Formação

Frases de Santa Catarina de Sena

Conheça as principais e mais impactantes frases de Santa Catarina de Sena, retiradas do seu famoso livro, "O Diálogo".

Frases de Santa Catarina de Sena
Formação

Frases de Santa Catarina de Sena

Conheça as principais e mais impactantes frases de Santa Catarina de Sena, retiradas do seu famoso livro, "O Diálogo".

Data da Publicação: 31/10/2023
Tempo de leitura:
Autor: Redação MBC
Data da Publicação: 31/10/2023
Tempo de leitura:
Autor: Redação MBC

Santa Catarina de Sena foi uma mulher analfabeta que aprendeu depois de adulta a ler e a escrever a fim de comunicar suas experiências com a Trindade Santa através do seu livro “O Diálogo”. Neste artigo, conheça as principais e mais impactantes frases de Santa Catarina de Sena, uma santa, doutora da Igreja e missionária que foi capaz de unir a Igreja que estava vivenciando uma terrível separação.

Quem foi Santa Catarina de Sena?

Santa Catarina de Sena nasceu em 1347, em Sena, na Itália. Apesar de não ter sido alfabetizada e de sua pobreza material, Catarina desde muito cedo possuía uma alma rica de amor e sedenta por Jesus, e por este motivo consagrou sua virgindade a Nosso Senhor, unindo-se a Ele misticamente na presença da Santíssima Virgem Maria.

Essa união de Catarina com Cristo através da constante oração foi um prelúdio para seu apostolado firme e enérgico, que haveria de transformar a história da Igreja em seu século. Santa Catarina de Sena travou uma luta em defesa da Santa Igreja e do Santo Padre, que ela chamava carinhosamente de “doce Cristo na terra”. Cerca de 40 anos antes de Catarina nascer, a Cátedra de Pedro havia sido transferida para Avignon, na França, ou seja, o Papa havia deixado Roma. Catarina empenhou-se através de suas cartas que eram enviadas a pessoas importantes, exortando-os e incentivando-os a defender a união da Santa Igreja.

Além do seu apostolado e de sua missão tão importante, Catarina viveu experiências místicas profundas. Ela recebeu os estigmas de Nosso Senhor Jesus Cristo e por muito tempo alimentou-se somente da Eucaristia, que nutria seu corpo e sua alma. Através das frases que iremos meditar, que foram extraídas diretamente do seu livro “O Diálogo”, conheceremos ainda mais de sua profunda amizade com Cristo.

Conheça algumas frases profundas de Santa Catarina de Sena

Frases de Santa Catarina sobre a providência

A providência divina jamais falta ao homem em nada, sob a condição de que ele a aceite.

Deus nunca nos abandona, nós é que O abandonamos. Muitas vezes deixamos Nosso Senhor de lado e colocamos outras coisas em Seu precioso lugar: o dinheiro, os prazeres, os amigos, o cônjuge, os bens materiais, as posições sociais, mas o fato é que nenhuma destas coisas podem nos saciar e nos preencher. Quando colocamos Cristo no centro, abrindo nosso coração à Sua Vontade, mesmo na dor e no sofrimento encontramos sentido e graça em abundância.

Para eliminar semelhante morte, filha querida, minha providência enviou o Verbo encarnado, meu Filho unigênito.

Após o pecado original, cometido pelos nossos pais, não havia nenhum sacrifício que o ser humano pudesse oferecer a Deus que fosse capaz de nos reconciliar com Ele, somente o próprio Deus poderia pagar pelo nosso pecado. Tamanho foi o amor de Deus que Ele gratuitamente nos enviou seu Filho para que não mais morrêssemos, mas pudéssemos participar da natureza divina na Glória do céu eternamente. “Mas onde abundou o pecado, superabun­dou a graça.” 1

Desde o início do mundo até agora, minha providência cuida e continuará a cuidar das necessidades e salvação dos homens.

Deus nos criou para Ele e só n’Ele encontramos a verdadeira felicidade. Por isso, Ele nos conduz constantemente para uma vida de santidade através das graças que nos dá por meio dos Sacramentos e das nossas orações. Humanamente é muito difícil caminhar nos mandamentos e cumprir os ensinamentos de Jesus, mas se autenticamente o desejamos, Ele nos concede sua própria força e graça. “Importa que Ele cresça e que eu diminua” 2

Sobre o amor de Deus

Quem possui o amor de Deus, nele encontra tanta alegria que cada amargura se transforma em doçura, e cada grande peso se torna leve. E isto não nos deve surpreender porque, vivendo na caridade, vive-se em Deus.

Cristo, inocente e Deus, morreu numa Cruz sofrendo as piores dores e humilhações para nos ensinar que o amor é capaz de tudo e que ele se expressa através dos maiores sacrifícios. Seguindo os passos de Cristo, é possível que encontremos paz e alegria em meio ao sofrimento que naturalmente se apresenta em nossa travessia terrena, à medida que compreendemos que ele pode ser entregue a Deus como uma oferta de amor. Santa Catarina quis receber os estigmas do Senhor a fim de ser útil para a salvação das almas. Não apenas aceitou o sofrimento que apareceu ao longo de sua vida, mas pediu a Deus para sofrer pelos pecadores, pela união da Igreja e pelas almas.

A misericórdia de Deus só estará ausente para os que se desesperam ou confiam em si próprios.

A misericórdia de Deus é abundante e chega a todos aqueles que a buscam. No entanto, existem duas formas de rejeitarmos a misericórdia do Senhor: quando achamos que não podemos recebê-la por causa de escrúpulo, que nos leva a pensar que não somos merecedores do perdão de Deus, e quando achamos que não precisamos dela por nos considerar suficientemente bons, nos tornando orgulhosos e incapazes de enxergar nossa natureza falha e pecadora. Quando rejeitamos ou consideramos que não precisamos da misericórdia do Senhor, pecamos contra o Espírito Santo. E tal pecado não tem perdão, porque consiste justamente em negar o perdão daquele que respeita o nosso livre-arbítrio e, por isso, não deixa sua misericórdia chegar a quem não a deseja.

Por amor Deus os criou, sem amor não podeis viver.

O amor é o que nos sustenta, é o que dá sentido à nossa vida. Mas não o amor que muitos confundem com prazeres e com fazer o que agrada o corpo, mas o verdadeiro amor, que consiste em renunciar tudo por Aquele que nos deu tudo, que consiste em sacrificar nossas vontades e desejos para o bem do outro, o amor que nos faz sair de nós mesmos a fim de suprir a necessidade temporal e eterna do irmão. Foi esse amor que moveu Santa Catarina de Sena, levando-a a ser missionária em defesa da Igreja, a ajudar centenas de doentes vítimas da peste e a sofrer pelas almas dos pecadores.

Sobre a Eucaristia

A Eucaristia é o meio mais apto para a união do homem com Deus e maior conhecimento da Verdade.

Se Jesus batesse na sua porta neste exato instante, qual seria a sua reação? Certamente você o abraçaria e se ajoelharia, adorando-O de todo o coração. Jesus bate à porta da nossa alma em toda Santa Missa, ao recebermos Seu Corpo e Sangue que se escondem humildemente sob a aparência de pão e vinho. Da mesma forma como a nossa casa seria transformada pela presença de Jesus, a nossa alma é plenamente modificada e transformada pela presença d’Ele quando o recebemos na Eucaristia. Se queremos nos unir a Deus e conhecer a sua vontade, o caminho mais perfeito é a Eucaristia.

Vejo que a misericórdia te obrigou a conceder mais coisas ainda aos homens: ficaste como alimento! Por sermos fracos, (a Eucaristia) nos alimenta.

São inúmeros os benefícios que recebemos através da Eucaristia, dentre eles a união íntima com Nosso Senhor, a força necessária para combater o pecado, a vitalidade para construir virtudes e muito mais. Por muito tempo Santa Catarina de Sena recebeu a comunhão como único alimento e ficou mais saciada do que aqueles que se deliciam com banquetes e vinhos, pois não há alimento melhor do que a Eucaristia para saciar a maior fome que possuímos: a da eternidade com Deus.

Referências

  1. Romanos 5, 20[]
  2. São João 3, 30[]

Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

    Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.

    Redação MBC

    Santa Catarina de Sena foi uma mulher analfabeta que aprendeu depois de adulta a ler e a escrever a fim de comunicar suas experiências com a Trindade Santa através do seu livro “O Diálogo”. Neste artigo, conheça as principais e mais impactantes frases de Santa Catarina de Sena, uma santa, doutora da Igreja e missionária que foi capaz de unir a Igreja que estava vivenciando uma terrível separação.

    Quem foi Santa Catarina de Sena?

    Santa Catarina de Sena nasceu em 1347, em Sena, na Itália. Apesar de não ter sido alfabetizada e de sua pobreza material, Catarina desde muito cedo possuía uma alma rica de amor e sedenta por Jesus, e por este motivo consagrou sua virgindade a Nosso Senhor, unindo-se a Ele misticamente na presença da Santíssima Virgem Maria.

    Essa união de Catarina com Cristo através da constante oração foi um prelúdio para seu apostolado firme e enérgico, que haveria de transformar a história da Igreja em seu século. Santa Catarina de Sena travou uma luta em defesa da Santa Igreja e do Santo Padre, que ela chamava carinhosamente de “doce Cristo na terra”. Cerca de 40 anos antes de Catarina nascer, a Cátedra de Pedro havia sido transferida para Avignon, na França, ou seja, o Papa havia deixado Roma. Catarina empenhou-se através de suas cartas que eram enviadas a pessoas importantes, exortando-os e incentivando-os a defender a união da Santa Igreja.

    Além do seu apostolado e de sua missão tão importante, Catarina viveu experiências místicas profundas. Ela recebeu os estigmas de Nosso Senhor Jesus Cristo e por muito tempo alimentou-se somente da Eucaristia, que nutria seu corpo e sua alma. Através das frases que iremos meditar, que foram extraídas diretamente do seu livro “O Diálogo”, conheceremos ainda mais de sua profunda amizade com Cristo.

    Conheça algumas frases profundas de Santa Catarina de Sena

    Frases de Santa Catarina sobre a providência

    A providência divina jamais falta ao homem em nada, sob a condição de que ele a aceite.

    Deus nunca nos abandona, nós é que O abandonamos. Muitas vezes deixamos Nosso Senhor de lado e colocamos outras coisas em Seu precioso lugar: o dinheiro, os prazeres, os amigos, o cônjuge, os bens materiais, as posições sociais, mas o fato é que nenhuma destas coisas podem nos saciar e nos preencher. Quando colocamos Cristo no centro, abrindo nosso coração à Sua Vontade, mesmo na dor e no sofrimento encontramos sentido e graça em abundância.

    Para eliminar semelhante morte, filha querida, minha providência enviou o Verbo encarnado, meu Filho unigênito.

    Após o pecado original, cometido pelos nossos pais, não havia nenhum sacrifício que o ser humano pudesse oferecer a Deus que fosse capaz de nos reconciliar com Ele, somente o próprio Deus poderia pagar pelo nosso pecado. Tamanho foi o amor de Deus que Ele gratuitamente nos enviou seu Filho para que não mais morrêssemos, mas pudéssemos participar da natureza divina na Glória do céu eternamente. “Mas onde abundou o pecado, superabun­dou a graça.” 1

    Desde o início do mundo até agora, minha providência cuida e continuará a cuidar das necessidades e salvação dos homens.

    Deus nos criou para Ele e só n’Ele encontramos a verdadeira felicidade. Por isso, Ele nos conduz constantemente para uma vida de santidade através das graças que nos dá por meio dos Sacramentos e das nossas orações. Humanamente é muito difícil caminhar nos mandamentos e cumprir os ensinamentos de Jesus, mas se autenticamente o desejamos, Ele nos concede sua própria força e graça. “Importa que Ele cresça e que eu diminua” 2

    Sobre o amor de Deus

    Quem possui o amor de Deus, nele encontra tanta alegria que cada amargura se transforma em doçura, e cada grande peso se torna leve. E isto não nos deve surpreender porque, vivendo na caridade, vive-se em Deus.

    Cristo, inocente e Deus, morreu numa Cruz sofrendo as piores dores e humilhações para nos ensinar que o amor é capaz de tudo e que ele se expressa através dos maiores sacrifícios. Seguindo os passos de Cristo, é possível que encontremos paz e alegria em meio ao sofrimento que naturalmente se apresenta em nossa travessia terrena, à medida que compreendemos que ele pode ser entregue a Deus como uma oferta de amor. Santa Catarina quis receber os estigmas do Senhor a fim de ser útil para a salvação das almas. Não apenas aceitou o sofrimento que apareceu ao longo de sua vida, mas pediu a Deus para sofrer pelos pecadores, pela união da Igreja e pelas almas.

    A misericórdia de Deus só estará ausente para os que se desesperam ou confiam em si próprios.

    A misericórdia de Deus é abundante e chega a todos aqueles que a buscam. No entanto, existem duas formas de rejeitarmos a misericórdia do Senhor: quando achamos que não podemos recebê-la por causa de escrúpulo, que nos leva a pensar que não somos merecedores do perdão de Deus, e quando achamos que não precisamos dela por nos considerar suficientemente bons, nos tornando orgulhosos e incapazes de enxergar nossa natureza falha e pecadora. Quando rejeitamos ou consideramos que não precisamos da misericórdia do Senhor, pecamos contra o Espírito Santo. E tal pecado não tem perdão, porque consiste justamente em negar o perdão daquele que respeita o nosso livre-arbítrio e, por isso, não deixa sua misericórdia chegar a quem não a deseja.

    Por amor Deus os criou, sem amor não podeis viver.

    O amor é o que nos sustenta, é o que dá sentido à nossa vida. Mas não o amor que muitos confundem com prazeres e com fazer o que agrada o corpo, mas o verdadeiro amor, que consiste em renunciar tudo por Aquele que nos deu tudo, que consiste em sacrificar nossas vontades e desejos para o bem do outro, o amor que nos faz sair de nós mesmos a fim de suprir a necessidade temporal e eterna do irmão. Foi esse amor que moveu Santa Catarina de Sena, levando-a a ser missionária em defesa da Igreja, a ajudar centenas de doentes vítimas da peste e a sofrer pelas almas dos pecadores.

    Sobre a Eucaristia

    A Eucaristia é o meio mais apto para a união do homem com Deus e maior conhecimento da Verdade.

    Se Jesus batesse na sua porta neste exato instante, qual seria a sua reação? Certamente você o abraçaria e se ajoelharia, adorando-O de todo o coração. Jesus bate à porta da nossa alma em toda Santa Missa, ao recebermos Seu Corpo e Sangue que se escondem humildemente sob a aparência de pão e vinho. Da mesma forma como a nossa casa seria transformada pela presença de Jesus, a nossa alma é plenamente modificada e transformada pela presença d’Ele quando o recebemos na Eucaristia. Se queremos nos unir a Deus e conhecer a sua vontade, o caminho mais perfeito é a Eucaristia.

    Vejo que a misericórdia te obrigou a conceder mais coisas ainda aos homens: ficaste como alimento! Por sermos fracos, (a Eucaristia) nos alimenta.

    São inúmeros os benefícios que recebemos através da Eucaristia, dentre eles a união íntima com Nosso Senhor, a força necessária para combater o pecado, a vitalidade para construir virtudes e muito mais. Por muito tempo Santa Catarina de Sena recebeu a comunhão como único alimento e ficou mais saciada do que aqueles que se deliciam com banquetes e vinhos, pois não há alimento melhor do que a Eucaristia para saciar a maior fome que possuímos: a da eternidade com Deus.

    Referências

    1. Romanos 5, 20[]
    2. São João 3, 30[]

    Redação MBC

    Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

      Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.