Espiritualidade

Mistérios Gozosos: nascimento e infância de Jesus

Conheça os Mistérios Gozosos do terço, os episódios que meditamos do nascimento e da infância de Jesus enquanto rezamos as Ave-Marias.

Mistérios Gozosos: nascimento e infância de Jesus
Espiritualidade

Mistérios Gozosos: nascimento e infância de Jesus

Conheça os Mistérios Gozosos do terço, os episódios que meditamos do nascimento e da infância de Jesus enquanto rezamos as Ave-Marias.

Data da Publicação: 03/01/2024
Tempo de leitura:
Autor: Redação MBC
Data da Publicação: 03/01/2024
Tempo de leitura:
Autor: Redação MBC

Conheça os Mistérios Gozosos do terço, os episódios que meditamos do nascimento e da infância de Jesus enquanto rezamos as Ave-Marias.

A prática da oração do terço nos conduz à contemplação dos principais episódios da vida de Cristo. Os Mistérios Gozosos, que constituem o primeiro ciclo do Rosário, são marcados, sobretudo, pela alegria que emana da Encarnação. 1 O anúncio do anjo, em particular, inaugura de forma concreta a história de nossa redenção, envolvendo toda a criação em regozijo diante da Encarnação do Verbo Divino.

Neste artigo, exploraremos cada episódio dos Mistérios Gozosos, buscando compreender a riqueza daquilo que devemos meditar em cada um deles durante as Ave-Marias.

O que é a oração do terço?

A oração do terço, com sua simplicidade tocante e profundidade espiritual, destaca-se como uma das práticas mais amadas pelos devotos, sendo fortemente encorajada pela Igreja. Contudo, mais do que uma mera expressão de piedade popular, o Rosário se revela como uma jornada espiritual extraordinariamente rica. Ele se baseia na contemplação dos principais episódios da vida de Cristo, enquanto se recita as Ave-Marias. Por isso, é capaz de guiar os fiéis pelas mãos amorosas da Santíssima Virgem Maria em direção a uma união íntima com Deus.

Nas palavras do Papa Bento XVI

Podemos dizer que a recitação do Rosário tem o seu modelo precisamente em Maria, porque consiste em contemplar os mistérios de Cristo em união espiritual com a Mãe do Senhor. 2

A oração do terço, portanto, apesar de sua estrutura aparentemente simples, é um memorial de toda a vida de Jesus.

Conheça a história de Nossa Senhora do Rosário de Fátima.

O que são os mistérios do terço e por que devemos contemplá-los?

Os mistérios do terço indicam os eventos mais marcantes da vida de Jesus Cristo e da Virgem Maria. Esses mistérios estão organizados em quatro conjuntos temáticos: os gozosos, os luminosos, os dolorosos e os gloriosos. Cada um composto por cinco episódios específicos da vida de Nosso Senhor.

Assim, ao recitar cada conjunto de mistérios, os fiéis têm a oportunidade de se aprofundar em toda a narrativa da redenção. E, assim, reconhecer que tudo o que Jesus viveu e todas as coisas que ele realizou foi tendo em vista a nossa salvação. Desde o seu nascimento até a morte na Cruz; durante a sua vida oculta, ou já em sua vida pública. Desse modo, ao dirigir a nossa atenção para a meditação de cada acontecimento da vida de Cristo, a contemplação desses mistérios desperta em nós a chama da fé.

Ao conhecer a vida de Cristo e crer nele, somos impelidos a refletir também sobre a nossa própria vida, as nossas ações e o cumprimento de nossa vocação — que é, em primeiro lugar, a santidade. A contemplação dos mistérios do terço, portanto, além de ser um pedido incessante de Nossa Senhora, “ajuda a fazer brotar da nossa fé uma abundante e alegre messe de frutos, porque incita maravilhosamente a alma a propósitos de virtude.” 3

Saiba como surgiu a oração do terço.

Os Mistérios Gozosos

1º mistério gozoso: a Anunciação do anjo a Virgem Maria

No primeiro mistério gozoso, somos transportados para o humilde lar de Nazaré, onde o Arcanjo Gabriel é enviado por Deus para anunciar a boa-nova a Maria. O episódio é narrado no Evangelho de Lucas 4, o anjo Gabriel saúda Maria como “cheia de graça” e revela o plano divino:

“Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo”. […] “Não temas, Maria, pois encontraste graça diante de Deus. Eis que conceberás e darás à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus.” […] Então disse Maria: “Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra.” 5

Neste momento, meditamos não só sobre o grande amor de Deus, que enviou Seu filho único para nascer, viver e morrer por nós, mas também sobre o alegre “sim” de Maria que a fez participante da nossa redenção. Ela é o grande modelo de humildade, disponibilidade e submissão à vontade de Deus, encorajando-nos a buscar também em nossa vida dar a mesma resposta, confiante e desprendida, diante dos desígnios de Deus.

2º mistério gozoso: a visitação de Maria a sua prima Isabel

O segundo mistério gozoso leva-nos à emocionante visita da Virgem Maria à sua prima Isabel. 6 Maria, logo após saber que seria mãe do Salvador, por obra do Espírito Santo, parte apressadamente para visitar Isabel, que, por graça divina, também está grávida. Este encontro é marcado pela alegria e pelo reconhecimento sobrenatural, culminando na exclamação inspirada de Isabel:

Donde me vem esta honra de vir a mim a mãe de meu Senhor? 7

Neste mistério, meditamos a visita de Maria tanto como um ato de serviço e amor, quanto como um testemunho sensível da presença de Deus. A Visitação de Maria à sua parenta deve levar-nos a meditar especialmente sobre o serviço desinteressado e a prontidão em servir àqueles que mais precisam — começando pelos que estão mais próximos de nós. Ao mesmo tempo consideramos a alegria que Maria compartilha com Isabel, refletindo sobre como nossas próprias vidas podem ser veículos de alegria divina para os outros.

Veja também: Festa de Visitação de Nossa Senhora

3º mistério gozoso: o nascimento de Jesus em Belém

Natividade de Jesus, por Giotto. um dos mistérios gozozos

No terceiro mistério gozoso, mergulhamos na adoração silenciosa do Natal. 8 Em meio a simplicidade, a pobreza e ao frio de uma gruta em Belém, Maria dá à luz Jesus Cristo — e “os céus e a terra se regozijaram pelo nascimento do Salvador.” 9 A meditação nos conduz, desse modo, à humildade da manjedoura, à alegria dos pastores e à reverência dos Reis Magos.

Contemplamos aqui o extraordinário acontecimento do Filho de Deus que se faz presente entre nós, trazendo luz e esperança ao mundo. Meditar sobre o nascimento de Jesus convida-nos a acolher a presença de Cristo em nossas vidas diárias, encontrando alegria na simplicidade e no dom da vida. Além disso, o mistério do Natal faz-nos meditar sobre a importância de estar sempre vigilantes, esperando pela segunda vinda de Cristo no fim dos tempos, pois não sabemos o dia ou a hora em que Ele voltará. 10

Confira aqui um guia para rezar o Rosário.

4º mistério gozoso: a apresentação do Menino Jesus no templo

Apresentação de Jesus no templo por James Tissot, um dos mistérios gozozos

Maria e José foram apresentar o Menino Jesus no Templo, este é o quarto mistério gozoso. 11 A sua contemplação nos leva a refletir sobre a entrega de Maria e José ao apresentarem o Filho de Deus, aceitando as palavras proféticas de Simeão.

Eis que este menino está destinado a ser uma causa de queda e de soerguimento para muitos homens em Israel, e a ser um sinal que provocará contradições, a fim de serem revelados os pensamentos de muitos corações. E uma espada transpas­sa­rá a tua alma. 12

Neste mistério, meditamos sobre o profundo significado do Filho de Deus submetendo-se à Lei e aos seus preceitos. Na vida da Sagrada Família, o respeito pela Lei não era apenas um cumprimento mecânico, mas uma expressão da certeza de que Deus era o seu alicerce. Sendo assim, na Apresentação de Jesus no Templo, assim como em outros episódios de sua vida oculta, temos a oportunidade de contemplar o Deus Santo que adota o ritmo dos homens. Ele é, portanto, o Deus de Amor que entra na história humana para nos ensinar a viver uma vida com verdadeiro sentido.

5º mistério gozoso: a perda e o encontro de Jesus no templo

No quinto mistério gozoso, vivenciamos a aflição de Maria e José ao perderem o jovem Jesus durante a peregrinação anual a Jerusalém. 13 Jesus estava entre os doutores da lei, que se admiravam com as Suas respostas tão cheias de sabedoria. Sobre este acontecimento, Lucas narra que

Maria conservava todas essas palavras, meditando-as no seu coração. 14

Assim também nós devemos meditar cada acontecimento da vida de Cristo em nossos corações. A meditação deste mistério leva-nos a refletir sobre a importância de buscar constantemente a presença de Jesus em nossas vidas, especialmente em meio às ocupações cotidianas. A contemplação da alegria que Maria e José experimentaram ao reencontrar Jesus após três dias deve servir como um impulso para intensificarmos nossas práticas de oração e buscarmos uma vida mais íntima com o Senhor.

Conheça também a história de Nossa Senhora do Rosário.

Em que dias devemos contemplar os mistérios gozosos?

Cada dia da semana é dedicado a uma categoria específica de mistérios — o que não impede que você reze o Rosário todos os dias. Para a contemplação dos Mistérios Gozosos são reservadas as segundas e os sábados. Ao seguir essa programação, os fiéis têm a oportunidade de percorrer, ao longo da semana, a riqueza dos Mistérios do Rosário, mergulhando nas diversas etapas da vida de Nosso Senhor.

Descubra a diferença entre Terço e Rosário.

A importância dos mistérios gozosos na nossa vida espiritual

A contemplação dos Mistérios Gozosos do Rosário guia-nos através dos momentos alegres da vida de Nosso Senhor e da Virgem Maria. Esse conjunto de mistérios não apenas narra eventos históricos, mas oferece lições valiosas. Na Anunciação, aprendemos a acolher a vontade divina com humildade; na Visitação, a importância da caridade e do serviço ao próximo. O Nascimento de Jesus lembra-nos da luz divina presente em nossas vidas. E, por fim, a Apresentação e o Encontro no Templo destacam a dedicação a Deus e a busca pela sabedoria.

Esses acontecimentos, ao serem meditados, convidam-nos a incorporar em nossas vidas as virtudes de Maria e a vivência da Sagrada Família. A nossa vida espiritual se beneficia da meditação dos Mistérios Gozosos, especialmente porque eles dirigem o nosso olhar para a realidade concreta do mistério da Encarnação, quando Deus se torna humano para compartilhar nossa condição:

meditar os mistérios gozosos significa entrar nas motivações últimas e no significado profundo da alegria cristã. Significa fixar o olhar sobre a realidade concreta do mistério da Encarnação e sobre o obscuro prenúncio do mistério do sofrimento salvífico. 15

Reze a Novena da Sagrada Família.

Referências

  1. Papa João Paulo II, Carta Apostólica Rosarium Virginis Mariae[]
  2. Papa Bento XVI, Audiência Geral, 28 de dezembro de 2011[]
  3. Papa Leão XIII, Carta Encíclica Magnae Dei Matris[]
  4. Lc1, 26-38[]
  5. Lc 1, 28. 30. 38[]
  6. Lc 1, 39 -56[]
  7. Lc 1, 43[]
  8. Lc 2, 1-20[]
  9. Monfort, São Luís Maria Grignion, O Segredo Admirável do Santíssimo Rosário. Tradução: Raul Martins. — Dois Irmãos, RS: Minha Biblioteca Católica, 2019. p.121[]
  10. Mt 25, 13[]
  11. Lc 2, 22-38[]
  12. Lc 2, 34-35 []
  13. Lucas 2, 41-52[]
  14. Lc 2, 19[]
  15. Papa João Paulo II, Carta Apostólica Rosarium Virginis Mariae[]

Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

    Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.

    Redação MBC

    O maior clube de leitores católicos do Brasil.

    Garanta seu box

    O que você vai encontrar neste artigo?

    Conheça os Mistérios Gozosos do terço, os episódios que meditamos do nascimento e da infância de Jesus enquanto rezamos as Ave-Marias.

    A prática da oração do terço nos conduz à contemplação dos principais episódios da vida de Cristo. Os Mistérios Gozosos, que constituem o primeiro ciclo do Rosário, são marcados, sobretudo, pela alegria que emana da Encarnação. 1 O anúncio do anjo, em particular, inaugura de forma concreta a história de nossa redenção, envolvendo toda a criação em regozijo diante da Encarnação do Verbo Divino.

    Neste artigo, exploraremos cada episódio dos Mistérios Gozosos, buscando compreender a riqueza daquilo que devemos meditar em cada um deles durante as Ave-Marias.

    O que é a oração do terço?

    A oração do terço, com sua simplicidade tocante e profundidade espiritual, destaca-se como uma das práticas mais amadas pelos devotos, sendo fortemente encorajada pela Igreja. Contudo, mais do que uma mera expressão de piedade popular, o Rosário se revela como uma jornada espiritual extraordinariamente rica. Ele se baseia na contemplação dos principais episódios da vida de Cristo, enquanto se recita as Ave-Marias. Por isso, é capaz de guiar os fiéis pelas mãos amorosas da Santíssima Virgem Maria em direção a uma união íntima com Deus.

    Nas palavras do Papa Bento XVI

    Podemos dizer que a recitação do Rosário tem o seu modelo precisamente em Maria, porque consiste em contemplar os mistérios de Cristo em união espiritual com a Mãe do Senhor. 2

    A oração do terço, portanto, apesar de sua estrutura aparentemente simples, é um memorial de toda a vida de Jesus.

    Conheça a história de Nossa Senhora do Rosário de Fátima.

    O que são os mistérios do terço e por que devemos contemplá-los?

    Os mistérios do terço indicam os eventos mais marcantes da vida de Jesus Cristo e da Virgem Maria. Esses mistérios estão organizados em quatro conjuntos temáticos: os gozosos, os luminosos, os dolorosos e os gloriosos. Cada um composto por cinco episódios específicos da vida de Nosso Senhor.

    Assim, ao recitar cada conjunto de mistérios, os fiéis têm a oportunidade de se aprofundar em toda a narrativa da redenção. E, assim, reconhecer que tudo o que Jesus viveu e todas as coisas que ele realizou foi tendo em vista a nossa salvação. Desde o seu nascimento até a morte na Cruz; durante a sua vida oculta, ou já em sua vida pública. Desse modo, ao dirigir a nossa atenção para a meditação de cada acontecimento da vida de Cristo, a contemplação desses mistérios desperta em nós a chama da fé.

    Ao conhecer a vida de Cristo e crer nele, somos impelidos a refletir também sobre a nossa própria vida, as nossas ações e o cumprimento de nossa vocação — que é, em primeiro lugar, a santidade. A contemplação dos mistérios do terço, portanto, além de ser um pedido incessante de Nossa Senhora, “ajuda a fazer brotar da nossa fé uma abundante e alegre messe de frutos, porque incita maravilhosamente a alma a propósitos de virtude.” 3

    Saiba como surgiu a oração do terço.

    Os Mistérios Gozosos

    1º mistério gozoso: a Anunciação do anjo a Virgem Maria

    No primeiro mistério gozoso, somos transportados para o humilde lar de Nazaré, onde o Arcanjo Gabriel é enviado por Deus para anunciar a boa-nova a Maria. O episódio é narrado no Evangelho de Lucas 4, o anjo Gabriel saúda Maria como “cheia de graça” e revela o plano divino:

    “Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo”. […] “Não temas, Maria, pois encontraste graça diante de Deus. Eis que conceberás e darás à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus.” […] Então disse Maria: “Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra.” 5

    Neste momento, meditamos não só sobre o grande amor de Deus, que enviou Seu filho único para nascer, viver e morrer por nós, mas também sobre o alegre “sim” de Maria que a fez participante da nossa redenção. Ela é o grande modelo de humildade, disponibilidade e submissão à vontade de Deus, encorajando-nos a buscar também em nossa vida dar a mesma resposta, confiante e desprendida, diante dos desígnios de Deus.

    2º mistério gozoso: a visitação de Maria a sua prima Isabel

    O segundo mistério gozoso leva-nos à emocionante visita da Virgem Maria à sua prima Isabel. 6 Maria, logo após saber que seria mãe do Salvador, por obra do Espírito Santo, parte apressadamente para visitar Isabel, que, por graça divina, também está grávida. Este encontro é marcado pela alegria e pelo reconhecimento sobrenatural, culminando na exclamação inspirada de Isabel:

    Donde me vem esta honra de vir a mim a mãe de meu Senhor? 7

    Neste mistério, meditamos a visita de Maria tanto como um ato de serviço e amor, quanto como um testemunho sensível da presença de Deus. A Visitação de Maria à sua parenta deve levar-nos a meditar especialmente sobre o serviço desinteressado e a prontidão em servir àqueles que mais precisam — começando pelos que estão mais próximos de nós. Ao mesmo tempo consideramos a alegria que Maria compartilha com Isabel, refletindo sobre como nossas próprias vidas podem ser veículos de alegria divina para os outros.

    Veja também: Festa de Visitação de Nossa Senhora

    3º mistério gozoso: o nascimento de Jesus em Belém

    Natividade de Jesus, por Giotto. um dos mistérios gozozos

    No terceiro mistério gozoso, mergulhamos na adoração silenciosa do Natal. 8 Em meio a simplicidade, a pobreza e ao frio de uma gruta em Belém, Maria dá à luz Jesus Cristo — e “os céus e a terra se regozijaram pelo nascimento do Salvador.” 9 A meditação nos conduz, desse modo, à humildade da manjedoura, à alegria dos pastores e à reverência dos Reis Magos.

    Contemplamos aqui o extraordinário acontecimento do Filho de Deus que se faz presente entre nós, trazendo luz e esperança ao mundo. Meditar sobre o nascimento de Jesus convida-nos a acolher a presença de Cristo em nossas vidas diárias, encontrando alegria na simplicidade e no dom da vida. Além disso, o mistério do Natal faz-nos meditar sobre a importância de estar sempre vigilantes, esperando pela segunda vinda de Cristo no fim dos tempos, pois não sabemos o dia ou a hora em que Ele voltará. 10

    Confira aqui um guia para rezar o Rosário.

    4º mistério gozoso: a apresentação do Menino Jesus no templo

    Apresentação de Jesus no templo por James Tissot, um dos mistérios gozozos

    Maria e José foram apresentar o Menino Jesus no Templo, este é o quarto mistério gozoso. 11 A sua contemplação nos leva a refletir sobre a entrega de Maria e José ao apresentarem o Filho de Deus, aceitando as palavras proféticas de Simeão.

    Eis que este menino está destinado a ser uma causa de queda e de soerguimento para muitos homens em Israel, e a ser um sinal que provocará contradições, a fim de serem revelados os pensamentos de muitos corações. E uma espada transpas­sa­rá a tua alma. 12

    Neste mistério, meditamos sobre o profundo significado do Filho de Deus submetendo-se à Lei e aos seus preceitos. Na vida da Sagrada Família, o respeito pela Lei não era apenas um cumprimento mecânico, mas uma expressão da certeza de que Deus era o seu alicerce. Sendo assim, na Apresentação de Jesus no Templo, assim como em outros episódios de sua vida oculta, temos a oportunidade de contemplar o Deus Santo que adota o ritmo dos homens. Ele é, portanto, o Deus de Amor que entra na história humana para nos ensinar a viver uma vida com verdadeiro sentido.

    5º mistério gozoso: a perda e o encontro de Jesus no templo

    No quinto mistério gozoso, vivenciamos a aflição de Maria e José ao perderem o jovem Jesus durante a peregrinação anual a Jerusalém. 13 Jesus estava entre os doutores da lei, que se admiravam com as Suas respostas tão cheias de sabedoria. Sobre este acontecimento, Lucas narra que

    Maria conservava todas essas palavras, meditando-as no seu coração. 14

    Assim também nós devemos meditar cada acontecimento da vida de Cristo em nossos corações. A meditação deste mistério leva-nos a refletir sobre a importância de buscar constantemente a presença de Jesus em nossas vidas, especialmente em meio às ocupações cotidianas. A contemplação da alegria que Maria e José experimentaram ao reencontrar Jesus após três dias deve servir como um impulso para intensificarmos nossas práticas de oração e buscarmos uma vida mais íntima com o Senhor.

    Conheça também a história de Nossa Senhora do Rosário.

    Em que dias devemos contemplar os mistérios gozosos?

    Cada dia da semana é dedicado a uma categoria específica de mistérios — o que não impede que você reze o Rosário todos os dias. Para a contemplação dos Mistérios Gozosos são reservadas as segundas e os sábados. Ao seguir essa programação, os fiéis têm a oportunidade de percorrer, ao longo da semana, a riqueza dos Mistérios do Rosário, mergulhando nas diversas etapas da vida de Nosso Senhor.

    Descubra a diferença entre Terço e Rosário.

    A importância dos mistérios gozosos na nossa vida espiritual

    A contemplação dos Mistérios Gozosos do Rosário guia-nos através dos momentos alegres da vida de Nosso Senhor e da Virgem Maria. Esse conjunto de mistérios não apenas narra eventos históricos, mas oferece lições valiosas. Na Anunciação, aprendemos a acolher a vontade divina com humildade; na Visitação, a importância da caridade e do serviço ao próximo. O Nascimento de Jesus lembra-nos da luz divina presente em nossas vidas. E, por fim, a Apresentação e o Encontro no Templo destacam a dedicação a Deus e a busca pela sabedoria.

    Esses acontecimentos, ao serem meditados, convidam-nos a incorporar em nossas vidas as virtudes de Maria e a vivência da Sagrada Família. A nossa vida espiritual se beneficia da meditação dos Mistérios Gozosos, especialmente porque eles dirigem o nosso olhar para a realidade concreta do mistério da Encarnação, quando Deus se torna humano para compartilhar nossa condição:

    meditar os mistérios gozosos significa entrar nas motivações últimas e no significado profundo da alegria cristã. Significa fixar o olhar sobre a realidade concreta do mistério da Encarnação e sobre o obscuro prenúncio do mistério do sofrimento salvífico. 15

    Reze a Novena da Sagrada Família.

    Referências

    1. Papa João Paulo II, Carta Apostólica Rosarium Virginis Mariae[]
    2. Papa Bento XVI, Audiência Geral, 28 de dezembro de 2011[]
    3. Papa Leão XIII, Carta Encíclica Magnae Dei Matris[]
    4. Lc1, 26-38[]
    5. Lc 1, 28. 30. 38[]
    6. Lc 1, 39 -56[]
    7. Lc 1, 43[]
    8. Lc 2, 1-20[]
    9. Monfort, São Luís Maria Grignion, O Segredo Admirável do Santíssimo Rosário. Tradução: Raul Martins. — Dois Irmãos, RS: Minha Biblioteca Católica, 2019. p.121[]
    10. Mt 25, 13[]
    11. Lc 2, 22-38[]
    12. Lc 2, 34-35 []
    13. Lucas 2, 41-52[]
    14. Lc 2, 19[]
    15. Papa João Paulo II, Carta Apostólica Rosarium Virginis Mariae[]

    Redação MBC

    O maior clube de leitores católicos do Brasil.

    Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

      Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.