Devido à tragédia climática no RS, os prazos de entrega poderão ser afetados.
Devoção

5 fatos curiosos sobre a vida de Santo Tomás de Aquino

A vida de Santo Tomás tem alguns fatos que dificilmente alguém acreditaria que um grande filósofo vivenciasse. Conheça 6 deles neste artigo.

5 fatos curiosos sobre a vida de Santo Tomás de Aquino
Devoção

5 fatos curiosos sobre a vida de Santo Tomás de Aquino

A vida de Santo Tomás tem alguns fatos que dificilmente alguém acreditaria que um grande filósofo vivenciasse. Conheça 6 deles neste artigo.

Data da Publicação: 14/09/2023
Tempo de leitura:
Autor: Redação MBC
Data da Publicação: 14/09/2023
Tempo de leitura:
Autor: Redação MBC

Imagine se o mais santo dos doutores e mais doutor dos santos, Santo Tomás de Aquino, tivesse queimado todos os seus escritos? Ele tentou fazer isso. Já vamos te contar o motivo, mas não só isso, vamos te contar 5 fatos da vida de Santo Tomás que vão te surpreender.

Fato 1 – Ele perseguiu uma prostituta com um pedaço de madeira em chamas

É, bem curioso, mas aconteceu.

Para entender como ele chegou a esse ponto você precisa saber que:

  • A família de Santo Tomás era muito rica, dessas que tinha castelos;
  • Seu pai queria que ele se tornasse monge beneditino, futuro abade do mosteiro de Monte Cassino, o mais famoso do mundo;
  • Mas Santo Tomás conheceu a ordem dos Dominicanos e tinha outros planos, seu pai não aceitou bem isso;
  • A ordem dos dominicanos, como os franciscanos, era mendicante, os monges dependiam de esmolas para sobreviver;
  • Chesterton diz na sua biografia de Santo Tomás que era “como se napoleão quisesse permanecer soldado a vida inteira”
  • Sua família enxergava como um desperdício

E aí vem a história da prostituta:

Mandaram uma bela mulher para os seus aposentos, para que ela o seduzisse e ele se entregasse aos prazeres da vida.

Só não contavam que ele imediatamente pegaria um pedaço de madeira da lareira, ainda incandescente, e perseguisse a prostituta para expulsá-la dos seus aposentos.

Fato 2 – Era chamado de Boi Mudo

Vamos para o próximo.

Santo Tomás foi discípulo de outro grande santo e doutor da Igreja, Santo Anselmo da Cantuária.

Ele era um menino bem grande. Seus biógrafos o retratam como um homem mais cheinho e muito alto, de tal modo que devia beirar os 2 metros de altura e certamente tinha mais de 100 quilos.

Outra característica de Santo Tomás é que ele era muito quieto, na dele, como um bom fleumático.

Unindo seu físico com o seu temperamento, deram a ele um apelido não tão carinhoso: Boi…Mudo.

Santo Anselmo, tomando conhecimento disso, advertiu a todos:

“Vocês o chamam de Boi Mudo; eu lhes digo que esse Boi Mudo mugirá tão alto que seus mugidos preencherão o mundo.”

Fato 3 – Ditava livros ao mesmo tempo

De fato, Santo Tomás mugiu bem alto e até hoje conhecemos seu mugido por meio de suas obras.

O que talvez você não saiba — e este é o nosso terceiro fato — é que Santo Tomás era extremamente prolífico, produzia muito.

Mas ele mesmo não escrevia tanto — boatos que sua letra era um garrancho inelegível a ponto de receber outro apelido, littera unintelligibis, letra ininteligível.

Qual era a solução? Ele ditava. Mas o fato curioso não é esse.

Ele não se contentava em ditar apenas um livro, mas três ou quatro livros aos seus secretários ao mesmo tempo… ao mesmo tempo.

Veja também: Fé em Razão em Santo Tomás.

Fato 4 – Durante toda a vida, Santo Tomás era meio desligado

E o curioso é que ele era meio contraditório. Conseguia dividir seus pensamentos entre temas distintos, a ponto de ditar três ou quatro livros ao mesmo tempo, mas também conseguia ser desligado.

Certa vez, São Luís, rei da França, deu um grande jantar festivo em seu palácio e um dos convidados era o nosso querido Santo Tomás.

Como já dissemos, ele era um pouco grande, então, teoricamente, chamaria atenção… Um monge mendicante de dois metros de altura e mais de cem quilos.

Mas incrivelmente ele conseguiu passar despercebido de todos, não conversava com ninguém, não entrava em nenhum assunto. Despercebido até que algo aconteceu. E vamos deixar que Chesterton conte:

De súbito, as taças saltaram com estrépito e a grande mesa sacudiu, pois o frade descera sobre ela seu punho enorme, feito clava de pedra e com fragor de explosão, assustando a todos, e bradou com voz forte, como alguém que desperta de um sonho: “E isso vai silenciar os maniqueus!”.

Um gênio distraído — típico fleumático.

Confira: dicas de estudos de Santo Tomás.

Fato 5 – Ele quis queimar todos os seus escritos

E vamos para o quinto fato: quase perdemos tudo o que Santo Tomás escreveu.

Não por causa de algum desastre, mas porque o próprio Santo quis queimar seus escritos.

Em 6 de dezembro de 1273, após celebrar uma Missa, houve uma grande mudança, percebida por todos os seus assistentes. Ele não quis mais escrever. Ele passa a considerar seus escritos como palha, em comparação com aquilo que viu e foi revelado a ele. Quem salvou os escritos foi Reginaldo, seu braço direito.

Um fato extra do final da vida de Santo Tomás

Esse foi o 5° fato, mas, para terminar esse texto, acho válido contar para você um pouco sobre uma visão que Santo Tomás teve já no final de sua vida, pouco antes de abandonar a escrita.

Santo Tomás estava rezando na capela do mosteiro. Um frei que passava pela reparou que ele estava sozinho, mas uma voz vinha do crucifixo:

‘Tomás, escreveste bem sobre mim. Que queres receber de mim como recompensa pelo teu trabalho?’

De joelhos, Santo Tomás responde em seu ardor místico: ‘Senhor, nada senão Vós!'”

E esses foram apenas alguns dos muitos fatos interessantes da vida desse grande santo! Para conhecer mais, conheça a biografia de Santo Tomás escrita por Chesterton:

Biografia de Santo Tomás de Chesterton, com vários fatos sobre a vida de Santo Tomás.

Com seu estilo cativante e envolvente, Chesterton narra os fatos mais destacáveis da vida de Santo Tomás e, no mesmo ato, desmonta uma série de rótulos e preconceitos modernos acerca do período medieval e do papel da Igreja. Acima de tudo, o autor inglês prova o quanto a obra do Doutor Angélico permanece não apenas relevante, após todos esses séculos, como talvez a única resposta verdadeiramente racional às alternativas niilistas de nosso tempo.

Torne-se membro do Clube e tenha acesso a loja do assinante. Acesse esta página para conhecer mais sobre a Minha Biblioteca Católica.

Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

    Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.

    Avatar

    Redação MBC

    O que você vai encontrar neste artigo?

    Imagine se o mais santo dos doutores e mais doutor dos santos, Santo Tomás de Aquino, tivesse queimado todos os seus escritos? Ele tentou fazer isso. Já vamos te contar o motivo, mas não só isso, vamos te contar 5 fatos da vida de Santo Tomás que vão te surpreender.

    Fato 1 – Ele perseguiu uma prostituta com um pedaço de madeira em chamas

    É, bem curioso, mas aconteceu.

    Para entender como ele chegou a esse ponto você precisa saber que:

    • A família de Santo Tomás era muito rica, dessas que tinha castelos;
    • Seu pai queria que ele se tornasse monge beneditino, futuro abade do mosteiro de Monte Cassino, o mais famoso do mundo;
    • Mas Santo Tomás conheceu a ordem dos Dominicanos e tinha outros planos, seu pai não aceitou bem isso;
    • A ordem dos dominicanos, como os franciscanos, era mendicante, os monges dependiam de esmolas para sobreviver;
    • Chesterton diz na sua biografia de Santo Tomás que era “como se napoleão quisesse permanecer soldado a vida inteira”
    • Sua família enxergava como um desperdício

    E aí vem a história da prostituta:

    Mandaram uma bela mulher para os seus aposentos, para que ela o seduzisse e ele se entregasse aos prazeres da vida.

    Só não contavam que ele imediatamente pegaria um pedaço de madeira da lareira, ainda incandescente, e perseguisse a prostituta para expulsá-la dos seus aposentos.

    Fato 2 – Era chamado de Boi Mudo

    Vamos para o próximo.

    Santo Tomás foi discípulo de outro grande santo e doutor da Igreja, Santo Anselmo da Cantuária.

    Ele era um menino bem grande. Seus biógrafos o retratam como um homem mais cheinho e muito alto, de tal modo que devia beirar os 2 metros de altura e certamente tinha mais de 100 quilos.

    Outra característica de Santo Tomás é que ele era muito quieto, na dele, como um bom fleumático.

    Unindo seu físico com o seu temperamento, deram a ele um apelido não tão carinhoso: Boi…Mudo.

    Santo Anselmo, tomando conhecimento disso, advertiu a todos:

    “Vocês o chamam de Boi Mudo; eu lhes digo que esse Boi Mudo mugirá tão alto que seus mugidos preencherão o mundo.”

    Fato 3 – Ditava livros ao mesmo tempo

    De fato, Santo Tomás mugiu bem alto e até hoje conhecemos seu mugido por meio de suas obras.

    O que talvez você não saiba — e este é o nosso terceiro fato — é que Santo Tomás era extremamente prolífico, produzia muito.

    Mas ele mesmo não escrevia tanto — boatos que sua letra era um garrancho inelegível a ponto de receber outro apelido, littera unintelligibis, letra ininteligível.

    Qual era a solução? Ele ditava. Mas o fato curioso não é esse.

    Ele não se contentava em ditar apenas um livro, mas três ou quatro livros aos seus secretários ao mesmo tempo… ao mesmo tempo.

    Veja também: Fé em Razão em Santo Tomás.

    Fato 4 – Durante toda a vida, Santo Tomás era meio desligado

    E o curioso é que ele era meio contraditório. Conseguia dividir seus pensamentos entre temas distintos, a ponto de ditar três ou quatro livros ao mesmo tempo, mas também conseguia ser desligado.

    Certa vez, São Luís, rei da França, deu um grande jantar festivo em seu palácio e um dos convidados era o nosso querido Santo Tomás.

    Como já dissemos, ele era um pouco grande, então, teoricamente, chamaria atenção… Um monge mendicante de dois metros de altura e mais de cem quilos.

    Mas incrivelmente ele conseguiu passar despercebido de todos, não conversava com ninguém, não entrava em nenhum assunto. Despercebido até que algo aconteceu. E vamos deixar que Chesterton conte:

    De súbito, as taças saltaram com estrépito e a grande mesa sacudiu, pois o frade descera sobre ela seu punho enorme, feito clava de pedra e com fragor de explosão, assustando a todos, e bradou com voz forte, como alguém que desperta de um sonho: “E isso vai silenciar os maniqueus!”.

    Um gênio distraído — típico fleumático.

    Confira: dicas de estudos de Santo Tomás.

    Fato 5 – Ele quis queimar todos os seus escritos

    E vamos para o quinto fato: quase perdemos tudo o que Santo Tomás escreveu.

    Não por causa de algum desastre, mas porque o próprio Santo quis queimar seus escritos.

    Em 6 de dezembro de 1273, após celebrar uma Missa, houve uma grande mudança, percebida por todos os seus assistentes. Ele não quis mais escrever. Ele passa a considerar seus escritos como palha, em comparação com aquilo que viu e foi revelado a ele. Quem salvou os escritos foi Reginaldo, seu braço direito.

    Um fato extra do final da vida de Santo Tomás

    Esse foi o 5° fato, mas, para terminar esse texto, acho válido contar para você um pouco sobre uma visão que Santo Tomás teve já no final de sua vida, pouco antes de abandonar a escrita.

    Santo Tomás estava rezando na capela do mosteiro. Um frei que passava pela reparou que ele estava sozinho, mas uma voz vinha do crucifixo:

    ‘Tomás, escreveste bem sobre mim. Que queres receber de mim como recompensa pelo teu trabalho?’

    De joelhos, Santo Tomás responde em seu ardor místico: ‘Senhor, nada senão Vós!'”

    E esses foram apenas alguns dos muitos fatos interessantes da vida desse grande santo! Para conhecer mais, conheça a biografia de Santo Tomás escrita por Chesterton:

    Biografia de Santo Tomás de Chesterton, com vários fatos sobre a vida de Santo Tomás.

    Com seu estilo cativante e envolvente, Chesterton narra os fatos mais destacáveis da vida de Santo Tomás e, no mesmo ato, desmonta uma série de rótulos e preconceitos modernos acerca do período medieval e do papel da Igreja. Acima de tudo, o autor inglês prova o quanto a obra do Doutor Angélico permanece não apenas relevante, após todos esses séculos, como talvez a única resposta verdadeiramente racional às alternativas niilistas de nosso tempo.

    Torne-se membro do Clube e tenha acesso a loja do assinante. Acesse esta página para conhecer mais sobre a Minha Biblioteca Católica.

    Avatar

    Redação MBC

    Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

      Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.