Devido à tragédia climática no RS, os prazos de entrega poderão ser afetados.
Formação

Clássicos: 8 livros que todo católico precisa ler

A leitura é parte fundamental da vida espiritual. Neste artigo, conheça 8 livros clássicos que todo católico precisa ler.

Clássicos: 8 livros que todo católico precisa ler
Formação

Clássicos: 8 livros que todo católico precisa ler

A leitura é parte fundamental da vida espiritual. Neste artigo, conheça 8 livros clássicos que todo católico precisa ler.

Data da Publicação: 27/10/2023
Tempo de leitura:
Autor: Redação MBC
Data da Publicação: 27/10/2023
Tempo de leitura:
Autor: Redação MBC

O que são livros clássicos?


Os clássicos são livros que perduram ao longo do tempo e que se mantém como balizadores, como norteadores daquilo que entendemos como cultura.

E, como o catolicismo não é somente uma religião moral, já que tem uma dimensão intelectual e espiritual, ele também se propaga pela cultura. 

Ou seja, a cultura católica existe especialmente a partir daquilo que tem de muito diferente, acima de todas as outras coisas dentro do catolicismo: a espiritualidade.

Portanto, os clássicos são os grandes livros de espiritualidade que o catolicismo foi capaz de produzir e que marcaram a história a partir dos escritos, seus autores e do seu impacto dentro da sociedade.

São livros que forjaram grandes santos e formaram gerações.

Livros que duraram, às vezes, mais de mil anos — como no caso de Confissões de Santo Agostinho —, que marcaram a história do catolicismo.

Qual a importância dos clássicos na espiritualidade católica?


Os clássicos, na espiritualidade, são uma grande ferramenta, um grande auxílio para aquilo que entendemos como santidade: a busca incansável por ser cada vez mais semelhante a Nosso Senhor Jesus Cristo. 

E, no decorrer deste processo, é comum perceber que há uma quantidade enorme de livros disponíveis. Há muita literatura — e, consequentemente, muitos conceitos diferentes. 

Então, como é que se garante segurança? Como é que você sabe que um livro é de confiança, que ele funciona e que o conteúdo é validado pela Igreja?

É para isso que existem os clássicos da espiritualidade!

São eles que vão te ensinar como rezar, porque rezar, o que a oração muda em você,  como superar as dificuldades, como fazer quando os inimigos — que são mundo, o demônio e a carne — combaterem contra você.

E a MBC, desde a sua origem, edita grandes clássicos da espiritualidade com o máximo zelo. 

Por isso, neste post, trouxemos obras da Tradição da Igreja que já foram publicadas por nós e que devem fazer parte do seu plano de leitura espiritual.

Vamos às dicas:

8 clássicos da espiritualidade que todo católico precisa ler


1. Filoteia


Também conhecido como “Introdução à vida devota”, Filoteia tornou-se um clássico da espiritualidade católica. 

Escrito por São Francisco de Sales, trata-se de uma obra com conselhos preciosos para todo aquele que quer crescer na vivência da espiritualidade católica. 

2. Confissões


Confissões, de Santo Agostinho, é um livro que inaugura o gênero da autobiografia como história da formação de uma personalidade e é um marco não apenas na história da literatura católica, mas de toda a literatura ocidental. 

Redigido no século IV, é ainda hoje um livro surpreendente. O santo elabora uma nova maneira de fazer filosofia, em uma obra indispensável a todo fiel católico.

3. Subida do Monte Carmelo


Uma obra que trata, de modo poético e teológico, o caminho que a alma deve trilhar até chegar à união completa com Deus. 

Escrita pelo grande poeta e místico espanhol, São João da Cruz — reformador do Carmelo masculino e amigo de Santa Teresa d’Ávila — expõe com máxima clareza o caminho da alma até a união mística com Jesus Cristo. 

4. Castelo Interior ou Moradas


A obra mais famosa de Santa Teresa d’Ávila, “Castelo Interior” conta detalhadamente a doutrina mística desta santa e doutor da Igreja, denominada como “As 7 Moradas”, que nos trazem também a vida de piedade e proximidade com Deus. 

Fazendo uma alegoria entre a alma humana e um castelo, Santa Teresa d’Ávila fala sobre todas as etapas que uma alma percorre até chegar à sétima e última morada deste castelo interior, onde alcança a união completa com Deus.

5. Escada do Paraíso


A Escada é um tratado completo de vida espiritual, em que São João Clímaco descreve o caminho do monge, desde a renúncia ao mundo até à perfeição do amor. 

É uma travessia que se desenvolve através de trinta degraus —  que representam os trinta anos de Jesus antes da vida pública — cada degrau interligado ao seguinte. 

Nas palavras de Bento XVI: “Sem dúvida, o conjunto destes degraus constitui o mais importante tratado de estratégia espiritual que possuímos.” 

6. Vida de São Bento + Regra de São Bento


O livro “Vida de São Bento”, escrito por São Gregório Magno, é uma biografia completíssima de São Bento, Padroeiro da Europa. 

Em edição exclusiva, o livro também conta com a “Regra” de São Bento, que é considerada “Carta Magna” —  ou seja: uma obra semi-inspirada pelo Espírito Santo.

7. Imitação de Cristo


Sendo um dos maiores clássicos do catolicismo, este é o segundo livro cristão mais publicado e lido no mundo, atrás apenas da Bíblia Sagrada — e muitos são os santos que dele se beneficiaram e o usaram como livro de cabeceira. 

O livro propõe a profundidade da vida interior e o diálogo constante da alma com Cristo, em busca de Sua perfeita imitação. Trata-se certamente de uma obra extremamente necessária para o resgate da espiritualidade católica no mundo moderno.

8. Prática do Amor a Jesus Cristo


Santo Afonso de Ligório é um dos santos mais especiais da história da Igreja e seus escritos nos aprofundam na vivência da espiritualidade da fé católica.

 Nesta obra, você terá acesso a um clássico sacerdotal que até hoje inspira todos os fiéis católicos que dele se aproximam, e descobrir através das palavras de um grande santo como praticar o amor por Jesus Cristo de forma mais perfeita.

Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

    Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.

    Avatar

    Redação MBC

    O que você vai encontrar neste artigo?

    O que são livros clássicos?


    Os clássicos são livros que perduram ao longo do tempo e que se mantém como balizadores, como norteadores daquilo que entendemos como cultura.

    E, como o catolicismo não é somente uma religião moral, já que tem uma dimensão intelectual e espiritual, ele também se propaga pela cultura. 

    Ou seja, a cultura católica existe especialmente a partir daquilo que tem de muito diferente, acima de todas as outras coisas dentro do catolicismo: a espiritualidade.

    Portanto, os clássicos são os grandes livros de espiritualidade que o catolicismo foi capaz de produzir e que marcaram a história a partir dos escritos, seus autores e do seu impacto dentro da sociedade.

    São livros que forjaram grandes santos e formaram gerações.

    Livros que duraram, às vezes, mais de mil anos — como no caso de Confissões de Santo Agostinho —, que marcaram a história do catolicismo.

    Qual a importância dos clássicos na espiritualidade católica?


    Os clássicos, na espiritualidade, são uma grande ferramenta, um grande auxílio para aquilo que entendemos como santidade: a busca incansável por ser cada vez mais semelhante a Nosso Senhor Jesus Cristo. 

    E, no decorrer deste processo, é comum perceber que há uma quantidade enorme de livros disponíveis. Há muita literatura — e, consequentemente, muitos conceitos diferentes. 

    Então, como é que se garante segurança? Como é que você sabe que um livro é de confiança, que ele funciona e que o conteúdo é validado pela Igreja?

    É para isso que existem os clássicos da espiritualidade!

    São eles que vão te ensinar como rezar, porque rezar, o que a oração muda em você,  como superar as dificuldades, como fazer quando os inimigos — que são mundo, o demônio e a carne — combaterem contra você.

    E a MBC, desde a sua origem, edita grandes clássicos da espiritualidade com o máximo zelo. 

    Por isso, neste post, trouxemos obras da Tradição da Igreja que já foram publicadas por nós e que devem fazer parte do seu plano de leitura espiritual.

    Vamos às dicas:

    8 clássicos da espiritualidade que todo católico precisa ler


    1. Filoteia


    Também conhecido como “Introdução à vida devota”, Filoteia tornou-se um clássico da espiritualidade católica. 

    Escrito por São Francisco de Sales, trata-se de uma obra com conselhos preciosos para todo aquele que quer crescer na vivência da espiritualidade católica. 

    2. Confissões


    Confissões, de Santo Agostinho, é um livro que inaugura o gênero da autobiografia como história da formação de uma personalidade e é um marco não apenas na história da literatura católica, mas de toda a literatura ocidental. 

    Redigido no século IV, é ainda hoje um livro surpreendente. O santo elabora uma nova maneira de fazer filosofia, em uma obra indispensável a todo fiel católico.

    3. Subida do Monte Carmelo


    Uma obra que trata, de modo poético e teológico, o caminho que a alma deve trilhar até chegar à união completa com Deus. 

    Escrita pelo grande poeta e místico espanhol, São João da Cruz — reformador do Carmelo masculino e amigo de Santa Teresa d’Ávila — expõe com máxima clareza o caminho da alma até a união mística com Jesus Cristo. 

    4. Castelo Interior ou Moradas


    A obra mais famosa de Santa Teresa d’Ávila, “Castelo Interior” conta detalhadamente a doutrina mística desta santa e doutor da Igreja, denominada como “As 7 Moradas”, que nos trazem também a vida de piedade e proximidade com Deus. 

    Fazendo uma alegoria entre a alma humana e um castelo, Santa Teresa d’Ávila fala sobre todas as etapas que uma alma percorre até chegar à sétima e última morada deste castelo interior, onde alcança a união completa com Deus.

    5. Escada do Paraíso


    A Escada é um tratado completo de vida espiritual, em que São João Clímaco descreve o caminho do monge, desde a renúncia ao mundo até à perfeição do amor. 

    É uma travessia que se desenvolve através de trinta degraus —  que representam os trinta anos de Jesus antes da vida pública — cada degrau interligado ao seguinte. 

    Nas palavras de Bento XVI: “Sem dúvida, o conjunto destes degraus constitui o mais importante tratado de estratégia espiritual que possuímos.” 

    6. Vida de São Bento + Regra de São Bento


    O livro “Vida de São Bento”, escrito por São Gregório Magno, é uma biografia completíssima de São Bento, Padroeiro da Europa. 

    Em edição exclusiva, o livro também conta com a “Regra” de São Bento, que é considerada “Carta Magna” —  ou seja: uma obra semi-inspirada pelo Espírito Santo.

    7. Imitação de Cristo


    Sendo um dos maiores clássicos do catolicismo, este é o segundo livro cristão mais publicado e lido no mundo, atrás apenas da Bíblia Sagrada — e muitos são os santos que dele se beneficiaram e o usaram como livro de cabeceira. 

    O livro propõe a profundidade da vida interior e o diálogo constante da alma com Cristo, em busca de Sua perfeita imitação. Trata-se certamente de uma obra extremamente necessária para o resgate da espiritualidade católica no mundo moderno.

    8. Prática do Amor a Jesus Cristo


    Santo Afonso de Ligório é um dos santos mais especiais da história da Igreja e seus escritos nos aprofundam na vivência da espiritualidade da fé católica.

     Nesta obra, você terá acesso a um clássico sacerdotal que até hoje inspira todos os fiéis católicos que dele se aproximam, e descobrir através das palavras de um grande santo como praticar o amor por Jesus Cristo de forma mais perfeita.

    Avatar

    Redação MBC

    Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

      Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.