Devoção, Formação, Institucional

Histórias dos santos: 3 motivos para conhecê-las

Por que é tão importante para um católico conhecer as histórias dos santos? Te damos 3 motivos para ler sobre a vida dos que já estão no Céu.

Histórias dos santos: 3 motivos para conhecê-las
Devoção, Formação, Institucional

Histórias dos santos: 3 motivos para conhecê-las

Por que é tão importante para um católico conhecer as histórias dos santos? Te damos 3 motivos para ler sobre a vida dos que já estão no Céu.

Data da Publicação: 23/09/2022
Tempo de leitura:
Autor: Redação MBC
Data da Publicação: 23/09/2022
Tempo de leitura:
Autor: Redação MBC

Como as histórias de santos que viveram séculos atrás podem me ajudar nos problemas atuais?

Talvez essa pergunta já tenha passado pela sua cabeça. Talvez, em algum momento, você já tenha pensado que alguém que viveu há muito tempo — como a maioria dos santos — não tem como te ajudar nos dilemas que enfrenta como católico hoje.

E, de fato, cada tempo tem suas dificuldades e exige sacrifícios diferentes. Mas há algo que, independente do contexto histórico, nunca mudou: pessoas inspiram pessoas.

Por isso, se você tem alguma dúvida sobre o quão importante é ter contato com a história daqueles que já contemplam a Deus, nós te damos 3 motivos: 

1. Leia histórias de santos e encontre referências

Quantas vezes você já pensou: “a santidade não é para mim”, por falta de exemplos que tenham algo em comum com a sua realidade?

É muito mais simples para uma mãe de família, por exemplo, entender como é possível viver a vontade de Deus na sua circunstância, ao conhecer a história de alguém como Santa Gianna Beretta Molla — que também foi esposa e mãe —, não é?

Livros de histórias de santos publicados pela Minha Biblioteca Católica

Leia mais:
Como uma pessoa se torna santa?
Como funciona a intercessão dos santos?
Conheça a vida de São Josemaria Escrivá

2. Conheça o caminho para o verdadeiro sucesso

Uma trajetória repleta de conquistas nos inspira — e não há vida de maior sucesso que a dos que já contemplam a face de Deus na eternidade.

Por isso, ler as histórias dos santos é ver o Evangelho na prática. É perceber que existe um tesouro muito maior que este mundo material, e que tantos o souberam enxergar ainda nesta terra. 

Assim como o Novo Testamento, que narra a vida de Nosso Senhor Jesus Cristo, é fundamental para a vivência da fé católica, as biografias dos que buscaram imitá-Lo também devem fazer parte da vida espiritual de cada batizado.

3. Alimente seu imaginário

É mais fácil lutar contra as más inclinações quando se está bem acompanhado. 

Cada santo apresenta aspectos diferentes que podem inspirar nosso crescimento espiritual, desde a vida de oração até o desenvolvimento de alguma virtude específica. 

É por isso que, quando alimentamos o nosso imaginário observando a obediência de alguém aos mandamentos de Deus e da Igreja, a santidade se torna mais palpável.

E, entre as formas preencher a nossa “caixinha de referências” com estes belos exemplos, a leitura é uma das mais importantes. Afinal, já são mais de 20 séculos de história registrada em livros — e ter acesso aos escritos e testemunhos deixados pelos santos neste mundo é um enorme privilégio para nós, católicos.

Assim, dizer que as obras da Tradição são um verdadeiro tesouro não é nenhum exagero. Cada livro é como um mapa que, como dito no ponto anterior, nos guiará no caminho para o único sucesso que vale a pena almejar nesta vida: o Céu.

Então, se você tem um amigo que também precisa conhecer os benefícios de ler histórias dos santos, não deixe de compartilhar este post com ele!

Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

    Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.

    Redação MBC

    Redação MBC

    O maior clube de leitores católicos do Brasil.

    Garanta seu box

    O que você vai encontrar neste artigo?

    Como as histórias de santos que viveram séculos atrás podem me ajudar nos problemas atuais?

    Talvez essa pergunta já tenha passado pela sua cabeça. Talvez, em algum momento, você já tenha pensado que alguém que viveu há muito tempo — como a maioria dos santos — não tem como te ajudar nos dilemas que enfrenta como católico hoje.

    E, de fato, cada tempo tem suas dificuldades e exige sacrifícios diferentes. Mas há algo que, independente do contexto histórico, nunca mudou: pessoas inspiram pessoas.

    Por isso, se você tem alguma dúvida sobre o quão importante é ter contato com a história daqueles que já contemplam a Deus, nós te damos 3 motivos: 

    1. Leia histórias de santos e encontre referências

    Quantas vezes você já pensou: “a santidade não é para mim”, por falta de exemplos que tenham algo em comum com a sua realidade?

    É muito mais simples para uma mãe de família, por exemplo, entender como é possível viver a vontade de Deus na sua circunstância, ao conhecer a história de alguém como Santa Gianna Beretta Molla — que também foi esposa e mãe —, não é?

    Livros de histórias de santos publicados pela Minha Biblioteca Católica

    Leia mais:
    Como uma pessoa se torna santa?
    Como funciona a intercessão dos santos?
    Conheça a vida de São Josemaria Escrivá

    2. Conheça o caminho para o verdadeiro sucesso

    Uma trajetória repleta de conquistas nos inspira — e não há vida de maior sucesso que a dos que já contemplam a face de Deus na eternidade.

    Por isso, ler as histórias dos santos é ver o Evangelho na prática. É perceber que existe um tesouro muito maior que este mundo material, e que tantos o souberam enxergar ainda nesta terra. 

    Assim como o Novo Testamento, que narra a vida de Nosso Senhor Jesus Cristo, é fundamental para a vivência da fé católica, as biografias dos que buscaram imitá-Lo também devem fazer parte da vida espiritual de cada batizado.

    3. Alimente seu imaginário

    É mais fácil lutar contra as más inclinações quando se está bem acompanhado. 

    Cada santo apresenta aspectos diferentes que podem inspirar nosso crescimento espiritual, desde a vida de oração até o desenvolvimento de alguma virtude específica. 

    É por isso que, quando alimentamos o nosso imaginário observando a obediência de alguém aos mandamentos de Deus e da Igreja, a santidade se torna mais palpável.

    E, entre as formas preencher a nossa “caixinha de referências” com estes belos exemplos, a leitura é uma das mais importantes. Afinal, já são mais de 20 séculos de história registrada em livros — e ter acesso aos escritos e testemunhos deixados pelos santos neste mundo é um enorme privilégio para nós, católicos.

    Assim, dizer que as obras da Tradição são um verdadeiro tesouro não é nenhum exagero. Cada livro é como um mapa que, como dito no ponto anterior, nos guiará no caminho para o único sucesso que vale a pena almejar nesta vida: o Céu.

    Então, se você tem um amigo que também precisa conhecer os benefícios de ler histórias dos santos, não deixe de compartilhar este post com ele!

    Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

      Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.