Devido à tragédia climática no RS, os prazos de entrega poderão ser afetados.
Formação

Arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael

Saiba quem são os Arcanjos, como eles aparecem nas Escrituras e como se dá a sua ação na nossa vida espiritual.

Arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael
Formação

Arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael

Saiba quem são os Arcanjos, como eles aparecem nas Escrituras e como se dá a sua ação na nossa vida espiritual.

Data da Publicação: 29/09/2023
Tempo de leitura:
Autor: Redação MBC
Data da Publicação: 29/09/2023
Tempo de leitura:
Autor: Redação MBC

A Igreja reconhece e nomeia três Arcanjos que desempenham papéis significativos na hierarquia celestial e têm participação em momentos importantes das Sagradas Escrituras.

Neste artigo, abordaremos a missão destes três Arcanjos, além de como são retratados na Bíblia e qual a sua influência na nossa vida espiritual.

Os Arcanjos na Igreja Católica

Quem são os arcanjos?

Os arcanjos são anjos que se destacam pela sua proximidade com Deus e pela importância de suas missões. Sendo assim, eles desempenham papéis fundamentais na existência humana, atuando como mensageiros divinos.

Diferentemente dos anjos — que têm a guarda de cada pessoa em particular, a fim de orientá-la e protegê-la, lidando com questões mais cotidianas —, os arcanjos são os principais intermediários entre os mortais e Deus e se dedicam a vários aspectos da vida humana. 

Quais são os arcanjos?

Na tradição católica, Miguel, Gabriel e Rafael são os principais Arcanjos reconhecidos. Miguel é conhecido como o líder dos exércitos celestiais, protetor dos fiéis e defensor contra as forças do mal; Gabriel é o mensageiro divino, famoso por anunciar o nascimento de Jesus a Maria; e Rafael é associado à cura e à assistência divina.

Qual é o dia dos arcanjos?

A Igreja Católica celebra a festa dos Arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael em 29 de setembro, conhecida como a “Festa dos Santos Arcanjos”. Neste dia, os fiéis honram esses mensageiros celestiais, reconhecendo sua importância na história da salvação e pedindo sua intercessão. 

Conheça a Novena ao Anjo da Guarda.

A hierarquia celeste

Na teologia católica, a hierarquia celestial é composta por nove coros angelicais divididos em três hierarquias distintas. Essas hierarquias representam a ordem e a função dos anjos no plano divino. Nesse sentido, a primeira hierarquia é a mais próxima de Deus e se concentra na adoração e na glorificação divina. Os coros nesta hierarquia incluem os Serafins, os Querubins e os Tronos.

Em seguida, Dominações, Potestades e Virtudes são os coros que fazem parte da segunda hierarquia. Sua função consiste em dirigir os planos da eterna sabedoria divina, bem como transmiti-los aos anjos da terceira hierarquia, que têm a responsabilidade de vigiar a humanidade.

Por fim, a terceira hierarquia é a mais próxima da humanidade e compreende os Principados, os Arcanjos e os Anjos. Ainda que os Arcanjos se encontrem nesta categoria — por desempenharem missões de maior importância junto aos homens —, eles são profundos conhecedores dos mistérios divinos e, portanto, muito próximos de Deus.

Saiba o que a Igreja ensina sobre Anjos e Demônios.

São Miguel Arcanjo

Na tradição católica, São Miguel é considerado o Príncipe dos Anjos e é conhecido por lutar contra as forças do mal, defendendo constantemente a fé e a Igreja. Seu nome, “Miguel”, significa “Quem é como Deus?” — refletindo a sua posição como defensor da fé e combatente contra o mal.

A imagem do Arcanjo Miguel é representada sempre por um anjo com uma espada desembainhada, a fim de demonstrar a sua disposição para lutar contra as forças do mal em defesa da fé e da Igreja.

Um episódio notável associado a São Miguel ocorreu em 1884, quando o Papa Leão XIII teve uma visão aterrorizante de demônios atacando a Igreja quase a ponto de destruí-la. Em resposta, ele compôs uma oração a São Miguel Arcanjo, pedindo sua intervenção protetora. 1

Esta oração, composta por Leão XIII, foi disseminada a todos os bispos e continua sendo recitada pelos fiéis como uma súplica contra as forças das trevas:

São Miguel Arcanjo, defendei-nos no combate.
Sede o nosso refúgio contra as maldades e ciladas do demônio.
Que Deus manifeste o seu poder sobre ele. Eis a nossa humilde súplica.
E vós, Príncipe da Milícia Celeste, com o poder que Deus vos conferiu,
precipitai no inferno Satanás e os outros espíritos malignos,
que andam pelo mundo tentando as almas. Amém.

Conheça a Quaresma de São Miguel.

São Miguel na Bíblia

No livro de Daniel

No Livro de Daniel, no capítulo 10, encontramos duas referências a São Miguel Arcanjo. O chefe do reino persa resistiu-me durante vinte e um dias; porém, Miguel, um dos principais chefes, veio em meu socorro. Permaneci assim ao lado dos reis da Pérsia. 2

Neste versículo, um anjo fala com Daniel e revela que ele enfrentou resistência espiritual do chefe do reino persa — também um ser espiritual —, enquanto tentava entregar uma mensagem divina. No entanto, São Miguel Arcanjo, um dos principais chefes celestiais, veio em auxílio do anjo, permitindo que a mensagem fosse entregue. Isso ressalta a intervenção de São Miguel como um protetor contra as forças espirituais adversárias.

Em seguida, outro versículo destaca que não há defensor contra os adversários espirituais, exceto Miguel, o chefe celestial: Contra esses adversários não há ninguém que me defenda a não ser Miguel, vosso chefe. 3

Ainda no livro de Daniel, encontramos Naquele tempo, surgirá Miguel, o grande chefe, o protetor dos filhos do seu povo. Será uma época de tal desolação, como jamais houve igual desde que as nações existem até aquele momento. Então, entre os filhos de teu povo, serão salvos todos aqueles que se acharem inscritos no livro. 4

Este versículo fala sobre um momento futuro de desolação e afirma que, naquele tempo, surgirá São Miguel, o grande chefe, como o protetor dos filhos do povo de Deus. Isso indica que São Miguel desempenha um papel crucial na proteção e salvação dos fiéis durante os períodos de desafio espiritual.

Na Carta de São Judas e no livro de Apocalipse

O episódio mais conhecido envolvendo São Miguel Arcanjo nas Escrituras é descrito no Livro de Apocalipse: Houve uma batalha no céu. Miguel e seus anjos tiveram de combater o Dragão. O Dragão e seus anjos travaram combate, mas não prevaleceram. E já não houve lugar no céu para eles. Foi então precipitado o grande Dragão, a primitiva Serpente, chamado Demônio e Satanás, o sedutor do mundo inteiro. Foi precipitado na terra, e com ele os seus anjos. 5

Por fim, há também menção a São Miguel na carta de São Judas: Ora, quando o arcanjo Miguel discutia com o demônio e lhe disputava o corpo de Moisés, não ousou fulminar contra ele uma sentença de execração, mas disse somente: Que o próprio Senhor te repreenda! 6 Esta é uma alusão de Judas a um livro apócrifo “Assunção de Moisés”, no qual Miguel disputa com o diabo que reclama o corpo de Moisés após sua morte.

São Gabriel Arcanjo

São Gabriel Arcanjo desempenha um papel fundamental na história da fé cristã, sendo conhecido como o mensageiro celestial de Deus. O evento mais famoso associado a São Gabriel é a Anunciação, quando ele anunciou a Maria que ela conceberia e daria à luz Jesus, o Filho de Deus.

Além disso, São Gabriel é considerado o Padroeiro das Comunicações, devido ao seu papel como mensageiro divino. Ele é invocado por aqueles que trabalham em áreas relacionadas à comunicação, como rádio, televisão e tecnologia. A sua proteção celeste foi estendida a essas profissões pelo Papa Pio XII. 7

São Gabriel na Bíblia

Ave, cheia de graça, o Senhor está contigo… Eis que conceberás um filho e lhe darás o nome de Jesus. Ele será grande e será chamado Filho do Altíssimo […] 8 Este anúncio, narrado no Evangelho de São Lucas, é o mais conhecido do Arcanjo Gabriel — é a Anunciação, cuja festa litúrgica a Igreja celebra a 25 de março. 

Também no Evangelho de São Lucas, o Arcanjo Gabriel aparece anunciando a Zacarias o nascimento de João Batista: Ora, exercendo Zacarias diante de Deus as funções de sacerdote, na ordem da sua classe […] Apareceu-lhe então um anjo do Senhor […] “Não temas, Zaca­rias, porque foi ouvida a tua oração: Isabel, tua mulher, vai dar-te um filho, e tu o chamarás João […]” 9

No Evangelho de São Mateus, embora não seja explicitamente mencionado, de acordo com a tradição, o anjo que aparece a José em um sonho para explicar que Maria concebeu por obra do Espírito Santo é o Arcanjo Gabriel: José, seu esposo, que era homem de bem, não querendo difamá-la, resolveu rejeitá-la secretamente. Enquanto assim pensava, eis que um anjo do Senhor lhe apareceu em sonhos e lhe disse: “José, filho de Davi, não temas receber Maria por esposa, pois o que nela foi concebido vem do Espírito Santo. […]” 10

Além disso, São Gabriel está presente em outras passagens da Bíblia, como no Livro de Daniel, no qual ele aparece para explicar visões misteriosas ao profeta:

Ora, enquanto eu contemplava essa visão e procurava o significado, vi, de pé diante de mim, um ser em forma humana, e ouvi uma voz humana vinda do meio do Ulai: “Gabriel” – gritava –, “explica-lhe a visão”. Dirigiu-se então em direção ao lugar onde eu me achava. À sua aproximação, fiquei apavorado e caí com a face em terra.11

Ainda no livro de Daniel, lemos: Eu falava ainda, pedindo, confessando meu pecado e o de meu povo de Israel, depositando aos pés do Senhor, meu Deus, minha súplica pelo seu monte santo; não havia terminado essa prece, quando se aproximou de mim, em um relance era a hora da oblação da noite, Gabriel, o ser que eu havia visto antes em visão. Deu-me, para meu conhecimento, as seguintes explicações: “Daniel, vim aqui agora para te informar. […]” 12

São Rafael Arcanjo

O nome Rafael tem origem no hebraico e carrega o significado de “Deus te cura” ou “Medicina de Deus”. Ele é reconhecido como um dos três Arcanjos mencionados na Bíblia. Sua presença é notável no livro de Tobias, onde ele se identifica da seguinte forma: Eu sou o anjo Rafael, um dos sete que assistimos na presença do Senhor […] 13

São Rafael na Bíblia

São Rafael desempenha um papel central no Livro de Tobias, único livro sagrado que menciona o Arcanjo. A história começa com Tobit, um homem virtuoso que perde a visão e instrui seu filho, Tobias, a realizar uma jornada para recuperar uma dívida.

Seu pai disse-lhe: “Tenho comigo o seu recibo. […] Vai procurar um homem de confiança que te possa acompanhar, mediante uma retribuição. […] Tendo saído, Tobias encontrou um jovem de belo aspecto, equipado como para uma viagem. Sem saber que se tratava de um anjo de Deus, ele o saudou e disse-lhe: “De onde és tu, ó bom jovem?” 14

Durante a viagem, eles enfrentam desafios, incluindo um ataque de um grande peixe no rio Tigre. Com a orientação de São Rafael, Tobias supera esses obstáculos e até mesmo coleta partes do peixe para curar a cegueira de seu pai, Tobit.

Outro aspecto notável da história é a união de Tobias e Sara. Sara havia perdido sete maridos, todos mortos pelo demônio Asmodeus. Com a ajuda de São Rafael, Tobias e Sara conseguem superar esse desafio e se casam.

Por fim, São Rafael revela sua verdadeira identidade como um dos sete anjos que estão sempre na presença de Deus: Eu sou o anjo Rafael, um dos sete que assistimos na presença do Senhor […] 13 Ele explica que foi enviado por Deus em resposta às orações e à caridade de Tobias e Tobit. 15

Os Arcanjos e a nossa vida espiritual

A existência dos anjos é uma verdade da fé. Eles são servos de Deus e Seus mensageiros, executando Suas ordens com poder e obediência, sempre atentos à Sua vontade. Os arcanjos, em particular, desempenham papéis fundamentais na realização do plano divino, especialmente em relação à salvação da humanidade.

Os Arcanjos, por estarem mais próximos da experiência humana, são como sinais vivos da presença de Deus em nossas vidas. Eles nos auxiliam em nossa busca pela santidade, cumprindo suas missões únicas. Gabriel nos lembra da importância de ouvir e acolher as mensagens divinas. Rafael, o curador, pode ajudar a curar nossa cegueira espiritual e nos guiar em nosso caminho. São Miguel, o defensor, protege-nos no combate espiritual, sendo um escudo para nós e para a Igreja.

Os anjos são dons de Deus, fornecidos para nos auxiliar em nossa jornada terrena, cooperando em nosso benefício e proteção. Eles nos lembram de que estamos sob o cuidado constante de Deus.

Cada um de nós deve educar-se para sentir os três Arcanjos como amigos e protectores junto de Deus e invocá-los frequente e confiadamente. Eles dão-nos conforto e luz chamando-nos para o céu e para aqueles supremos mistérios da fé, que para o céu mesmo nos guiam. 16Se você deseja saber mais sobre a doutrina dos Anjos, conheça uma obra completa sobre o mundo angélico: Os Santos Anjos e a Hierarquia Celeste. Nesta leitura, você encontrará qual é o papel dos anjos, como eles nos auxiliam,  quais são as aparições angélicas, como os santos se relacionavam com os anjos e muito mais.

Referências

  1. VATICAN NEWS, São Miguel Arcanjo[]
  2. Dn 10, 13[]
  3. Dn 10, 22[]
  4. Dn 12, 1[]
  5. Ap 12, 7-9[]
  6. Jd, 9[]
  7. VATICAN NEWS, San Gabriel Arcanjo[]
  8. cf. Lc 1,26-38[]
  9. cf. Lc 1, 8-20[]
  10. Mt 1, 18-21[]
  11. Daniel 8, 15-18[]
  12. cf. Daniel 9, 20-27[]
  13. Tb 12, 15[][]
  14. cf. Tb 5, 3-6[]
  15. cf. Tb 12, 1-22[]
  16. JOÃO PAULO II, Audiência Geral, 29 de setembro de 1982[]

Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

    Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.

    Avatar

    Redação MBC

    O que você vai encontrar neste artigo?

    A Igreja reconhece e nomeia três Arcanjos que desempenham papéis significativos na hierarquia celestial e têm participação em momentos importantes das Sagradas Escrituras.

    Neste artigo, abordaremos a missão destes três Arcanjos, além de como são retratados na Bíblia e qual a sua influência na nossa vida espiritual.

    Os Arcanjos na Igreja Católica

    Quem são os arcanjos?

    Os arcanjos são anjos que se destacam pela sua proximidade com Deus e pela importância de suas missões. Sendo assim, eles desempenham papéis fundamentais na existência humana, atuando como mensageiros divinos.

    Diferentemente dos anjos — que têm a guarda de cada pessoa em particular, a fim de orientá-la e protegê-la, lidando com questões mais cotidianas —, os arcanjos são os principais intermediários entre os mortais e Deus e se dedicam a vários aspectos da vida humana. 

    Quais são os arcanjos?

    Na tradição católica, Miguel, Gabriel e Rafael são os principais Arcanjos reconhecidos. Miguel é conhecido como o líder dos exércitos celestiais, protetor dos fiéis e defensor contra as forças do mal; Gabriel é o mensageiro divino, famoso por anunciar o nascimento de Jesus a Maria; e Rafael é associado à cura e à assistência divina.

    Qual é o dia dos arcanjos?

    A Igreja Católica celebra a festa dos Arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael em 29 de setembro, conhecida como a “Festa dos Santos Arcanjos”. Neste dia, os fiéis honram esses mensageiros celestiais, reconhecendo sua importância na história da salvação e pedindo sua intercessão. 

    Conheça a Novena ao Anjo da Guarda.

    A hierarquia celeste

    Na teologia católica, a hierarquia celestial é composta por nove coros angelicais divididos em três hierarquias distintas. Essas hierarquias representam a ordem e a função dos anjos no plano divino. Nesse sentido, a primeira hierarquia é a mais próxima de Deus e se concentra na adoração e na glorificação divina. Os coros nesta hierarquia incluem os Serafins, os Querubins e os Tronos.

    Em seguida, Dominações, Potestades e Virtudes são os coros que fazem parte da segunda hierarquia. Sua função consiste em dirigir os planos da eterna sabedoria divina, bem como transmiti-los aos anjos da terceira hierarquia, que têm a responsabilidade de vigiar a humanidade.

    Por fim, a terceira hierarquia é a mais próxima da humanidade e compreende os Principados, os Arcanjos e os Anjos. Ainda que os Arcanjos se encontrem nesta categoria — por desempenharem missões de maior importância junto aos homens —, eles são profundos conhecedores dos mistérios divinos e, portanto, muito próximos de Deus.

    Saiba o que a Igreja ensina sobre Anjos e Demônios.

    São Miguel Arcanjo

    Na tradição católica, São Miguel é considerado o Príncipe dos Anjos e é conhecido por lutar contra as forças do mal, defendendo constantemente a fé e a Igreja. Seu nome, “Miguel”, significa “Quem é como Deus?” — refletindo a sua posição como defensor da fé e combatente contra o mal.

    A imagem do Arcanjo Miguel é representada sempre por um anjo com uma espada desembainhada, a fim de demonstrar a sua disposição para lutar contra as forças do mal em defesa da fé e da Igreja.

    Um episódio notável associado a São Miguel ocorreu em 1884, quando o Papa Leão XIII teve uma visão aterrorizante de demônios atacando a Igreja quase a ponto de destruí-la. Em resposta, ele compôs uma oração a São Miguel Arcanjo, pedindo sua intervenção protetora. 1

    Esta oração, composta por Leão XIII, foi disseminada a todos os bispos e continua sendo recitada pelos fiéis como uma súplica contra as forças das trevas:

    São Miguel Arcanjo, defendei-nos no combate.
    Sede o nosso refúgio contra as maldades e ciladas do demônio.
    Que Deus manifeste o seu poder sobre ele. Eis a nossa humilde súplica.
    E vós, Príncipe da Milícia Celeste, com o poder que Deus vos conferiu,
    precipitai no inferno Satanás e os outros espíritos malignos,
    que andam pelo mundo tentando as almas. Amém.

    Conheça a Quaresma de São Miguel.

    São Miguel na Bíblia

    No livro de Daniel

    No Livro de Daniel, no capítulo 10, encontramos duas referências a São Miguel Arcanjo. O chefe do reino persa resistiu-me durante vinte e um dias; porém, Miguel, um dos principais chefes, veio em meu socorro. Permaneci assim ao lado dos reis da Pérsia. 2

    Neste versículo, um anjo fala com Daniel e revela que ele enfrentou resistência espiritual do chefe do reino persa — também um ser espiritual —, enquanto tentava entregar uma mensagem divina. No entanto, São Miguel Arcanjo, um dos principais chefes celestiais, veio em auxílio do anjo, permitindo que a mensagem fosse entregue. Isso ressalta a intervenção de São Miguel como um protetor contra as forças espirituais adversárias.

    Em seguida, outro versículo destaca que não há defensor contra os adversários espirituais, exceto Miguel, o chefe celestial: Contra esses adversários não há ninguém que me defenda a não ser Miguel, vosso chefe. 3

    Ainda no livro de Daniel, encontramos Naquele tempo, surgirá Miguel, o grande chefe, o protetor dos filhos do seu povo. Será uma época de tal desolação, como jamais houve igual desde que as nações existem até aquele momento. Então, entre os filhos de teu povo, serão salvos todos aqueles que se acharem inscritos no livro. 4

    Este versículo fala sobre um momento futuro de desolação e afirma que, naquele tempo, surgirá São Miguel, o grande chefe, como o protetor dos filhos do povo de Deus. Isso indica que São Miguel desempenha um papel crucial na proteção e salvação dos fiéis durante os períodos de desafio espiritual.

    Na Carta de São Judas e no livro de Apocalipse

    O episódio mais conhecido envolvendo São Miguel Arcanjo nas Escrituras é descrito no Livro de Apocalipse: Houve uma batalha no céu. Miguel e seus anjos tiveram de combater o Dragão. O Dragão e seus anjos travaram combate, mas não prevaleceram. E já não houve lugar no céu para eles. Foi então precipitado o grande Dragão, a primitiva Serpente, chamado Demônio e Satanás, o sedutor do mundo inteiro. Foi precipitado na terra, e com ele os seus anjos. 5

    Por fim, há também menção a São Miguel na carta de São Judas: Ora, quando o arcanjo Miguel discutia com o demônio e lhe disputava o corpo de Moisés, não ousou fulminar contra ele uma sentença de execração, mas disse somente: Que o próprio Senhor te repreenda! 6 Esta é uma alusão de Judas a um livro apócrifo “Assunção de Moisés”, no qual Miguel disputa com o diabo que reclama o corpo de Moisés após sua morte.

    São Gabriel Arcanjo

    São Gabriel Arcanjo desempenha um papel fundamental na história da fé cristã, sendo conhecido como o mensageiro celestial de Deus. O evento mais famoso associado a São Gabriel é a Anunciação, quando ele anunciou a Maria que ela conceberia e daria à luz Jesus, o Filho de Deus.

    Além disso, São Gabriel é considerado o Padroeiro das Comunicações, devido ao seu papel como mensageiro divino. Ele é invocado por aqueles que trabalham em áreas relacionadas à comunicação, como rádio, televisão e tecnologia. A sua proteção celeste foi estendida a essas profissões pelo Papa Pio XII. 7

    São Gabriel na Bíblia

    Ave, cheia de graça, o Senhor está contigo… Eis que conceberás um filho e lhe darás o nome de Jesus. Ele será grande e será chamado Filho do Altíssimo […] 8 Este anúncio, narrado no Evangelho de São Lucas, é o mais conhecido do Arcanjo Gabriel — é a Anunciação, cuja festa litúrgica a Igreja celebra a 25 de março. 

    Também no Evangelho de São Lucas, o Arcanjo Gabriel aparece anunciando a Zacarias o nascimento de João Batista: Ora, exercendo Zacarias diante de Deus as funções de sacerdote, na ordem da sua classe […] Apareceu-lhe então um anjo do Senhor […] “Não temas, Zaca­rias, porque foi ouvida a tua oração: Isabel, tua mulher, vai dar-te um filho, e tu o chamarás João […]” 9

    No Evangelho de São Mateus, embora não seja explicitamente mencionado, de acordo com a tradição, o anjo que aparece a José em um sonho para explicar que Maria concebeu por obra do Espírito Santo é o Arcanjo Gabriel: José, seu esposo, que era homem de bem, não querendo difamá-la, resolveu rejeitá-la secretamente. Enquanto assim pensava, eis que um anjo do Senhor lhe apareceu em sonhos e lhe disse: “José, filho de Davi, não temas receber Maria por esposa, pois o que nela foi concebido vem do Espírito Santo. […]” 10

    Além disso, São Gabriel está presente em outras passagens da Bíblia, como no Livro de Daniel, no qual ele aparece para explicar visões misteriosas ao profeta:

    Ora, enquanto eu contemplava essa visão e procurava o significado, vi, de pé diante de mim, um ser em forma humana, e ouvi uma voz humana vinda do meio do Ulai: “Gabriel” – gritava –, “explica-lhe a visão”. Dirigiu-se então em direção ao lugar onde eu me achava. À sua aproximação, fiquei apavorado e caí com a face em terra.11

    Ainda no livro de Daniel, lemos: Eu falava ainda, pedindo, confessando meu pecado e o de meu povo de Israel, depositando aos pés do Senhor, meu Deus, minha súplica pelo seu monte santo; não havia terminado essa prece, quando se aproximou de mim, em um relance era a hora da oblação da noite, Gabriel, o ser que eu havia visto antes em visão. Deu-me, para meu conhecimento, as seguintes explicações: “Daniel, vim aqui agora para te informar. […]” 12

    São Rafael Arcanjo

    O nome Rafael tem origem no hebraico e carrega o significado de “Deus te cura” ou “Medicina de Deus”. Ele é reconhecido como um dos três Arcanjos mencionados na Bíblia. Sua presença é notável no livro de Tobias, onde ele se identifica da seguinte forma: Eu sou o anjo Rafael, um dos sete que assistimos na presença do Senhor […] 13

    São Rafael na Bíblia

    São Rafael desempenha um papel central no Livro de Tobias, único livro sagrado que menciona o Arcanjo. A história começa com Tobit, um homem virtuoso que perde a visão e instrui seu filho, Tobias, a realizar uma jornada para recuperar uma dívida.

    Seu pai disse-lhe: “Tenho comigo o seu recibo. […] Vai procurar um homem de confiança que te possa acompanhar, mediante uma retribuição. […] Tendo saído, Tobias encontrou um jovem de belo aspecto, equipado como para uma viagem. Sem saber que se tratava de um anjo de Deus, ele o saudou e disse-lhe: “De onde és tu, ó bom jovem?” 14

    Durante a viagem, eles enfrentam desafios, incluindo um ataque de um grande peixe no rio Tigre. Com a orientação de São Rafael, Tobias supera esses obstáculos e até mesmo coleta partes do peixe para curar a cegueira de seu pai, Tobit.

    Outro aspecto notável da história é a união de Tobias e Sara. Sara havia perdido sete maridos, todos mortos pelo demônio Asmodeus. Com a ajuda de São Rafael, Tobias e Sara conseguem superar esse desafio e se casam.

    Por fim, São Rafael revela sua verdadeira identidade como um dos sete anjos que estão sempre na presença de Deus: Eu sou o anjo Rafael, um dos sete que assistimos na presença do Senhor […] 13 Ele explica que foi enviado por Deus em resposta às orações e à caridade de Tobias e Tobit. 15

    Os Arcanjos e a nossa vida espiritual

    A existência dos anjos é uma verdade da fé. Eles são servos de Deus e Seus mensageiros, executando Suas ordens com poder e obediência, sempre atentos à Sua vontade. Os arcanjos, em particular, desempenham papéis fundamentais na realização do plano divino, especialmente em relação à salvação da humanidade.

    Os Arcanjos, por estarem mais próximos da experiência humana, são como sinais vivos da presença de Deus em nossas vidas. Eles nos auxiliam em nossa busca pela santidade, cumprindo suas missões únicas. Gabriel nos lembra da importância de ouvir e acolher as mensagens divinas. Rafael, o curador, pode ajudar a curar nossa cegueira espiritual e nos guiar em nosso caminho. São Miguel, o defensor, protege-nos no combate espiritual, sendo um escudo para nós e para a Igreja.

    Os anjos são dons de Deus, fornecidos para nos auxiliar em nossa jornada terrena, cooperando em nosso benefício e proteção. Eles nos lembram de que estamos sob o cuidado constante de Deus.

    Cada um de nós deve educar-se para sentir os três Arcanjos como amigos e protectores junto de Deus e invocá-los frequente e confiadamente. Eles dão-nos conforto e luz chamando-nos para o céu e para aqueles supremos mistérios da fé, que para o céu mesmo nos guiam. 16Se você deseja saber mais sobre a doutrina dos Anjos, conheça uma obra completa sobre o mundo angélico: Os Santos Anjos e a Hierarquia Celeste. Nesta leitura, você encontrará qual é o papel dos anjos, como eles nos auxiliam,  quais são as aparições angélicas, como os santos se relacionavam com os anjos e muito mais.

    Referências

    1. VATICAN NEWS, São Miguel Arcanjo[]
    2. Dn 10, 13[]
    3. Dn 10, 22[]
    4. Dn 12, 1[]
    5. Ap 12, 7-9[]
    6. Jd, 9[]
    7. VATICAN NEWS, San Gabriel Arcanjo[]
    8. cf. Lc 1,26-38[]
    9. cf. Lc 1, 8-20[]
    10. Mt 1, 18-21[]
    11. Daniel 8, 15-18[]
    12. cf. Daniel 9, 20-27[]
    13. Tb 12, 15[][]
    14. cf. Tb 5, 3-6[]
    15. cf. Tb 12, 1-22[]
    16. JOÃO PAULO II, Audiência Geral, 29 de setembro de 1982[]
    Avatar

    Redação MBC

    Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

      Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.