o entregar ao Pai 9.

    A petição “Venha a nós o vosso Reino” é um clamor do Espírito Santo e da Igreja para a vinda final do Reino de Deus 10. Embora esse desejo esteja direcionado ao futuro, não desvia a Igreja de sua missão atual. Desde Pentecostes, a vinda do Reino é obra do Espírito Santo, que continua a agir no mundo para difundir os valores do Reino (justiça, paz, alegria etc.), tendo em vista a eternidade — uma vez que o paraíso não será estabelecido aqui. 11.

    Dessa forma, a vocação do homem para a vida eterna não suprime, mas reforça seu dever de trabalhar pela justiça e pela paz neste mundo 12. Para isso, é importante discernir entre o crescimento do Reino de Deus e o progresso da cultura e da sociedade em que estamos inseridos. Assim, tornamos o Reino de Deus conhecido neste mundo, apontando para a nossa vocação eterna.

    De forma prática, enquanto aguardamos a consumação final do Reino de Deus, devemos corresponder ao nosso chamado vivendo em conformidade com os valores e princípios do Reino. Isso significa estar em estado de graça, abandonar o pecado e buscar a vontade de Deus em nossa vida cotidianamente. 13.

    A Virgem Maria é nossa auxiliadora para vivermos o tempo presente, aguardando a volta do Senhor. Por isso, pedimos com fervor a Deus: “Venha a nós o vosso Reino”. Ao realizarmos obras de luz, nos aproximamos do Céu, conscientes de que, apesar das dificuldades da história, Deus continua a edificar Seu Reino de amor. 14.

    Você conhece a devoção ao Sagrado Coração de Jesus? Por meio dela, Cristo quer reinar em nossos corações.

    Referências

    1. Mt 6, 9-13[]
    2. Lc 11, 1-4[]
    3. Vatican News, PAPA: O PAI-NOSSO EDUCA QUEM O INVOCA A NÃO MULTIPLICAR PALAVRAS VAZIAS[]
    4. CIC, 2761[]
    5. CIC 2859[]
    6. Rm 14, 17[]
    7. Lc 13, 18-19[]
    8. Lc 13, 20-21[]
    9. CIC, 2816[][]
    10. CIC, 2817[]
    11. CIC, 2818[]
    12. CIC, 2820[]
    13. CIC, 2819[]
    14. Angelus, Papa Bento XVI, 25 de novembro de 2012[]

    MBC

    Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

      Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.