Destaque, Formação

O dia de São Patrício: Festa e cerveja durante a Quaresma?

Conheça a vida impressionante de São Patrício, padroeiro da Irlanda, lembrado pelo trevo, pelos tons verdes e pela cerveja.

O dia de São Patrício: Festa e cerveja durante a Quaresma?
Destaque, Formação

O dia de São Patrício: Festa e cerveja durante a Quaresma?

Conheça a vida impressionante de São Patrício, padroeiro da Irlanda, lembrado pelo trevo, pelos tons verdes e pela cerveja.

Data da Publicação: 15/03/2024
Tempo de leitura:
Autor: Redação Minha Biblioteca Católica
Data da Publicação: 15/03/2024
Tempo de leitura:
Autor: Redação Minha Biblioteca Católica

O Dia de São Patrício é o dia em memória do Bispo irlandês Patrick – Patrício, em português – que viveu no século V e é considerado o primeiro missionário cristão na Irlanda. Vamos saber mais sobre este Santo missionário e como seu dia se tornou um feriado da cerveja.

Quem foi São Patrício?

São Patrício é o santo padroeiro e apóstolo nacional da Irlanda. Creditam-lhe a introdução do cristianismo na Irlanda, e provavelmente teve parte na cristianização dos pictos e anglo-saxões. Ele é conhecido por duas obras curtas: a Confessio, sua autobiografia espiritual, e sua Carta a Coroticus, uma denúncia dos maus-tratos britânicos aos cristãos irlandeses.

São Patrício nasceu na Grã-Bretanha em uma família romanizada. Quando tinha 16 anos, invasores irlandeses o arrancaram da vila de seu pai, Calpurnius, e o levaram como escravo para a Irlanda. Durante seis anos sombrios como pastor, São Patrício se voltou com fervor para sua fé. Ao sonhar que o navio para escapar estava pronto, fugiu de seu escravizador e encontrou passagem para a Grã-Bretanha. Lá, quase morreu de fome e sofreu um segundo e breve cativeiro antes de se reunir com sua família.

São Patrício foi considerado santo ainda em vida, além de ser posteriormente reverenciado por seus contemporâneos por suas obras e dedicação à propagação do cristianismo na Irlanda. Em seguida, após sua morte, seus devotos continuaram a crescer, e ele foi oficialmente canonizado pela Igreja Católica Romana em data posterior.

Leia mais: A Couraça de São Patrício

Por que a predominância da cor verde no dia de São Patrício?

A associação da cor verde com o dia tem origens históricas e culturais na Irlanda. Uma explicação popular é que o verde está ligado à paisagem verdejante do país, conhecida como a “Ilha Esmeralda”, e à cor predominante do trevo, símbolo de São Patrício e da Irlanda.

Assim, ele usou o trevo para descrever a Santíssima Trindade – o Pai, o Filho e o Espírito Santo – para converter os primeiros habitantes da Irlanda ao Cristianismo.

Histórias contadas sobre São Patrício

São Patrício, baseado em uma pintura do artista americano Henry Brueckner, 1872.

Antes do final do século VII, São Patrício tornou-se uma figura lendária e as histórias continuaram a crescer. Ele escreveu que ressuscitou pessoas dentre os mortos, e uma hagiografia do século XII estima esse número em 33 homens, alguns dos quais seriam falecidos há muitos anos.

Outro acontecimento citado é que ele também teria orado pelo fornecimento de alimentos para marinheiros famintos que viajavam por terra através de uma área desolada, e uma manada de porcos apareceu milagrosamente.

Como resultado desta fama, algumas outras histórias são contadas:

  1. Origem da celebração: É comemorada em 17 de março, data que marca sua morte. E tornou-se uma festa mundialmente conhecida, especialmente em países com grandes comunidades irlandesas, como os Estados Unidos.
  2. Tradições e festividades: As celebrações incluem desfiles, festas, música e dança irlandesa. Também pintam o rosto ou usar adereços verdes em homenagem à tradição. Os rios são tingidos de verde para a ocasião em algumas cidades ao redor do mundo. O verde tinge até mesmo a cerveja, bebida preferida dos irlandeses.
  3. Lenda das cobras: Uma das histórias associadas é a de que ele expulsou todas as cobras da Irlanda. Mesmo sendo improvável – a Irlanda não tinha cobras desde a última Era Glacial-, a história simboliza a expulsão do mal ou da influência pagã da ilha.
  4. Alimentos e bebidas típicas: Pratos tradicionais irlandeses, como ensopado de carne, batatas, salsichas e repolho, são frequentemente consumidos durante as festividades do dia de São Patrício.

O dia de São Patrício e a Quaresma

O dia de São Patrício, 17 de Março, ocorre durante o período da Quaresma. As famílias irlandesas tradicionalmente frequentavam a Igreja pela manhã e celebravam à tarde. Assim, durante as celebrações, as restrições alimentares e alcoólicas da Quaresma foram temporariamente removidas. Sendo permitido que pessoas dançassem, bebessem e festejassem livremente – especialmente na Irlanda.

Missa a São Patrício na Igreja da Santíssima Trindade em Detroit – EUA.
Missa a São Patrício na Igreja da Santíssima Trindade em Detroit – EUA.

Ano passado o dia de São Patrício coincidiu com uma sexta-feira da Quaresma, portanto, muitas dioceses dispensaram seus fiéis da abstinência de carne durante este único dia festivo. Lembrando que o dia de São Patrício não é uma festividade oficial do calendário litúrgico da Igreja Católica Romana, mas São Patrício é um santo reconhecido pela Igreja Católica e seu dia de festa é observado em algumas dioceses.

Leia também Dias de preceito na Igreja Católica: quais são eles?

Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

    Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.

    Redação Minha Biblioteca Católica

    Equipe de redação do maior clube de leitores católicos do Brasil.

    O que você vai encontrar neste artigo?

    O Dia de São Patrício é o dia em memória do Bispo irlandês Patrick – Patrício, em português – que viveu no século V e é considerado o primeiro missionário cristão na Irlanda. Vamos saber mais sobre este Santo missionário e como seu dia se tornou um feriado da cerveja.

    Quem foi São Patrício?

    São Patrício é o santo padroeiro e apóstolo nacional da Irlanda. Creditam-lhe a introdução do cristianismo na Irlanda, e provavelmente teve parte na cristianização dos pictos e anglo-saxões. Ele é conhecido por duas obras curtas: a Confessio, sua autobiografia espiritual, e sua Carta a Coroticus, uma denúncia dos maus-tratos britânicos aos cristãos irlandeses.

    São Patrício nasceu na Grã-Bretanha em uma família romanizada. Quando tinha 16 anos, invasores irlandeses o arrancaram da vila de seu pai, Calpurnius, e o levaram como escravo para a Irlanda. Durante seis anos sombrios como pastor, São Patrício se voltou com fervor para sua fé. Ao sonhar que o navio para escapar estava pronto, fugiu de seu escravizador e encontrou passagem para a Grã-Bretanha. Lá, quase morreu de fome e sofreu um segundo e breve cativeiro antes de se reunir com sua família.

    São Patrício foi considerado santo ainda em vida, além de ser posteriormente reverenciado por seus contemporâneos por suas obras e dedicação à propagação do cristianismo na Irlanda. Em seguida, após sua morte, seus devotos continuaram a crescer, e ele foi oficialmente canonizado pela Igreja Católica Romana em data posterior.

    Leia mais: A Couraça de São Patrício

    Por que a predominância da cor verde no dia de São Patrício?

    A associação da cor verde com o dia tem origens históricas e culturais na Irlanda. Uma explicação popular é que o verde está ligado à paisagem verdejante do país, conhecida como a “Ilha Esmeralda”, e à cor predominante do trevo, símbolo de São Patrício e da Irlanda.

    Assim, ele usou o trevo para descrever a Santíssima Trindade – o Pai, o Filho e o Espírito Santo – para converter os primeiros habitantes da Irlanda ao Cristianismo.

    Histórias contadas sobre São Patrício

    São Patrício, baseado em uma pintura do artista americano Henry Brueckner, 1872.

    Antes do final do século VII, São Patrício tornou-se uma figura lendária e as histórias continuaram a crescer. Ele escreveu que ressuscitou pessoas dentre os mortos, e uma hagiografia do século XII estima esse número em 33 homens, alguns dos quais seriam falecidos há muitos anos.

    Outro acontecimento citado é que ele também teria orado pelo fornecimento de alimentos para marinheiros famintos que viajavam por terra através de uma área desolada, e uma manada de porcos apareceu milagrosamente.

    Como resultado desta fama, algumas outras histórias são contadas:

    1. Origem da celebração: É comemorada em 17 de março, data que marca sua morte. E tornou-se uma festa mundialmente conhecida, especialmente em países com grandes comunidades irlandesas, como os Estados Unidos.
    2. Tradições e festividades: As celebrações incluem desfiles, festas, música e dança irlandesa. Também pintam o rosto ou usar adereços verdes em homenagem à tradição. Os rios são tingidos de verde para a ocasião em algumas cidades ao redor do mundo. O verde tinge até mesmo a cerveja, bebida preferida dos irlandeses.
    3. Lenda das cobras: Uma das histórias associadas é a de que ele expulsou todas as cobras da Irlanda. Mesmo sendo improvável – a Irlanda não tinha cobras desde a última Era Glacial-, a história simboliza a expulsão do mal ou da influência pagã da ilha.
    4. Alimentos e bebidas típicas: Pratos tradicionais irlandeses, como ensopado de carne, batatas, salsichas e repolho, são frequentemente consumidos durante as festividades do dia de São Patrício.

    O dia de São Patrício e a Quaresma

    O dia de São Patrício, 17 de Março, ocorre durante o período da Quaresma. As famílias irlandesas tradicionalmente frequentavam a Igreja pela manhã e celebravam à tarde. Assim, durante as celebrações, as restrições alimentares e alcoólicas da Quaresma foram temporariamente removidas. Sendo permitido que pessoas dançassem, bebessem e festejassem livremente – especialmente na Irlanda.

    Missa a São Patrício na Igreja da Santíssima Trindade em Detroit – EUA.
    Missa a São Patrício na Igreja da Santíssima Trindade em Detroit – EUA.

    Ano passado o dia de São Patrício coincidiu com uma sexta-feira da Quaresma, portanto, muitas dioceses dispensaram seus fiéis da abstinência de carne durante este único dia festivo. Lembrando que o dia de São Patrício não é uma festividade oficial do calendário litúrgico da Igreja Católica Romana, mas São Patrício é um santo reconhecido pela Igreja Católica e seu dia de festa é observado em algumas dioceses.

    Leia também Dias de preceito na Igreja Católica: quais são eles?

    Redação Minha Biblioteca Católica

    Equipe de redação do maior clube de leitores católicos do Brasil.

    Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

      Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.