Devoção

Nossa Senhora de Guadalupe

Saiba tudo sobre a história da aparição de Nossa Senhora de Guadalupe e os detalhes das visões do índio Juan Diego.

Nossa Senhora de Guadalupe
Devoção

Nossa Senhora de Guadalupe

Saiba tudo sobre a história da aparição de Nossa Senhora de Guadalupe e os detalhes das visões do índio Juan Diego.

Data da Publicação: 30/11/2023
Tempo de leitura:
Autor: Redação MBC
Data da Publicação: 30/11/2023
Tempo de leitura:
Autor: Redação MBC

A aparição de Nossa Senhora de Guadalupe a San Juan Diego, um simples indígena que vivia ao norte da Cidade do México, é mais uma demonstração de que a Santíssima Virgem Maria é Mãe de todos os povos e que Ela observa e cuida de todos aqueles que são humildes e recorrem fielmente à sua intercessão.

Neste artigo falaremos sobre como se deram as aparições de Nossa Senhora a Juan Diego, qual foi a sua mensagem e como ela continua reverberando em nossas vidas até os dias de hoje, nos levando a depositar a nossa fé e esperança nas mãos de Maria, que nunca retém nada para si mas conduz tudo a Jesus.

O que é a festa de Nossa Senhora de Guadalupe?

A festa de Nossa Senhora de Guadalupe celebra as aparições da Mãe de Deus no México, onde ela pediu ao indígena Juan Diego para que fosse construída uma Igreja no local onde apareceu e, para isso, ofereceu uma prova extraordinária ao Arcebispo que relutava em acreditar nos relatos de Juan: um manto pintado milagrosamente, cheio de símbolos intrigantes, que conduziram muitos cientistas a concordarem se tratar de uma obra divina.

Quando a festa de Nossa Senhora de Guadalupe é celebrada?

A festa da Padroeira da América Latina, Nossa Senhora de Guadalupe, é celebrada no dia 12 de dezembro, dia em que, no ano de 1531, a Virgem Maria pediu a Juan Diego para que fosse à colina recolher rosas e colocar no manto dele, a fim de apresentá-las como prova das aparições ao Arcebispo Dom Juan de Zumárraga. Na festa de Guadalupe também recordamos a mensagem de esperança que a Virgem deu a Juan e a todos que se consagram a Ela — “Não estou aqui, eu que sou tua Mãe?”.

A história de Nossa Senhora de Guadalupe

San Juan Diego, o vidente de Nossa Senhora de Guadalupe

Os missionários espanhóis, em 1531, empreendiam um intenso apostolado na atual Cidade do México a fim de evangelizar os povos indígenas astecas, que resistiam duramente à fé cristã por habitarem na região há muitos anos e cujas divindades eram o sol, a lua e as estrelas. No entanto, apesar da dificuldade, os missionários conseguiram converter alguns indígenas, dentre eles o Cuauhtitlantoadzin, que foi batizado aos 50 anos e passou a se chamar Juan Diego. Juan passou a frequentar a Santa Missa e se tornou um cristão fervoroso, sua humildade e piedade foram as virtudes que atraíram a Virgem Maria que o escolheu como mensageiro. Juan Diego foi beatificado e canonizado pelo Papa São João Paulo II.

A primeira visão

A primeira vez que a Virgem Maria apareceu a Juan Diego foi no dia 9 de dezembro de 1531 quando ele estava à caminho da Santa Missa passando pela colina de Tepeyac e ouviu uma voz doce que o chamava pelo diminutivo “Juanito”, “Juan Dieguito”, logo Juan percebeu que aquela mulher com aparência belíssima, de aproximadamente quinze anos, era a Mãe de Deus. A virgem perguntou a Juan para onde ele ia e ele respondeu que estava indo à Santa Missa, em seguida a Santíssima Virgem expôs o seu pedido a ele.

“Portanto, a fim de que se cumpram minhas intenções, vai à casa do bispo da Cidade do México e diz-lhe que te enviei e que é meu desejo que se construa um templo aqui. Conta-lhe tudo o que viste e ouviste. Tem certeza de que serei muito grata e te recompensarei por fazer diligentemente o que te pedi. Agora que ouviste minhas palavras, meu filho, vai e faz tudo do melhor modo que puderes.”

A segunda visão

Juan Diego fez exatamente o que a Santíssima Virgem lhe havia pedido, apresentou ao Arcebispo da Cidade do México o desejo de Nossa Senhora, que fosse construído um templo no local da aparição, no entanto, o arcebispo não demonstrou ter acreditado nas palavras do simples indígena. Deste modo, Juan retornou ao local da primeira aparição e encontrou a Virgem o esperando. 

Após questionar a Mãe de Deus sobre o motivo de ter sido escolhido para esta missão, Juan obteve a seguinte resposta: “Ouve, filhinho. Há muitos que eu poderia mandar. Mas foste tu quem escolhi para esta tarefa. Amanhã de manhã, volte ao bispo”. Porém, mais uma vez Juan teve o pedido negado pelo Arcebispo, que uma prova, um sinal de Nossa Senhora para que ele acreditasse na aparição. 

A terceira visão

Na última aparição Juan Diego estava correndo a fim de buscar um padre para o tio que estava muito doente, à beira da morte, então a Virgem apareceu mais uma vez e lhe comunicou palavras de esperança. “Não estou aqui, eu que sou tua Mãe? Tu não estás sob minha sombra e proteção? Eu não sou a tua fonte de vida? Tu não estás nas dobras do meu manto? No cruzamento dos meus braços? Há algo mais de que tu precises? Não deixes que a enfermidade do teu tio te preocupe, pois não morrerá desta doença. Neste exato momento ele está curado.”

Em seguida a Virgem pediu a Juan que colhesse rosas no topo da colina, mesmo no clima totalmente hostil às flores ele recolheu as rosas e colocou-as no próprio manto. À pedido de Maria, Juan levou o manto até o bispo e milagrosamente, ao abri-lo, ali estava uma pintura com a exata descrição que Juan havia feito de Nossa Senhora, uma pintura que só poderia ser obra divina. O Arcebispo acreditou no exato momento e atendeu ao pedido de Juan, que se tornou um verdadeiro guardião daquele tecido milagroso.

manto de nossa senhora de guadalupe

Veja também: O manto de Nossa Senhora de Guadalupe

Nossa Senhora de Guadalupe na Bíblia

Além da imagem da Virgem de Guadalupe possuir uma simbologia que podia ser compreendida pelos indígenas, fato que levou a muitas conversões em todo o México, a imagem também representa a Virgem descrita em Apocalipse 12,1-2: um grande sinal no céu, uma mulher revestida do sol, a lua debaixo dos seus pés e, coroada de doze estrelas, está a ponto de dar à luz. Está grávida.”

Nossa Senhora de Guadalupe nas nossas vidas

A Virgem de Guadalupe foi proclamada a padroeira das Américas em 1910, pelo Papa São Pio X, ela também foi proclamada Rainha do México e no documento oficial consta que sua imagem no tecido “foi pintada por pincéis que não são deste mundo”.

Que possamos sempre nos recordar da linda frase de esperança que a Virgem de Guadalupe dirigiu a São Juan Diego quando o viu aflito em face da doença do tio: “Não estou aqui, eu que sou tua Mãe?”. Essa mensagem nos lembra que não estamos sozinhos nesta travessia terrena, mas que contamos com a intercessão da bondosa e misericordiosa Mãe de Deus.

Reze também a Novena de Nossa Senhora de Guadalupe.

Como conhecer mais a história de Nossa Senhora de Guadalupe?

a história de nossa senhora de guadalupe

As Aparições de Nossa Senhora de Guadalupe mudaram para sempre a história das Américas. Para saber mais sobre a história da Aparição, nós recomendamos a obra Nossa Senhora de Guadalupe: Imperatriz das Américas.

Esta obra apresenta todos os detalhes das aparições e do milagre da Virgem de Guadalupe.

Além disso, ela traz uma grande riqueza de fatos históricos, teológicos e científicos para você compreender toda a importância e beleza das aparições.

Nela, você vai conhecer:

  • Um resumo da vida de Nossa Senhora e a explicação teológica dos títulos de Mãe, Rainha e Medianeira.
  • A importância da Virgem Maria na evangelização de toda a América, incluindo o Brasil.
  • Os principais estudos científicos sobre o Manto de Guadalupe.
a história de nossa senhora de guadalupe

Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

    Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.

    Redação MBC

    Garanta seu box

    O que você vai encontrar neste artigo?

    A aparição de Nossa Senhora de Guadalupe a San Juan Diego, um simples indígena que vivia ao norte da Cidade do México, é mais uma demonstração de que a Santíssima Virgem Maria é Mãe de todos os povos e que Ela observa e cuida de todos aqueles que são humildes e recorrem fielmente à sua intercessão.

    Neste artigo falaremos sobre como se deram as aparições de Nossa Senhora a Juan Diego, qual foi a sua mensagem e como ela continua reverberando em nossas vidas até os dias de hoje, nos levando a depositar a nossa fé e esperança nas mãos de Maria, que nunca retém nada para si mas conduz tudo a Jesus.

    O que é a festa de Nossa Senhora de Guadalupe?

    A festa de Nossa Senhora de Guadalupe celebra as aparições da Mãe de Deus no México, onde ela pediu ao indígena Juan Diego para que fosse construída uma Igreja no local onde apareceu e, para isso, ofereceu uma prova extraordinária ao Arcebispo que relutava em acreditar nos relatos de Juan: um manto pintado milagrosamente, cheio de símbolos intrigantes, que conduziram muitos cientistas a concordarem se tratar de uma obra divina.

    Quando a festa de Nossa Senhora de Guadalupe é celebrada?

    A festa da Padroeira da América Latina, Nossa Senhora de Guadalupe, é celebrada no dia 12 de dezembro, dia em que, no ano de 1531, a Virgem Maria pediu a Juan Diego para que fosse à colina recolher rosas e colocar no manto dele, a fim de apresentá-las como prova das aparições ao Arcebispo Dom Juan de Zumárraga. Na festa de Guadalupe também recordamos a mensagem de esperança que a Virgem deu a Juan e a todos que se consagram a Ela — “Não estou aqui, eu que sou tua Mãe?”.

    A história de Nossa Senhora de Guadalupe

    San Juan Diego, o vidente de Nossa Senhora de Guadalupe

    Os missionários espanhóis, em 1531, empreendiam um intenso apostolado na atual Cidade do México a fim de evangelizar os povos indígenas astecas, que resistiam duramente à fé cristã por habitarem na região há muitos anos e cujas divindades eram o sol, a lua e as estrelas. No entanto, apesar da dificuldade, os missionários conseguiram converter alguns indígenas, dentre eles o Cuauhtitlantoadzin, que foi batizado aos 50 anos e passou a se chamar Juan Diego. Juan passou a frequentar a Santa Missa e se tornou um cristão fervoroso, sua humildade e piedade foram as virtudes que atraíram a Virgem Maria que o escolheu como mensageiro. Juan Diego foi beatificado e canonizado pelo Papa São João Paulo II.

    A primeira visão

    A primeira vez que a Virgem Maria apareceu a Juan Diego foi no dia 9 de dezembro de 1531 quando ele estava à caminho da Santa Missa passando pela colina de Tepeyac e ouviu uma voz doce que o chamava pelo diminutivo “Juanito”, “Juan Dieguito”, logo Juan percebeu que aquela mulher com aparência belíssima, de aproximadamente quinze anos, era a Mãe de Deus. A virgem perguntou a Juan para onde ele ia e ele respondeu que estava indo à Santa Missa, em seguida a Santíssima Virgem expôs o seu pedido a ele.

    “Portanto, a fim de que se cumpram minhas intenções, vai à casa do bispo da Cidade do México e diz-lhe que te enviei e que é meu desejo que se construa um templo aqui. Conta-lhe tudo o que viste e ouviste. Tem certeza de que serei muito grata e te recompensarei por fazer diligentemente o que te pedi. Agora que ouviste minhas palavras, meu filho, vai e faz tudo do melhor modo que puderes.”

    A segunda visão

    Juan Diego fez exatamente o que a Santíssima Virgem lhe havia pedido, apresentou ao Arcebispo da Cidade do México o desejo de Nossa Senhora, que fosse construído um templo no local da aparição, no entanto, o arcebispo não demonstrou ter acreditado nas palavras do simples indígena. Deste modo, Juan retornou ao local da primeira aparição e encontrou a Virgem o esperando. 

    Após questionar a Mãe de Deus sobre o motivo de ter sido escolhido para esta missão, Juan obteve a seguinte resposta: “Ouve, filhinho. Há muitos que eu poderia mandar. Mas foste tu quem escolhi para esta tarefa. Amanhã de manhã, volte ao bispo”. Porém, mais uma vez Juan teve o pedido negado pelo Arcebispo, que uma prova, um sinal de Nossa Senhora para que ele acreditasse na aparição. 

    A terceira visão

    Na última aparição Juan Diego estava correndo a fim de buscar um padre para o tio que estava muito doente, à beira da morte, então a Virgem apareceu mais uma vez e lhe comunicou palavras de esperança. “Não estou aqui, eu que sou tua Mãe? Tu não estás sob minha sombra e proteção? Eu não sou a tua fonte de vida? Tu não estás nas dobras do meu manto? No cruzamento dos meus braços? Há algo mais de que tu precises? Não deixes que a enfermidade do teu tio te preocupe, pois não morrerá desta doença. Neste exato momento ele está curado.”

    Em seguida a Virgem pediu a Juan que colhesse rosas no topo da colina, mesmo no clima totalmente hostil às flores ele recolheu as rosas e colocou-as no próprio manto. À pedido de Maria, Juan levou o manto até o bispo e milagrosamente, ao abri-lo, ali estava uma pintura com a exata descrição que Juan havia feito de Nossa Senhora, uma pintura que só poderia ser obra divina. O Arcebispo acreditou no exato momento e atendeu ao pedido de Juan, que se tornou um verdadeiro guardião daquele tecido milagroso.

    manto de nossa senhora de guadalupe

    Veja também: O manto de Nossa Senhora de Guadalupe

    Nossa Senhora de Guadalupe na Bíblia

    Além da imagem da Virgem de Guadalupe possuir uma simbologia que podia ser compreendida pelos indígenas, fato que levou a muitas conversões em todo o México, a imagem também representa a Virgem descrita em Apocalipse 12,1-2: um grande sinal no céu, uma mulher revestida do sol, a lua debaixo dos seus pés e, coroada de doze estrelas, está a ponto de dar à luz. Está grávida.”

    Nossa Senhora de Guadalupe nas nossas vidas

    A Virgem de Guadalupe foi proclamada a padroeira das Américas em 1910, pelo Papa São Pio X, ela também foi proclamada Rainha do México e no documento oficial consta que sua imagem no tecido “foi pintada por pincéis que não são deste mundo”.

    Que possamos sempre nos recordar da linda frase de esperança que a Virgem de Guadalupe dirigiu a São Juan Diego quando o viu aflito em face da doença do tio: “Não estou aqui, eu que sou tua Mãe?”. Essa mensagem nos lembra que não estamos sozinhos nesta travessia terrena, mas que contamos com a intercessão da bondosa e misericordiosa Mãe de Deus.

    Reze também a Novena de Nossa Senhora de Guadalupe.

    Como conhecer mais a história de Nossa Senhora de Guadalupe?

    a história de nossa senhora de guadalupe

    As Aparições de Nossa Senhora de Guadalupe mudaram para sempre a história das Américas. Para saber mais sobre a história da Aparição, nós recomendamos a obra Nossa Senhora de Guadalupe: Imperatriz das Américas.

    Esta obra apresenta todos os detalhes das aparições e do milagre da Virgem de Guadalupe.

    Além disso, ela traz uma grande riqueza de fatos históricos, teológicos e científicos para você compreender toda a importância e beleza das aparições.

    Nela, você vai conhecer:

    • Um resumo da vida de Nossa Senhora e a explicação teológica dos títulos de Mãe, Rainha e Medianeira.
    • A importância da Virgem Maria na evangelização de toda a América, incluindo o Brasil.
    • Os principais estudos científicos sobre o Manto de Guadalupe.
    a história de nossa senhora de guadalupe

    Redação MBC

    Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

      Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.