Devoção

Santo André, o apóstolo

Você sabia que Santo André foi o primeiro apóstolo a seguir Jesus? Conheça como foi o seu chamado inicial até o martírio na cruz.

Santo André, o apóstolo
Devoção

Santo André, o apóstolo

Você sabia que Santo André foi o primeiro apóstolo a seguir Jesus? Conheça como foi o seu chamado inicial até o martírio na cruz.

Data da Publicação: 28/11/2023
Tempo de leitura:
Autor: Redação MBC
Data da Publicação: 28/11/2023
Tempo de leitura:
Autor: Redação MBC

Das margens do Mar da Galileia ao corajoso martírio, Santo André surge como um dos discípulos mais próximos de Cristo. Ao descobrir que Jesus era o Cordeiro de Deus, este apóstolo corre alegre para anunciar a Boa Nova ao seu irmão, o apóstolo Pedro. Como quem encontra, de fato, o verdadeiro tesouro.

A jornada de André culmina no seu martírio, de forma tão desejada, depois de cumprir a Sua missão de anunciar o Evangelho por toda parte. Neste artigo você vai conhecer a história do primeiro apóstolo do Mestre e aprender com ele a amar o instrumento pelo qual Cristo tanto nos amou: a Santa Cruz.

Quem foi Santo André?

Nascido em Betsaida 1, às margens do Mar da Galileia, André foi um pescador habilidoso. No entanto, sua verdadeira vocação revelou-se quando ele encontrou o Messias. Ele é irmão do príncipe dos apóstolos, São Pedro 2, e é conhecido como o “protocleto”, ou seja “o primeiro chamado“. Santo André foi quem teve a graça de ser o primeiro dos apóstolos a conhecer Jesus e ser chamado para o seguir.

santo andre imagem

Assim como João, o discípulo amado, André também era discípulo de São João Batista, sendo este quem lhes apresentou Jesus como o Cordeiro de Deus, incentivando-os a seguir o verdadeiro Mestre. Este encontro transformador não só mudou a direção de sua vida, mas também selou seu destino como um dos pilares fundamentais na propagação do Evangelho.

Quando é o dia de Santo André?

A festa de Santo André a 30 de novembro marca todos os anos a proximidade de um novo ano litúrgico. Desse modo, ela nos prepara a entrada para o Advento, o início de um novo ciclo litúrgico que começa com penitência, jejum, vigília e oração, em antecipação à chegada do Messias no Natal.

Quer se preparar para o Advento? Conheça as meditações de Santo Afonso sobre este tempo litúrgico.

Santo André na Bíblia

Na Bíblia, Santo André é notavelmente mencionado nos Evangelhos, especialmente no Evangelho de Mateus. Seu primeiro encontro significativo com Jesus é narrado em Mateus 4,18-20, quando, juntamente com seu irmão Pedro, responde ao chamado de Jesus para se tornarem pescadores de homens, abandonando suas redes e seguindo-o.

Caminhando ao longo do mar da Galileia, viu dois irmãos: Simão (chamado Pedro) e André, seu irmão, que lançavam a rede ao mar, pois eram pescadores. E disse-lhes: “Vinde após mim e vos farei pescadores de homens”. Na mesma hora, abandonaram suas redes e o seguiram.
santo andre apostolo sendo chamado
O chamado de Santo André e São Pedro, retratado por Caravaggio.

Mas, antes disso, ele já tinha ouvido falar de Jesus, pois era discípulo de João Batista. O Evangelho de São João indica, portanto, a importância de Santo André na formação do grupo de discípulos:

No dia seguinte, estava lá João outra vez com dois dos seus discípulos. E, avistando Jesus que ia passando, disse: “Eis o Cordeiro de Deus”. Os dois discípulos ouviram-no falar e seguiram Jesus. Voltando-se Jesus e vendo que o seguiam, perguntou-lhes: “Que procurais?”. Disseram-lhe: “Rabi (que quer dizer Mestre), onde moras?”. – “Vinde e vede” – res­pondeu-lhes ele. Foram aonde ele morava e ficaram com ele aquele dia. Era cerca da hora décima. André, irmão de Simão Pedro, era um dos dois que tinham ouvido João e que o tinham seguido. Foi ele então logo à procura de seu irmão e disse-lhe: “Achamos o Messias (que quer dizer o Cristo). 3

Outra passagem de destaque encontra-se em Mateus 10,1-4, quando Jesus escolhe os doze apóstolos, e André é enumerado entre eles:

Eis os nomes dos doze apóstolos: o primeiro, Simão, chamado Pedro; depois André, seu irmão. Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão. […]

Ele aparece frequentemente nas listas dos apóstolos, ressaltando sua posição proeminente entre os seguidores mais próximos de Jesus.

Além disso, este apóstolo tem um papel importante no episódio da multiplicação dos pães.

Jesus levantou os olhos sobre aquela grande multidão que vinha ter com ele e disse a Filipe: “Onde compraremos pão para que todos estes tenham o que comer?”. […] Um dos seus discípulos, chamado André, irmão de Simão Pedro, disse-lhe: “Está aqui um menino que tem cinco pães de cevada e dois peixes… mas que é isto para tanta gente?”. 4

Nessa passagem, André é quem traz a atenção de Jesus para o jovem que possui os cinco pães e dois peixes, contribuindo para o milagre da multiplicação que alimentou a multidão. Desse modo, sua participação destaca-se como um exemplo de serviço prático e observação atenta às necessidades ao seu redor.

Conheça as principais curiosidades sobre a Bíblia.

Depois de Pentecostes

Após o evento de Pentecostes, Santo André desempenhou um papel fundamental na expansão do cristianismo. Embora as Escrituras não forneçam detalhes sobre a sua missão, alguns relatos históricos dos primeiros séculos do cristianismo sugerem que ele se dedicou intensamente à pregação do Evangelho.

De acordo com a tradição, Santo André evangelizou em várias regiões, sendo notável sua missão na Ásia Menor e ao longo do Mar Negro. Além disso, há registros indicando que ele chegou até ao rio Volga, testemunhando a vastidão de sua obra missionária. 5

Santo André cruz

Sua dedicação ao ministério deixou uma marca indelével nas comunidades por onde passou, consolidando seu papel como apóstolo comprometido e mensageiro destemido do Evangelho. Contudo, o ápice de sua devoção e fidelidade a Cristo manifestou-se no seu martírio.

Martírio

Mesmo diante da ameaça de morte, o apóstolo André continuou a proclamar o Evangelho e se recusou a renunciar à fé, inspirando outros com seu testemunho corajoso. O seu martírio é, portanto, um episódio marcante da história cristã, ocorrido em Patras, na Grécia, por volta do ano 60. 5

Condenado à crucificação, assim como seu irmão São Pedro, Santo André fez um pedido humilde, escolhendo uma cruz diferente daquela em que Jesus foi crucificado. Uma decisão que simboliza a profunda humildade e devoção do apóstolo ao se identificar com o sacrifício de Cristo.

Cruz de Santo André

Pode nos parecer um tanto estranho, ou até provocar certa repulsa, mas muitos santos ansiavam pelo martírio como forma de retribuir a Jesus o amor com o qual Ele nos amou primeiro. Sabendo que seria crucificado, o apóstolo André pediu que não o colocassem numa cruz com o mesmo formato da de Cristo, pois não se achava digno. Desse modo, ele foi pregado numa cruz em forma de X, tornando a Cruz de Santo André conhecida por sua configuração decussada, ou seja, cruzada.

A devoção e a fé de Santo André resultaram também num profundo amor pela Cruz de Cristo. Dessa forma, ao se deparar com a cruz destinada a seu martírio, o apóstolo a saúda com esta oração a seguir, que expressa seu anseio em morrer pelo Mestre, a fim de logo reencontrar o Seu amado Salvador e Senhor.

A cruz do apóstolo também deu nome à placa que indica o cruzamento férreo, “cruz de Santo André”.

Oração de Santo André

Salve Santa Cruz, tão desejada, tão amada. Tira-me do meio dos homens e entrega-me ao meu Mestre e Senhor, para que eu de ti receba o que por ti me salvou!

Referências

  1. Jo 1, 44[]
  2. Mt 4, 18[]
  3. Jo 1, 25-41[]
  4. Jo 6, 5.8-9[]
  5. VATICAN NEWS, S. André, apóstolo[][]

Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

    Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.

    Redação MBC

    Garanta seu box

    O que você vai encontrar neste artigo?

    Das margens do Mar da Galileia ao corajoso martírio, Santo André surge como um dos discípulos mais próximos de Cristo. Ao descobrir que Jesus era o Cordeiro de Deus, este apóstolo corre alegre para anunciar a Boa Nova ao seu irmão, o apóstolo Pedro. Como quem encontra, de fato, o verdadeiro tesouro.

    A jornada de André culmina no seu martírio, de forma tão desejada, depois de cumprir a Sua missão de anunciar o Evangelho por toda parte. Neste artigo você vai conhecer a história do primeiro apóstolo do Mestre e aprender com ele a amar o instrumento pelo qual Cristo tanto nos amou: a Santa Cruz.

    Quem foi Santo André?

    Nascido em Betsaida 1, às margens do Mar da Galileia, André foi um pescador habilidoso. No entanto, sua verdadeira vocação revelou-se quando ele encontrou o Messias. Ele é irmão do príncipe dos apóstolos, São Pedro 2, e é conhecido como o “protocleto”, ou seja “o primeiro chamado“. Santo André foi quem teve a graça de ser o primeiro dos apóstolos a conhecer Jesus e ser chamado para o seguir.

    santo andre imagem

    Assim como João, o discípulo amado, André também era discípulo de São João Batista, sendo este quem lhes apresentou Jesus como o Cordeiro de Deus, incentivando-os a seguir o verdadeiro Mestre. Este encontro transformador não só mudou a direção de sua vida, mas também selou seu destino como um dos pilares fundamentais na propagação do Evangelho.

    Quando é o dia de Santo André?

    A festa de Santo André a 30 de novembro marca todos os anos a proximidade de um novo ano litúrgico. Desse modo, ela nos prepara a entrada para o Advento, o início de um novo ciclo litúrgico que começa com penitência, jejum, vigília e oração, em antecipação à chegada do Messias no Natal.

    Quer se preparar para o Advento? Conheça as meditações de Santo Afonso sobre este tempo litúrgico.

    Santo André na Bíblia

    Na Bíblia, Santo André é notavelmente mencionado nos Evangelhos, especialmente no Evangelho de Mateus. Seu primeiro encontro significativo com Jesus é narrado em Mateus 4,18-20, quando, juntamente com seu irmão Pedro, responde ao chamado de Jesus para se tornarem pescadores de homens, abandonando suas redes e seguindo-o.

    Caminhando ao longo do mar da Galileia, viu dois irmãos: Simão (chamado Pedro) e André, seu irmão, que lançavam a rede ao mar, pois eram pescadores. E disse-lhes: “Vinde após mim e vos farei pescadores de homens”. Na mesma hora, abandonaram suas redes e o seguiram.
    santo andre apostolo sendo chamado
    O chamado de Santo André e São Pedro, retratado por Caravaggio.

    Mas, antes disso, ele já tinha ouvido falar de Jesus, pois era discípulo de João Batista. O Evangelho de São João indica, portanto, a importância de Santo André na formação do grupo de discípulos:

    No dia seguinte, estava lá João outra vez com dois dos seus discípulos. E, avistando Jesus que ia passando, disse: “Eis o Cordeiro de Deus”. Os dois discípulos ouviram-no falar e seguiram Jesus. Voltando-se Jesus e vendo que o seguiam, perguntou-lhes: “Que procurais?”. Disseram-lhe: “Rabi (que quer dizer Mestre), onde moras?”. – “Vinde e vede” – res­pondeu-lhes ele. Foram aonde ele morava e ficaram com ele aquele dia. Era cerca da hora décima. André, irmão de Simão Pedro, era um dos dois que tinham ouvido João e que o tinham seguido. Foi ele então logo à procura de seu irmão e disse-lhe: “Achamos o Messias (que quer dizer o Cristo). 3

    Outra passagem de destaque encontra-se em Mateus 10,1-4, quando Jesus escolhe os doze apóstolos, e André é enumerado entre eles:

    Eis os nomes dos doze apóstolos: o primeiro, Simão, chamado Pedro; depois André, seu irmão. Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão. […]

    Ele aparece frequentemente nas listas dos apóstolos, ressaltando sua posição proeminente entre os seguidores mais próximos de Jesus.

    Além disso, este apóstolo tem um papel importante no episódio da multiplicação dos pães.

    Jesus levantou os olhos sobre aquela grande multidão que vinha ter com ele e disse a Filipe: “Onde compraremos pão para que todos estes tenham o que comer?”. […] Um dos seus discípulos, chamado André, irmão de Simão Pedro, disse-lhe: “Está aqui um menino que tem cinco pães de cevada e dois peixes… mas que é isto para tanta gente?”. 4

    Nessa passagem, André é quem traz a atenção de Jesus para o jovem que possui os cinco pães e dois peixes, contribuindo para o milagre da multiplicação que alimentou a multidão. Desse modo, sua participação destaca-se como um exemplo de serviço prático e observação atenta às necessidades ao seu redor.

    Conheça as principais curiosidades sobre a Bíblia.

    Depois de Pentecostes

    Após o evento de Pentecostes, Santo André desempenhou um papel fundamental na expansão do cristianismo. Embora as Escrituras não forneçam detalhes sobre a sua missão, alguns relatos históricos dos primeiros séculos do cristianismo sugerem que ele se dedicou intensamente à pregação do Evangelho.

    De acordo com a tradição, Santo André evangelizou em várias regiões, sendo notável sua missão na Ásia Menor e ao longo do Mar Negro. Além disso, há registros indicando que ele chegou até ao rio Volga, testemunhando a vastidão de sua obra missionária. 5

    Santo André cruz

    Sua dedicação ao ministério deixou uma marca indelével nas comunidades por onde passou, consolidando seu papel como apóstolo comprometido e mensageiro destemido do Evangelho. Contudo, o ápice de sua devoção e fidelidade a Cristo manifestou-se no seu martírio.

    Martírio

    Mesmo diante da ameaça de morte, o apóstolo André continuou a proclamar o Evangelho e se recusou a renunciar à fé, inspirando outros com seu testemunho corajoso. O seu martírio é, portanto, um episódio marcante da história cristã, ocorrido em Patras, na Grécia, por volta do ano 60. 5

    Condenado à crucificação, assim como seu irmão São Pedro, Santo André fez um pedido humilde, escolhendo uma cruz diferente daquela em que Jesus foi crucificado. Uma decisão que simboliza a profunda humildade e devoção do apóstolo ao se identificar com o sacrifício de Cristo.

    Cruz de Santo André

    Pode nos parecer um tanto estranho, ou até provocar certa repulsa, mas muitos santos ansiavam pelo martírio como forma de retribuir a Jesus o amor com o qual Ele nos amou primeiro. Sabendo que seria crucificado, o apóstolo André pediu que não o colocassem numa cruz com o mesmo formato da de Cristo, pois não se achava digno. Desse modo, ele foi pregado numa cruz em forma de X, tornando a Cruz de Santo André conhecida por sua configuração decussada, ou seja, cruzada.

    A devoção e a fé de Santo André resultaram também num profundo amor pela Cruz de Cristo. Dessa forma, ao se deparar com a cruz destinada a seu martírio, o apóstolo a saúda com esta oração a seguir, que expressa seu anseio em morrer pelo Mestre, a fim de logo reencontrar o Seu amado Salvador e Senhor.

    A cruz do apóstolo também deu nome à placa que indica o cruzamento férreo, “cruz de Santo André”.

    Oração de Santo André

    Salve Santa Cruz, tão desejada, tão amada. Tira-me do meio dos homens e entrega-me ao meu Mestre e Senhor, para que eu de ti receba o que por ti me salvou!

    Referências

    1. Jo 1, 44[]
    2. Mt 4, 18[]
    3. Jo 1, 25-41[]
    4. Jo 6, 5.8-9[]
    5. VATICAN NEWS, S. André, apóstolo[][]

    Redação MBC

    Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

      Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.