Devido à tragédia climática no RS, os prazos de entrega poderão ser afetados.
Formação

O que significa “Santificado seja o Vosso nome”?

Descubra o que significa a primeira petição do Pai Nosso, “santificado seja o Vosso Nome", e o que a Igreja ensina sobre isso.

O que significa “Santificado seja o Vosso nome”?
Formação

O que significa “Santificado seja o Vosso nome”?

Descubra o que significa a primeira petição do Pai Nosso, “santificado seja o Vosso Nome", e o que a Igreja ensina sobre isso.

Data da Publicação: 20/07/2023
Tempo de leitura:
Autor: MBC
Data da Publicação: 20/07/2023
Tempo de leitura:
Autor: MBC

Descubra o que significa a primeira petição do Pai Nosso, “santificado seja o Vosso Nome”, e o que a Igreja ensina sobre isso.

“Santificado seja o Vosso nome” é uma invocação presente na oração do Pai Nosso que expressa o desejo de que o nome de Deus seja reconhecido como santo e tratado com reverência.

Esse breve pedido contém um profundo significado e revela a importância de dar glória a Deus em nossa vida diária. Neste artigo, você descobrirá o que a Igreja ensina sobre santificar o nome de Deus e qual o nosso papel na santificação do Seu Nome.

A oração do Pai Nosso


Antes de tudo, a oração do Pai Nosso tem sua origem nas Sagradas Escrituras e foi ensinada por Jesus aos seus discípulos — por isso é também chamada de oração dominical. Ela é considerada o resumo de todo o Evangelho, e todas as orações da Sagrada Escritura estão incluídas e resumidas nessa oração. 

Além disso, a oração do Pai Nosso é rezada desde os primeiros tempos da comunidade cristã e faz parte da oração litúrgica da Igreja. Ela é rezada em conjunto pelos fiéis, o que demonstra sua dimensão eclesial. O Pai Nosso apresenta sete pedidos que o próprio Jesus nos ensinou a fazer a Deus; não é uma fórmula, mas é o modo mais humilde e correto de pedir, uma vez que o próprio Jesus o fez primeiro.

Saiba mais sobre a oração do Pai Nosso e o que Santo Tomás comenta sobre ela. 

Santificado seja o Vosso nome


Ao dizermos “Santificado seja o Vosso nome”, estamos reconhecendo a importância de dar glória a Deus. Além disso, esse pedido está diretamente ligado ao segundo mandamento do Decálogo, que nos orienta a honrar a Revelação de Deus ao homem — não tomando seu Santo nome em vão.

A santificação do nome de Deus reflete nosso amor filial e nossa aspiração a glorificá-Lo em tudo o que fazemos. Tal é a finalidade de toda a criação: glorificar, amar e fazer amado o seu Criador.

O nome de Deus é santo!


O nome do Senhor é santo, assim, é necessário guardá-lo na memória e utilizá-lo apenas com reverência, em um silêncio de adoração amorosa 1. Sendo assim, quando o nome divino é empregado em palavras humanas, deve ser para bendizer, louvar e glorificar.1

Demonstrar respeito pelo nome divino é expressar reverência ao próprio mistério de Deus e a todas as realidades sagradas que ele evoca. Dessa forma, ao comunicar a mensagem de Deus — por meio da pregação ou da catequese, por exemplo —, é preciso fazê-lo com profundo respeito e adoração.2

O que a Igreja ensina sobre o trecho “Santificado seja o Vosso nome”?


Quando rezamos para que o nome de Deus seja santificado, reconhecemos a santidade do Seu nome e desejamos tratá-lo de forma santa. Ao santificar o nome de Deus, estamos nos unindo a Ele e buscando glorificá-Lo em todas as áreas de nossa vida. 3

Deus revela Seu nome nos momentos decisivos de Sua obra divina, e essa revelação se concretiza em nós quando santificamos Seu nome. Ao criar o homem à Sua imagem, Deus o coroa de glória. No entanto, ao pecar, o homem perde a glória de Deus. Por isso, Deus, em Sua Santidade, revela e dá Seu nome para restaurar o homem à imagem do Criador. 4

A revelação do nome de Deus começa com Moisés. Deus se manifesta de forma gloriosa ao salvar o povo dos egípcios. A partir da Aliança do Sinai, o povo de Israel é uma “nação santa” por ter o nome de Deus habitando neles.5 Embora o povo tenha se desviado Dele e profanado Seu nome, os justos, os retornados do exílio e os profetas demonstraram grande paixão pelo nome de Deus.

A santificação do nome de Deus em Jesus e em nós


É em Jesus que o nome do Deus santo nos é revelado e dado de forma encarnada como Salvador. E, no ápice de sua Páscoa, o Pai lhe concede o nome que está acima de todo nome6, proclamando Jesus como Senhor para a glória de Deus Pai. 7

No Batismo, somos purificados, santificados e justificados pelo nome de Jesus Cristo e pelo Espírito Santo. 8 Ao longo de nossa vida, nosso Pai nos chama à santidade, pois estamos em Cristo Jesus, que se tornou santidade para nós. 

A santificação do nome de Deus nas nações depende de nossa vida e oração. Pedimos a Deus que Seu nome seja santificado através das nossas ações. Pois, quando vivemos de acordo com Sua lei e vontade, o nome de Deus é bendito, mas quando agimos mal, Seu nome é blasfemado. 9 

“É Deus que santifica, que nos transforma com o seu amor, mas ao mesmo tempo nós também, com o nosso testemunho, manifestamos a santidade de Deus no mundo, tornando o seu nome presente. […] Se a nossa vida não é santa, há uma grande incoerência! A santidade de Deus deve refletir-se em nossas ações, em nossa vida.” 10

Referências

  1. CIC 2143[][]
  2. CIC, 2145[]
  3. CIC, 2807[]
  4. CIC 2808[]
  5. CIC, 2810[]
  6. Fl 2, 9[]
  7. CIC, 2812[]
  8. CIC, 2813[]
  9. CIC, 2814[]
  10. Vatican News, PAPA: O PAI-NOSSO EDUCA QUEM O INVOCA A NÃO MULTIPLICAR PALAVRAS VAZIAS[]

O que você vai encontrar neste artigo?

A oração do Pai Nosso Santificado seja o Vosso nome

Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

    Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.

    Avatar

    MBC

    O que você vai encontrar neste artigo?

    A oração do Pai Nosso Santificado seja o Vosso nome

    Descubra o que significa a primeira petição do Pai Nosso, “santificado seja o Vosso Nome”, e o que a Igreja ensina sobre isso.

    “Santificado seja o Vosso nome” é uma invocação presente na oração do Pai Nosso que expressa o desejo de que o nome de Deus seja reconhecido como santo e tratado com reverência.

    Esse breve pedido contém um profundo significado e revela a importância de dar glória a Deus em nossa vida diária. Neste artigo, você descobrirá o que a Igreja ensina sobre santificar o nome de Deus e qual o nosso papel na santificação do Seu Nome.

    A oração do Pai Nosso


    Antes de tudo, a oração do Pai Nosso tem sua origem nas Sagradas Escrituras e foi ensinada por Jesus aos seus discípulos — por isso é também chamada de oração dominical. Ela é considerada o resumo de todo o Evangelho, e todas as orações da Sagrada Escritura estão incluídas e resumidas nessa oração. 

    Além disso, a oração do Pai Nosso é rezada desde os primeiros tempos da comunidade cristã e faz parte da oração litúrgica da Igreja. Ela é rezada em conjunto pelos fiéis, o que demonstra sua dimensão eclesial. O Pai Nosso apresenta sete pedidos que o próprio Jesus nos ensinou a fazer a Deus; não é uma fórmula, mas é o modo mais humilde e correto de pedir, uma vez que o próprio Jesus o fez primeiro.

    Saiba mais sobre a oração do Pai Nosso e o que Santo Tomás comenta sobre ela. 

    Santificado seja o Vosso nome


    Ao dizermos “Santificado seja o Vosso nome”, estamos reconhecendo a importância de dar glória a Deus. Além disso, esse pedido está diretamente ligado ao segundo mandamento do Decálogo, que nos orienta a honrar a Revelação de Deus ao homem — não tomando seu Santo nome em vão.

    A santificação do nome de Deus reflete nosso amor filial e nossa aspiração a glorificá-Lo em tudo o que fazemos. Tal é a finalidade de toda a criação: glorificar, amar e fazer amado o seu Criador.

    O nome de Deus é santo!


    O nome do Senhor é santo, assim, é necessário guardá-lo na memória e utilizá-lo apenas com reverência, em um silêncio de adoração amorosa 1. Sendo assim, quando o nome divino é empregado em palavras humanas, deve ser para bendizer, louvar e glorificar.1

    Demonstrar respeito pelo nome divino é expressar reverência ao próprio mistério de Deus e a todas as realidades sagradas que ele evoca. Dessa forma, ao comunicar a mensagem de Deus — por meio da pregação ou da catequese, por exemplo —, é preciso fazê-lo com profundo respeito e adoração.2

    O que a Igreja ensina sobre o trecho “Santificado seja o Vosso nome”?


    Quando rezamos para que o nome de Deus seja santificado, reconhecemos a santidade do Seu nome e desejamos tratá-lo de forma santa. Ao santificar o nome de Deus, estamos nos unindo a Ele e buscando glorificá-Lo em todas as áreas de nossa vida. 3

    Deus revela Seu nome nos momentos decisivos de Sua obra divina, e essa revelação se concretiza em nós quando santificamos Seu nome. Ao criar o homem à Sua imagem, Deus o coroa de glória. No entanto, ao pecar, o homem perde a glória de Deus. Por isso, Deus, em Sua Santidade, revela e dá Seu nome para restaurar o homem à imagem do Criador. 4

    A revelação do nome de Deus começa com Moisés. Deus se manifesta de forma gloriosa ao salvar o povo dos egípcios. A partir da Aliança do Sinai, o povo de Israel é uma “nação santa” por ter o nome de Deus habitando neles.5 Embora o povo tenha se desviado Dele e profanado Seu nome, os justos, os retornados do exílio e os profetas demonstraram grande paixão pelo nome de Deus.

    A santificação do nome de Deus em Jesus e em nós


    É em Jesus que o nome do Deus santo nos é revelado e dado de forma encarnada como Salvador. E, no ápice de sua Páscoa, o Pai lhe concede o nome que está acima de todo nome6, proclamando Jesus como Senhor para a glória de Deus Pai. 7

    No Batismo, somos purificados, santificados e justificados pelo nome de Jesus Cristo e pelo Espírito Santo. 8 Ao longo de nossa vida, nosso Pai nos chama à santidade, pois estamos em Cristo Jesus, que se tornou santidade para nós. 

    A santificação do nome de Deus nas nações depende de nossa vida e oração. Pedimos a Deus que Seu nome seja santificado através das nossas ações. Pois, quando vivemos de acordo com Sua lei e vontade, o nome de Deus é bendito, mas quando agimos mal, Seu nome é blasfemado. 9 

    “É Deus que santifica, que nos transforma com o seu amor, mas ao mesmo tempo nós também, com o nosso testemunho, manifestamos a santidade de Deus no mundo, tornando o seu nome presente. […] Se a nossa vida não é santa, há uma grande incoerência! A santidade de Deus deve refletir-se em nossas ações, em nossa vida.” 10

    Referências

    1. CIC 2143[][]
    2. CIC, 2145[]
    3. CIC, 2807[]
    4. CIC 2808[]
    5. CIC, 2810[]
    6. Fl 2, 9[]
    7. CIC, 2812[]
    8. CIC, 2813[]
    9. CIC, 2814[]
    10. Vatican News, PAPA: O PAI-NOSSO EDUCA QUEM O INVOCA A NÃO MULTIPLICAR PALAVRAS VAZIAS[]
    Avatar

    MBC

    Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

      Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.