Devido à tragédia climática no RS, os prazos de entrega poderão ser afetados.
Formação

Hábito de leitura: sua vida vai mudar se você o tiver

Livros podem mudar vidas. Mais do que um passa tempo, ter o hábito de leitura pode te transformar, de dentro para fora. Confira neste artigo.

Hábito de leitura: sua vida vai mudar se você o tiver
Formação

Hábito de leitura: sua vida vai mudar se você o tiver

Livros podem mudar vidas. Mais do que um passa tempo, ter o hábito de leitura pode te transformar, de dentro para fora. Confira neste artigo.

Data da Publicação: 25/09/2023
Tempo de leitura:
Autor: Elton Luiz
Data da Publicação: 25/09/2023
Tempo de leitura:
Autor: Elton Luiz

Neste artigo, Elton Luiz, consultor de negócios digitais e one-person business, nos conta sobre a importância do hábito de leitura na sua vida e como ela mudou depois de adquiri-lo.


Minha tia não teve filhos.

Então os sobrinhos viraram os responsáveis por receber todos os presentes que ela daria como mãe.

Para minha sorte (como criança que adorava presentes), ela não teve muitos sobrinhos além de mim, e dos poucos que tinha, eu era o mais interessado em leitura.

Acabei por receber centenas de livros de presente durante minha infância (a maioria vinha daqueles vendedores de porta em porta, que vendiam 3 livros por 10 reais).

Não demorou para eu acumular uma biblioteca infantil invejável, daquelas que têm desde Dom Quixote até inúmeros gibis da Turma da Mônica.

Também não demorou muito para que o efeito da leitura aparecesse na minha vida: eu criava minhas próprias histórias, inventava meus próprios mundos, e, para um filho único, raramente me encontrava sozinho, sem algum bom amigo imaginário parecido com um Sherlock Holmes ou um Cascão.

Como se não bastasse a diversão, comecei a me destacar na escola. Gramática, literatura e redação nunca foram um problema, e a facilidade para entender todas as outras matérias (e enunciados de provas) era visível em comparação com a maioria dos alunos.

A leitura mudou a minha vida desde muito pequeno — e é até hoje o hábito mais importante que tenho, junto da oração.

Por isso, ao longo das próximas cartas, pretendo te mostrar:

  1. Como criar o hábito da leitura.
  2. Como escolher que livros ler.
  3. Como colocar em prática o que lê e mudar sua vida (sem exagero).

Como criar o hábito da leitura

moça em uma biblioteca, com hábito de leitura.

Você precisa aprender a gostar de ler, vamos deixar isso bem claro desde já.

Ler é aquela coisa assustadora e chata que te lembra sua professora do Ensino Fundamental e aquelas aulas que (me desculpe o francês) eram um porre.

Se você comparar a página de um livro com o feed de reels do Instagram, aí mesmo que a leitura vira a coisa mais insuportável da face da terra.

Mas eu te garanto: ler é divertido pra caramba!

Por isso, de cara: comece por algum livro que é conhecido por ser muito gostoso de ler.

Minhas sugestões:

  • Uma canção de Natal — Charles Dickens.
  • O médico e o monstro — Stevenson.
  • Volta ao mundo em 80 dias — Jules Verne.
  • O velho e o mar — Ernest Hemingway.

Eu poderia sugerir dezenas de títulos aqui, mas aí essa carta viraria apenas uma lista de leitura, e não é essa minha intenção.

Existem algumas coisas em comum nesses livros que indiquei:

  • São fáceis de ler.
  • São curtos.
  • São histórias.

É melhor começar por livros assim. Livros longos demais tendem a assustar, e se, ainda por cima, forem difíceis, você vai procrastinar muito mais que ler.

Mas talvez você comece um desses livros e… não goste.

Não tem problema. Deixe o livro em questão de lado e comece outro.

Comece quantos for preciso até que um deles segure sua atenção (que, no começo, é fraca pela falta de hábito e precisa ser compensada por um texto que mova seus ânimos).

Confira ainda outras dicas de leitura.

Dicas práticas para desenvolver o hábito de leitura

Ok, com isso entendido, vamos à parte burocrática (e até óbvia para alguns):

1 → É melhor ter um horário fixo para ler. Por quê? Simplesmente porque seu corpo reconhece melhor um comportamento quando ele é repetido sempre do mesmo jeito.

E é melhor ler de manhã, de tarde ou de noite?

Depende. Mesmo.

Você vai ter que descobrir.

Eu prefiro ler de manhã, bem cedo, mas tem gente que detesta.

Experimente. Mas não experimente pouco, não. Passe uns 30 dias lendo um pouco em cada período, algo como 15 minutos cedo, 15 de tarde e 15 à noite.

Em um mês você terá uma ideia melhor de qual seu horário preferido.

2 → É melhor ter um local fixo também. Pelo mesmo motivo do ponto anterior.

Como eu gosto de um lugar escurinho só com uma luminária com lâmpada amarela iluminando unicamente o livro.

É por isso que adoro levantar bem cedo, antes do sol, só para me sentar na minha mesa ou na poltrona da sala e ler enquanto a casa ainda está em silêncio e o dia ainda não começou.

Escolha um local e garanta que ele seja aconchegante o suficiente para deixar a leitura gostosa, mas não aconchegante demais para que você queira dormir enquanto lê.

3 → Ler pode até ser chato de vez em quando, mas um café é sempre bom demais.

hábito de leitura e café

É o seguinte: se você associar a leitura a algum outro hábito que você gosta muito, vai ser mais fácil de ler todos os dias.

Eu, por exemplo, só leio com um bom café por perto ou enquanto pedalo na academia (sim, eu gosto de pedalar).

Que hábito você tem que gosta muito e pode associar à leitura? Escolha alguns e teste (ou até crie novos hábitos; que tal um chá ou, sei lá, uma cervejinha para acompanhar?).

4 → Quem tem um porquê aguenta qualquer como.

Você já deve ter ouvido essa frase alguma vez na sua vida, certo?

Qual a ideia aqui? Se você sabe por que está fazendo algo, as chances de perseverar naquilo aumentam drasticamente.

Por que ler? Ora, porque:

  • Você fica mais inteligente.
  • Você descobre novos mundos e novas vidas (reais ou imaginárias — que tal a vida de Santo Inácio? Essa mudou a minha).
  • Você se aproxima de Deus (a leitura foi a chave da minha conversão).
  • Você aprende novas habilidades (e melhora no trabalho e nas suas relações).

Resumindo

De novo, eu poderia ficar aqui listando benefícios da leitura, mas aí eu acabaria perdendo o fio da meada dessa carta.

Deixa eu resumir essa primeira parte aqui para você:

  1. Ler é um dos melhores (se não o melhor) jeitos de ganhar conhecimento. Você deveria ler todos os dias, porque isso vai mudar sua vida.
  2. Escolha um horário e um local fixos para começar. Depois de estar habituado, aí você pode ler até de ponta cabeça se quiser (eu já tentei, não recomendo).
  3. Associe a leitura a outros hábitos que você gosta.
  4. Encontre uma razão forte para ler. A minha maior razão é o encontro com a Verdade, ou seja, o próprio Deus.

Confira também: Como ler livros?

Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

    Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.

    Elton Luiz

    Elton Luiz é consultor de negócios digitais e one-person business, criador d'O Reino do Conteúdo e d'O Contado. Acesse seu perfil no instagram e conheça mais sobre o autor: @eltonluizsf

    O que você vai encontrar neste artigo?

    Neste artigo, Elton Luiz, consultor de negócios digitais e one-person business, nos conta sobre a importância do hábito de leitura na sua vida e como ela mudou depois de adquiri-lo.


    Minha tia não teve filhos.

    Então os sobrinhos viraram os responsáveis por receber todos os presentes que ela daria como mãe.

    Para minha sorte (como criança que adorava presentes), ela não teve muitos sobrinhos além de mim, e dos poucos que tinha, eu era o mais interessado em leitura.

    Acabei por receber centenas de livros de presente durante minha infância (a maioria vinha daqueles vendedores de porta em porta, que vendiam 3 livros por 10 reais).

    Não demorou para eu acumular uma biblioteca infantil invejável, daquelas que têm desde Dom Quixote até inúmeros gibis da Turma da Mônica.

    Também não demorou muito para que o efeito da leitura aparecesse na minha vida: eu criava minhas próprias histórias, inventava meus próprios mundos, e, para um filho único, raramente me encontrava sozinho, sem algum bom amigo imaginário parecido com um Sherlock Holmes ou um Cascão.

    Como se não bastasse a diversão, comecei a me destacar na escola. Gramática, literatura e redação nunca foram um problema, e a facilidade para entender todas as outras matérias (e enunciados de provas) era visível em comparação com a maioria dos alunos.

    A leitura mudou a minha vida desde muito pequeno — e é até hoje o hábito mais importante que tenho, junto da oração.

    Por isso, ao longo das próximas cartas, pretendo te mostrar:

    1. Como criar o hábito da leitura.
    2. Como escolher que livros ler.
    3. Como colocar em prática o que lê e mudar sua vida (sem exagero).

    Como criar o hábito da leitura

    moça em uma biblioteca, com hábito de leitura.

    Você precisa aprender a gostar de ler, vamos deixar isso bem claro desde já.

    Ler é aquela coisa assustadora e chata que te lembra sua professora do Ensino Fundamental e aquelas aulas que (me desculpe o francês) eram um porre.

    Se você comparar a página de um livro com o feed de reels do Instagram, aí mesmo que a leitura vira a coisa mais insuportável da face da terra.

    Mas eu te garanto: ler é divertido pra caramba!

    Por isso, de cara: comece por algum livro que é conhecido por ser muito gostoso de ler.

    Minhas sugestões:

    • Uma canção de Natal — Charles Dickens.
    • O médico e o monstro — Stevenson.
    • Volta ao mundo em 80 dias — Jules Verne.
    • O velho e o mar — Ernest Hemingway.

    Eu poderia sugerir dezenas de títulos aqui, mas aí essa carta viraria apenas uma lista de leitura, e não é essa minha intenção.

    Existem algumas coisas em comum nesses livros que indiquei:

    • São fáceis de ler.
    • São curtos.
    • São histórias.

    É melhor começar por livros assim. Livros longos demais tendem a assustar, e se, ainda por cima, forem difíceis, você vai procrastinar muito mais que ler.

    Mas talvez você comece um desses livros e… não goste.

    Não tem problema. Deixe o livro em questão de lado e comece outro.

    Comece quantos for preciso até que um deles segure sua atenção (que, no começo, é fraca pela falta de hábito e precisa ser compensada por um texto que mova seus ânimos).

    Confira ainda outras dicas de leitura.

    Dicas práticas para desenvolver o hábito de leitura

    Ok, com isso entendido, vamos à parte burocrática (e até óbvia para alguns):

    1 → É melhor ter um horário fixo para ler. Por quê? Simplesmente porque seu corpo reconhece melhor um comportamento quando ele é repetido sempre do mesmo jeito.

    E é melhor ler de manhã, de tarde ou de noite?

    Depende. Mesmo.

    Você vai ter que descobrir.

    Eu prefiro ler de manhã, bem cedo, mas tem gente que detesta.

    Experimente. Mas não experimente pouco, não. Passe uns 30 dias lendo um pouco em cada período, algo como 15 minutos cedo, 15 de tarde e 15 à noite.

    Em um mês você terá uma ideia melhor de qual seu horário preferido.

    2 → É melhor ter um local fixo também. Pelo mesmo motivo do ponto anterior.

    Como eu gosto de um lugar escurinho só com uma luminária com lâmpada amarela iluminando unicamente o livro.

    É por isso que adoro levantar bem cedo, antes do sol, só para me sentar na minha mesa ou na poltrona da sala e ler enquanto a casa ainda está em silêncio e o dia ainda não começou.

    Escolha um local e garanta que ele seja aconchegante o suficiente para deixar a leitura gostosa, mas não aconchegante demais para que você queira dormir enquanto lê.

    3 → Ler pode até ser chato de vez em quando, mas um café é sempre bom demais.

    hábito de leitura e café

    É o seguinte: se você associar a leitura a algum outro hábito que você gosta muito, vai ser mais fácil de ler todos os dias.

    Eu, por exemplo, só leio com um bom café por perto ou enquanto pedalo na academia (sim, eu gosto de pedalar).

    Que hábito você tem que gosta muito e pode associar à leitura? Escolha alguns e teste (ou até crie novos hábitos; que tal um chá ou, sei lá, uma cervejinha para acompanhar?).

    4 → Quem tem um porquê aguenta qualquer como.

    Você já deve ter ouvido essa frase alguma vez na sua vida, certo?

    Qual a ideia aqui? Se você sabe por que está fazendo algo, as chances de perseverar naquilo aumentam drasticamente.

    Por que ler? Ora, porque:

    • Você fica mais inteligente.
    • Você descobre novos mundos e novas vidas (reais ou imaginárias — que tal a vida de Santo Inácio? Essa mudou a minha).
    • Você se aproxima de Deus (a leitura foi a chave da minha conversão).
    • Você aprende novas habilidades (e melhora no trabalho e nas suas relações).

    Resumindo

    De novo, eu poderia ficar aqui listando benefícios da leitura, mas aí eu acabaria perdendo o fio da meada dessa carta.

    Deixa eu resumir essa primeira parte aqui para você:

    1. Ler é um dos melhores (se não o melhor) jeitos de ganhar conhecimento. Você deveria ler todos os dias, porque isso vai mudar sua vida.
    2. Escolha um horário e um local fixos para começar. Depois de estar habituado, aí você pode ler até de ponta cabeça se quiser (eu já tentei, não recomendo).
    3. Associe a leitura a outros hábitos que você gosta.
    4. Encontre uma razão forte para ler. A minha maior razão é o encontro com a Verdade, ou seja, o próprio Deus.

    Confira também: Como ler livros?

    Elton Luiz

    Elton Luiz é consultor de negócios digitais e one-person business, criador d'O Reino do Conteúdo e d'O Contado. Acesse seu perfil no instagram e conheça mais sobre o autor: @eltonluizsf

    Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

      Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.