Formação

Jesus nasceu no dia 25 de dezembro?

Você já se perguntou se Jesus nasceu no dia 25 de dezembro mesmo? Entenda neste artigo o que a Igreja nos fala sobre isso.

Jesus nasceu no dia 25 de dezembro?
Formação

Jesus nasceu no dia 25 de dezembro?

Você já se perguntou se Jesus nasceu no dia 25 de dezembro mesmo? Entenda neste artigo o que a Igreja nos fala sobre isso.

Data da Publicação: 22/12/2023
Tempo de leitura:
Autor: Redação MBC
Data da Publicação: 22/12/2023
Tempo de leitura:
Autor: Redação MBC

Você já se perguntou se Jesus nasceu no dia 25 de dezembro mesmo? Entenda neste artigo o que a Igreja nos fala sobre isso.

Do Seu trono celestial, Deus desce à Terra, escolhendo uma singela manjedoura para iniciar o plano de nossa redenção. Esse é o cerne do Natal, um evento tão grandioso que foi preparado ao longo de séculos e anunciado pelos profetas. Muitos ansiavam pela salvação que viria através do Messias, embora desconhecessem a data exata. Assim como hoje aguardamos a vinda gloriosa do Senhor.

Quanto à data do nascimento de Jesus, muitos questionam se o evento aconteceu mesmo a 25 de dezembro. Padres da Igreja se dedicaram a fazer cálculos baseados em informações bíblicas e históricas para precisar uma data. Mas, existem, afinal, evidências históricas que comprovem o dia exato? Neste artigo, você vai conhecer o que a Tradição da Igreja nos revela sobre isso.

Por que se discute isso?

Assim como acontece com diversos acontecimentos passados, há discussões sobre a verdadeira data do nascimento de Jesus. Foi mesmo a 25 de dezembro? Muitos alegam que o cristianismo escolheu esse dia para sobrepor uma festa pagã. No Império Romano, celebrava-se o Natalis Solis Invicti (Nascimento do Sol Invicto) em torno do solstício de inverno, marcado pelo aumento gradual da luz diurna.

No entanto, é importante observar que essa ligação é apenas uma hipótese, pois não há documentos históricos que comprovem essa escolha. A explicação tradicional também não se baseia no fato de o cristianismo escolher essa data com o objetivo de sobrepor uma festa pagã. Além disso, naquela época, a Igreja enfrentava perseguições, não tendo influência cultural ou política para substituir festas pagãs.

Vale lembrar que há uma variedade de datas propostas por autores e tradições cristãs. Isso demonstra, portanto, que a definição do dia do nascimento de Jesus não foi um consenso imediato. Somente a partir do século IV é que a data de 25 de dezembro começou a ganhar uma aceitação mais consistente.

Descubra o que todo católico deve saber sobre o Advento.

A tradição de que Jesus nasceu no dia 25 de dezembro

A tradição que associa o nascimento de Jesus ao dia 25 de dezembro remonta a fontes históricas e tradições antigas da Igreja. Embora a certeza histórica sobre a data exata do nascimento de Jesus seja desafiadora, diversos Padres da Igreja contribuíram para a consolidação da celebração natalina neste dia.

O primeiro que afirmou com clareza que Jesus nasceu a 25 de Dezembro foi Hipólito de Roma, no seu comentário ao Livro do profeta Daniel, escrito por volta de 204. Depois, alguns exegetas observam que naquele dia se celebrava a festa da Dedicação do Templo de Jerusalém, instituída por Judas Macabeu em 164 a.C. 1

Sendo assim, Hipólito de Roma, um dos Padres da Igreja que viveu por volta de 204 d.C., forneceu um testemunho fundamental sobre a celebração do Natal em 25 de dezembro. Mesmo em um período de perseguição à Igreja, ele atestou essa data, indicando que a tradição do Natal já estava enraizada antes de a Igreja ter influência cultural ou política para impor mudanças.

Tendo em vista a possibilidade de diferentes cálculos, alguns santos apresentaram outras datas possíveis para o nascimento de Jesus. Entre elas 18 de novembro, por Clemente de Alexandria, e 6 de janeiro, conforme tradições egípcias.

Ao longo dos séculos, sobretudo a partir do século IV, Padres da Igreja, como São João Crisóstomo, Epifânio de Salamina, São Jerônimo, Agostinho, entre outros, respaldaram a celebração do Natal em 25 de dezembro. Portanto, essa tradição adotada pela Igreja não se baseia em uma estratégia de substituir festas pagãs, mas reflete uma longa história de estudos sobre o assunto, além da veneração ao nascimento de Cristo.

imagem da anunciação do senhor, celebrada em 25 de março. uma das festas que corrobora com a tradição de que jesus nasceu no dia 25 de dezembro.
Anunciação do Senhor, celebrada em 25 de março

Saiba como viver bem o Advento com 5 dicas práticas.

Há provas históricas de que Jesus nasceu no dia 25 de dezembro?

As provas históricas de que Jesus nasceu no dia 25 de dezembro encontram fundamentos nas raízes bíblicas e na tradição da Igreja. De acordo com o Padre José Eduardo*, a análise começa com a contagem dos dias a partir do anúncio do nascimento de São João Batista, seguindo as escrituras que mencionam Zacarias, pertencente à classe de Abias.

A ordem das 24 classes sacerdotais, estabelecida no Primeiro Livro de Crônicas, revela que Abias era a oitava classe. Alguns críticos argumentam que, seguindo o ano religioso judaico, isso situaria o nascimento de Jesus em setembro ou outubro, durante a festa dos Tabernáculos.

No entanto, o Padre José Eduardo também menciona uma pesquisa da especialista francesa Annie Jaubert, que, ao estudar o calendário do Livro dos Jubileus, um apócrifo hebraico, revela uma possível mudança na ordem dos turnos sacerdotais nos tempos de Cristo, devido a interrupções no culto desde a construção do Templo.

O especialista Shemarjahu Talmon, da Universidade Hebraica de Jerusalém, também contribui com uma pesquisa que reconstrói a ordem semanal dos turnos. Com isso, ele aponta que o segundo turno de Abias, prescrito duas vezes por ano, ocorria de 24 a 30 de setembro no calendário solar. Assim, quando São Lucas registra a ordem a qual Zacarias pertence, abre a possibilidade de reconstruir historicamente a data de nascimento de Jesus.

Sendo assim, temos o anúncio do nascimento de São João Batista em 24 de setembro; seis meses antes, conduz ao anúncio a Nossa Senhora em 25 de março, três meses depois, ao nascimento de São João Batista em 24 de junho, e finalmente, seis meses depois, ao nascimento de Jesus em 25 de dezembro, celebrando a Solenidade do Natal do Senhor.

Conheça a festa do nascimento de Cristo e por que celebramos o Natal.

Onde está na Bíblia que Jesus nasceu no dia 25 de dezembro?

Ao examinar os Evangelhos, especialmente os relatos de São Mateus e São Lucas, que detalham o nascimento de Jesus, não encontramos uma referência direta ao dia 25 de dezembro. Os evangelistas concentram-se em aspectos mais essenciais, como a genealogia, o anúncio a Maria, a visita dos magos e a adoração dos pastores. Mas não oferecem uma indicação da data específica do nascimento.

Desse modo, a tradição de celebrar o Natal em 25 de dezembro encontra suas raízes em estudos posteriores da Tradição da Igreja. Eles são geralmente baseados em cálculos realizados pelos Santos Padres. Contudo, ainda que a Bíblia não forneça uma data precisa, ela oferece elementos que orientaram os estudiosos em seus esforços para calcular e investigar, a fim de identificar, se não o dia exato, pelo menos a data mais próxima.

Alguns dados presentes nas Escrituras auxiliaram nessa contagem. Por exemplo, o decreto de César Augusto 2, o ano da morte de Herodes, o Grande, uma vez que Jesus nasceu durante o seu reinado, e a referência ao sacerdote Zacarias, como mencionado acima. 3

Embora essas referências enriqueçam a nossa fé e a nossa compreensão da história, vale lembrar que o mais importante não é o momento cronológico do nascimento de Jesus. Mas, sim, o fato de que Deus se fez carne e dividiu a nossa história, antes de depois de Cristo, a fim de dar verdadeiro sentido ao nosso tempo.

Confira aqui um artigo sobre o simbolismo do Natal.


* Pe. José Eduardo de Oliveira e Silva é doutor em Teologia Moral pela Universidade da Santa Cruz, em Roma. A partir de 2013, tornou-se conferencista em temas como gênero, aborto, defesa da família e educação. Atualmente é Pároco da Paróquia São Domingos, em Osasco.

Referências

  1. PAPA BENTO XVI, Audiência Geral, 23 de dezembro de 2009[]
  2. Lucas 2, 1[]
  3. Lucas 1, 5-9[]

Assine nossa newsletter com conteúdos exclusivos

    Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.

    Redação MBC

    Redação MBC

    O maior clube de leitores católicos do Brasil.

    Garanta seu box

    Você já se perguntou se Jesus nasceu no dia 25 de dezembro mesmo? Entenda neste artigo o que a Igreja nos fala sobre isso.

    Do Seu trono celestial, Deus desce à Terra, escolhendo uma singela manjedoura para iniciar o plano de nossa redenção. Esse é o cerne do Natal, um evento tão grandioso que foi preparado ao longo de séculos e anunciado pelos profetas. Muitos ansiavam pela salvação que viria através do Messias, embora desconhecessem a data exata. Assim como hoje aguardamos a vinda gloriosa do Senhor.

    Quanto à data do nascimento de Jesus, muitos questionam se o evento aconteceu mesmo a 25 de dezembro. Padres da Igreja se dedicaram a fazer cálculos baseados em informações bíblicas e históricas para precisar uma data. Mas, existem, afinal, evidências históricas que comprovem o dia exato? Neste artigo, você vai conhecer o que a Tradição da Igreja nos revela sobre isso.

    Por que se discute isso?

    Assim como acontece com diversos acontecimentos passados, há discussões sobre a verdadeira data do nascimento de Jesus. Foi mesmo a 25 de dezembro? Muitos alegam que o cristianismo escolheu esse dia para sobrepor uma festa pagã. No Império Romano, celebrava-se o Natalis Solis Invicti (Nascimento do Sol Invicto) em torno do solstício de inverno, marcado pelo aumento gradual da luz diurna.

    No entanto, é importante observar que essa ligação é apenas uma hipótese, pois não há documentos históricos que comprovem essa escolha. A explicação tradicional também não se baseia no fato de o cristianismo escolher essa data com o objetivo de sobrepor uma festa pagã. Além disso, naquela época, a Igreja enfrentava perseguições, não tendo influência cultural ou política para substituir festas pagãs.

    Vale lembrar que há uma variedade de datas propostas por autores e tradições cristãs. Isso demonstra, portanto, que a definição do dia do nascimento de Jesus não foi um consenso imediato. Somente a partir do século IV é que a data de 25 de dezembro começou a ganhar uma aceitação mais consistente.

    Descubra o que todo católico deve saber sobre o Advento.

    A tradição de que Jesus nasceu no dia 25 de dezembro

    A tradição que associa o nascimento de Jesus ao dia 25 de dezembro remonta a fontes históricas e tradições antigas da Igreja. Embora a certeza histórica sobre a data exata do nascimento de Jesus seja desafiadora, diversos Padres da Igreja contribuíram para a consolidação da celebração natalina neste dia.

    O primeiro que afirmou com clareza que Jesus nasceu a 25 de Dezembro foi Hipólito de Roma, no seu comentário ao Livro do profeta Daniel, escrito por volta de 204. Depois, alguns exegetas observam que naquele dia se celebrava a festa da Dedicação do Templo de Jerusalém, instituída por Judas Macabeu em 164 a.C. 1

    Sendo assim, Hipólito de Roma, um dos Padres da Igreja que viveu por volta de 204 d.C., forneceu um testemunho fundamental sobre a celebração do Natal em 25 de dezembro. Mesmo em um período de perseguição à Igreja, ele atestou essa data, indicando que a tradição do Natal já estava enraizada antes de a Igreja ter influência cultural ou política para impor mudanças.

    Tendo em vista a possibilidade de diferentes cálculos, alguns santos apresentaram outras datas possíveis para o nascimento de Jesus. Entre elas 18 de novembro, por Clemente de Alexandria, e 6 de janeiro, conforme tradições egípcias.

    Ao longo dos séculos, sobretudo a partir do século IV, Padres da Igreja, como São João Crisóstomo, Epifânio de Salamina, São Jerônimo, Agostinho, entre outros, respaldaram a celebração do Natal em 25 de dezembro. Portanto, essa tradição adotada pela Igreja não se baseia em uma estratégia de substituir festas pagãs, mas reflete uma longa história de estudos sobre o assunto, além da veneração ao nascimento de Cristo.

    imagem da anunciação do senhor, celebrada em 25 de março. uma das festas que corrobora com a tradição de que jesus nasceu no dia 25 de dezembro.
    Anunciação do Senhor, celebrada em 25 de março

    Saiba como viver bem o Advento com 5 dicas práticas.

    Há provas históricas de que Jesus nasceu no dia 25 de dezembro?

    As provas históricas de que Jesus nasceu no dia 25 de dezembro encontram fundamentos nas raízes bíblicas e na tradição da Igreja. De acordo com o Padre José Eduardo*, a análise começa com a contagem dos dias a partir do anúncio do nascimento de São João Batista, seguindo as escrituras que mencionam Zacarias, pertencente à classe de Abias.

    A ordem das 24 classes sacerdotais, estabelecida no Primeiro Livro de Crônicas, revela que Abias era a oitava classe. Alguns críticos argumentam que, seguindo o ano religioso judaico, isso situaria o nascimento de Jesus em setembro ou outubro, durante a festa dos Tabernáculos.

    No entanto, o Padre José Eduardo também menciona uma pesquisa da especialista francesa Annie Jaubert, que, ao estudar o calendário do Livro dos Jubileus, um apócrifo hebraico, revela uma possível mudança na ordem dos turnos sacerdotais nos tempos de Cristo, devido a interrupções no culto desde a construção do Templo.

    O especialista Shemarjahu Talmon, da Universidade Hebraica de Jerusalém, também contribui com uma pesquisa que reconstrói a ordem semanal dos turnos. Com isso, ele aponta que o segundo turno de Abias, prescrito duas vezes por ano, ocorria de 24 a 30 de setembro no calendário solar. Assim, quando São Lucas registra a ordem a qual Zacarias pertence, abre a possibilidade de reconstruir historicamente a data de nascimento de Jesus.

    Sendo assim, temos o anúncio do nascimento de São João Batista em 24 de setembro; seis meses antes, conduz ao anúncio a Nossa Senhora em 25 de março, três meses depois, ao nascimento de São João Batista em 24 de junho, e finalmente, seis meses depois, ao nascimento de Jesus em 25 de dezembro, celebrando a Solenidade do Natal do Senhor.

    Conheça a festa do nascimento de Cristo e por que celebramos o Natal.

    Onde está na Bíblia que Jesus nasceu no dia 25 de dezembro?

    Ao examinar os Evangelhos, especialmente os relatos de São Mateus e São Lucas, que detalham o nascimento de Jesus, não encontramos uma referência direta ao dia 25 de dezembro. Os evangelistas concentram-se em aspectos mais essenciais, como a genealogia, o anúncio a Maria, a visita dos magos e a adoração dos pastores. Mas não oferecem uma indicação da data específica do nascimento.

    Desse modo, a tradição de celebrar o Natal em 25 de dezembro encontra suas raízes em estudos posteriores da Tradição da Igreja. Eles são geralmente baseados em cálculos realizados pelos Santos Padres. Contudo, ainda que a Bíblia não forneça uma data precisa, ela oferece elementos que orientaram os estudiosos em seus esforços para calcular e investigar, a fim de identificar, se não o dia exato, pelo menos a data mais próxima.

    Alguns dados presentes nas Escrituras auxiliaram nessa contagem. Por exemplo, o decreto de César Augusto 2, o ano da morte de Herodes, o Grande, uma vez que Jesus nasceu durante o seu reinado, e a referência ao sacerdote Zacarias, como mencionado acima. 3

    Embora essas referências enriqueçam a nossa fé e a nossa compreensão da história, vale lembrar que o mais importante não é o momento cronológico do nascimento de Jesus. Mas, sim, o fato de que Deus se fez carne e dividiu a nossa história, antes de depois de Cristo, a fim de dar verdadeiro sentido ao nosso tempo.

    Confira aqui um artigo sobre o simbolismo do Natal.


    * Pe. José Eduardo de Oliveira e Silva é doutor em Teologia Moral pela Universidade da Santa Cruz, em Roma. A partir de 2013, tornou-se conferencista em temas como gênero, aborto, defesa da família e educação. Atualmente é Pároco da Paróquia São Domingos, em Osasco.

    Referências

    1. PAPA BENTO XVI, Audiência Geral, 23 de dezembro de 2009[]
    2. Lucas 2, 1[]
    3. Lucas 1, 5-9[]

    Cadastre-se para receber nossos conteúdos exclusivos e fique por dentro de todas as novidades!

    Insira seu nome e e-mail para receber atualizações da MBC.
    Selecione os conteúdos que mais te interessam e fique por dentro de todas as novidades!

    Ao clicar em quero assinar você declara aceita receber conteúdos em seu email e concorda com a nossa política de privacidade.